14.5.2017

*
Tudo o que estudei a respeito me leva a ser cem por cento a favor do capitalismo e cem por cento contra os capitalistas. São eles que, com sua sêde de poder ilimitado, estão tornando o capitalismo indistinguível do socialismo.
*
Fraude científica generalizada:
Eduardo Gabriel Professor, Olavo, vou lhe mandar uma msg no privado, posso?
Olavo de Carvalho Só se for coisa pornográfiica. Tudo o mais pode ser dito aqui mesmo.
*
Os capitalistas são a praga do capitalismo. Elon Musk, o dono da fábrica Telsa, quer que todo mundo use carro autodirigível. Todo mundo, menos ele, que não é trouxa.
*
Hoje em dia, “investir em ciência” significa encomendar as conclusões antes da pesquisa.
*
Bons tempos aqueles em que as “ciências duras” se gabavam de ser mais confiáveis do que as “ciências moles”. Hoje em dia, quem tem cu prefere as moles.
*
— Professor, posso lhe mandar uma mensagem inbox?
— Só se for coisa pornográfica. Tudo o mais pode ser dito aqui mesmo.
*
Romances brasileiros que eu AMO são pouquíssimos:
“Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Dom Casmurro” de Machado de Assis.
“Triste Fim de Policarpo Quaresma” de Lima Barreto.
“A Mulher Que Fugiu de Sodoma” e “A Ladeira da Memória” de José Geraldo Vieira.
“O Tempo e o Vento” de Érico Veríssimo.
“São Bernardo” de Graciliano Ramos.
“O Amanuense Belmiro” de Ciro dos Anjos.
“O Professor Jeremias” de Léo Vaz.
“Os Tambores de São Luís” de Josué Montello.
O resto é apenas interessante.
P. S. Eu amaria “O Espelho Partido” se o Marques Rebelo tivesse acabado de escrevê-lo.
*
Desde a adolescência, a coisa que mais me irrita é homem contando suas aventuras eróticas ou choramingando suas mágoas de amor. Dá no saco.
*
Imitação de Cristo às avessas. Algum dos acusadores de Joana d’Arc morreria por ela? Preferiram matá-la.
*
Enigma dos enigmas. Como é que prisioneiros amarrados conseguiam forçar o Che Guevara a matá-los?
*
Quando um sujeito não consegue resistir à volúpia de sair matando gente, só tem uma solução: dizer que foi Deus quem mandou.
*
A pessoa mais sincera que conheci foi uma queridíssima amiga minha, lésbica quatro cruzes, que dizia:
— Eu sou assim porque não cresci.
 
