Aniversário 70 anos

Mônica Camatti Amanhã é o seu aniversário professor, e eu queria ser a primeira a lhe dar os parabéns, por isso já vou logo me adiantando desde hoje. 👏💙 Obrigada por nos ensinar e divertir nesse site cheio de gente doida, kkkkk. Felicidades e que Deus continue lhe provendo imensa sabedoria!

*

Luiz Alberto Amaral Nardi Professor Olavo! Ad multos annos! Felicidades e que Deus o abençoe sempre!

*

Daniela Cavalcanti de Gouveia Feliz aniversário! Muito obrigada por nos ajudar a suportar a gravidade e a dormir nos braços da Graça. Tenho plena consciência de que tudo que me passou vai se refletir nos meus descendentes.Não tem preço, nada pode ser mais valioso .Desejar encontrar vc no paraíso, seria muita pretensão de minha parte. Parabéns!!!!!! O senhor salvou não só inteligências, mas apontou ,a quem quis ouvir, o caminho para a salvação das próprias almas.

*

Amigos,

O professor Olavo de Carvalho, anos atrás, mostrou para mim o que é ser devotado à verdade, por suas palavras e seu exemplo de vida. Ao vê-lo numa palestra, senti-me diante de um filósofo filosofando ao vivo, como jamais vira antes, mesmo vivendo entre doutores da área. (Sou formado em Filosofia.)

Eu quis seguir o mesmo caminho e me tornei seu aluno. Ainda não sou um “scholar”, mas se sou um estudante sério, é graças a ele.

Professor Olavo,

Obrigado. Muito obrigado!

8 anos atrás eu estava nos EUA e pude parabenizá-lo pessoalmente pelo seu aniversário. Hoje, vai por aqui mesmo.

Feliz aniversário! É um imenso orgulho para mim ser seu aluno e dar continuidade ao movimento de estudos que o senhor começou. Não vejo no mundo gente estudando de forma tão dedicada quanto alguns de seus alunos, e alunos de seus alunos. Isso pode se tornar um marco para a história do universo. Parabéns! Felicidades. Que Deus o abençoe.

Qualquer coisa, é nóis!

*

Mozart Fernando Alguém publicou um texto fazendo uma analogia entre a lista de Schindler e uma hipotética lista de Olavo. Olavo de forma inteligente soube reconhecer a força do inimigo e usar as armas do inimigo contra ele. A cátedra é a sua arma, com mais poder que balas e tropas, seu trabalho abriu mentes e isso não tem volta. Cada novo Olavete é um soldado silencioso dentro das instituições, que vai ser o diferencial. Esse soldado esse ser pensante, vai ajudar a mudar o Brasil, isso não tem volta. A esquerda sera derrotada, é apenas uma questão de tempo e Olavo sabe disso, e já deu um prazo 30 anos. Em 30 anos pode parecer exagero, mas Olavo sera o simbolo pop daquela futura geração, bonecos de ação com gravação falando palavrões, posteres no quarto dos jovens com aquele charuto, ruas e escolas sendo batizadas com seu nome, e ninguém mais vai falar dos Karnal e dos Cortelas da vida. Quem viver verá. Obrigado também Olavo de Carvalho.

*

18194248_10209355568432884_7655375839603155087_n

Christine Ditchfield para Roxane Carvalho

Passando por aqui pra desejar feliz aniversário. E pra