Israel Azevedo Aliás, professor, aproveitando o gancho do assunto de literatura de ontem, o que o senhor acha das obras de Homero?
Olavo de Carvalho Um dos pilares da consciência humana.
João Pedro Magalhães Camargo Professor, só pra te encher mais o saco, quais sãos os melhores poemas da língua portuguesa?
Olavo de Carvalho No Brasil, os melhores poetas são Manuel Bandeira (primeirão forévis), Cruz e Souza, Drummond, Alphonsus de Guimaraens filho, Bruno Tolentino e Vilma de Oliveira (mulher do João Cabral).
*
De onde quer que me expulsem, sempre acho que tinham razão.
*
O maior enigma da minha vida. Uma vez, aos vinte e poucos anos, fui retirado bêbado de uma festa, por pessoas solícitas que saíram pedindo mil desculpas à dona da casa. Até hoje não sei que merda eu fiz.
*
Acordei no sofá de um apartamento desconhecido, vestido num terno preto elegantíssimo, só pensando obsessivamente numa coisa: Macarrão. Macarrão. Macarrão. Sem querer acordar ninguém, saí, comi uma macarronada e nunca entendi porra nenhuma do que se passou.
*
Pior: O terno não estava nem amassado.
Olavo de Carvalho Devo ter dormido imóvel na mesma posição.
*
Nem tive coragem de voltar ao apartamento para perguntar quem morava ali.
*
Capitalistas têm de ser humilhados até tomar jeito na vida:
— Ah, você está cheio da grana? Então pare de dar palpite e faça o curso do Olavo.
Célio Rodrigues … e na sequência, doe metade da sua fortuna para a criação do Centro Cultural Olavo de Carvalho, bancando os seus melhores alunos com mesadas de 10.000,00 para viver em função do restabelecimento da Alta Cultura dessa merda de país!
Olavo de Carvalho Célio Rodrigues Não. Nada disso. Ele que enfie o dinheiro dele no cu e assista às aulas quietinho.
*
Desgraça pouca é bobagem. Se você acha que eu vou me interessar pelos seus feitos eróticos, por que não me descreve logo, com minúcia de detalhes, a sua última cagada?
*
Diálogo familiar:
ROXANE: — Eu não sou influenciável.
LEILAH: — Você é, mãe.
ROXANE: — Sou? Então eu sou.
*
Uma vez um capitalista se ofereceu para financiar a edição das minhas obras completas, então começou a cagar regra com coisas que tinha lido no Bertrand Russell e eu o mandei enfiar o dinheiro no cu. Dinheiro nenhum do mundo valia o sofrimento de ouvir aquela merda toda.
Andre Leal Não havia a possibilidade de você mandar o carinha calar a boca e ainda assim ele liberar o dinheiro ?
Olavo de Carvalho Nem cagando eu aceitaria o dinheiro dele.
*
A dona da casa onde estávamos ficou tão constrangida que foi se esconder no banheiro.
Provavelmente ficou rindo na privada.
*
A Leilah se arrebenta de rir quando faço essas coisas. Sempre me pede para fazer mais uma.
*
Só desmaiei uma vez na vida. Tomei um antibiótico com o estômago vazio e dez minutos depois estava zonzo, com calafrios. Pensei em ir ao banheiro e então acordei vendo uma porta diante de mim, mas a porta estava na horizontal. Pensei:
— Que caralho essa porta está fazendo aí?
*
Sou geralmente um sujeito humilde, mas, quando converso com um figurão empombado e burro, sinto que sou Napoleão Bonaparte falando com um mendigo de rua.
*
A fabulosa Dona Nice, a mulher mais corajosa que conheci, merece feliz dia das mães todo dia.
*
18424166_1065541333547676_8228589670332843290_n.jpg
Por mais Olavo na vida dessas pessoas adoecidas!
No auge das “ocupações” das Universidades públicas do CE, estive acompanhando de perto os acontecimentos. Acabei por receber esta foto que estava perdida entre tantas outras aqui no meu computador. Essa belezura de mural foi colocado na IFCE.
Criaram um mural que mais define a si mesmos do que àqueles a quem tentam denegrir. Deveriam sentir completa vergonha. Quanto mais desesperados, mais tropeçam nas próprias pernas e cospem para cima aguardando ansiosamente o cuspe cair no meio da testa!
O Jardim das aflições vem aí e nada mais segura.
*

Inventaram o melhor dos pretextos para encher as cabeças de merda:

18425064_10155247464342192_5473381648923453525_n

*

Obrigadão, ministro:

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2017/05/13/internas_viver,703708/ministro-da-cultura-critica-boicote-de-cineastas-ao-cine-pe.shtml

Josias Teófilo Só tá faltando o Trump nos defender também

*

Gioele Magaldi, no seu livro importantíssimo sobre as “super-lojas” maçônicas, diz que dentro delas o populismo nacionalista é esquerda e o globalismo é direita. A imagem que aparece na mídia é invertida. A esquerda que se vê no mundo virou o melhor instrumento da classe dominante.

*

http://peticaopublica.com/mobile/pview.aspx?pi=PT85559

*

Neguim rico não me impressiona nem um pouco. O Sebastião Camargo era tio da minha mãe. Nunca sequer tirei a bunda da cadeira para ir conhecê-lo, nem mesmo quando estávamos na maior merda.

*

O único privilégio exclusivo da riqueza
é dar a algum pobretão armado o pretexto irresistível para um assalto.

*

Se eu tivesse mais dinheiro, teria comido mais mulheres? O que faltou para isso não foi dinheiro, foi força física.

*

Um amigo do Pedro tinha a teoria de que é melhor ter filhos machos do que filhas.
— Por que?
— Porque com um menino você tem de se preocupar com um único pau. Se é menina, com todos os paus do mundo.

*

Cu. Sim, cu. Por que esta humilde palavrinha, nome de um pequeno orifício tão útil à sobrevivência humana e animal, suscita tanto escândalo e ódio nos meios bem-pensantes? É decerto porque ela nos recorda, mais de perto que qualquer outra, a condição carnal contra a qual se rebelam todos os demônios. Comer, podemos conceber que até os anjos comam, mas cagar é a prova mais humilhante da nossa sujeição terrestre, que nos iguala a qualquer cachorro, gato, mula ou cabrito. Daí o ódio ao cu.

*

A revolta contra a condição carnal é a atitude mais típica do demonismo

*

O moralismo idiota impera de tal modo em certos círculos neste país, que, na dublagem nacional do filme “Waterloo”, a exclamação do general Cambronne, “Merde!” — o xingamento mais célebre da História — foi traduzida como “Droga!”.
Assim não vai, porra.

Anúncios

O milagre de Fátima

“O milagre de Fátima é o acontecimento central da história do século XX.”
(Olavo de Carvalho, Aula 42, COF)

“Eu estou persuadido de que o Milagre de Fátima é o acontecimento central do século XX, mas ele certamente não entra na cultura moderna. Então quem está enganado? Nossa Senhora de Fátima ou a cultura moderna? Eu acho que um dos dois tem de ter razão; e os dois não a podem ter ao mesmo tempo.” (Olavo de Carvalho, Aula 121, COF)

“Quando Nossa Senhora, em Fátima, 1917, falou que a Rússia iria espalhar os seus erros pelo mundo, Ela não estava se referindo somente ao comunismo. Ela disse: os erros da Rússia. O comunismo foi a primeira etapa, e agora inventaram um outro, ainda pior. Sobre os escombros da sociedade comunista, os mesmos autores, criadores e mantenedores do comunismo, querem construir um outro império, ainda maior, e em escala mundial. Mas o que eles têm para oferecer? A própria corrupção e miséria da Rússia.” (Olavo de Carvalho, Apêndice ao livro Jardim das Aflições)

“Não há um milagre de Fátima, mas uma sucessão incrível de milagres”.
(Olavo de Carvalho, Aula 041, COF)

“O milagre de Fátima é fundamental para a ciência política contemporânea porque, como ele fala da previsão da guerra, ele é um dado da análise. Ele não pode ser desprezado como uma crença subjetiva”. (Olavo de Carvalho, Aula 111, COF)

“Não esqueça que, na própria profecia de Fátima, a primeira coisa que Nossa Senhora faz é abrir o inferno para mostrá-lo às crianças. Ou seja, antes mesmo de fazer a profecia, ela já mostra como é o inferno.” (Olavo de Carvalho, Aula 148, COF)


hoje

“Daqui a três minutos é o centenário daquele que foi o mais importante acontecimento da História desde o Advento de Nosso Senhor Jesus Cristo. A profundidade, a abrangência e a claridade infinita daquilo que as três crianças viram em Fátima iluminam o processo histórico de tal maneira que tudo o mais que pensamos a respeito são somente sombras”.

Ave, Maria. Imploramos que a Senhora rogue a Deus que não deixe a humanidade esquecer aquilo que a Senhora lhe ensinou naquele dia.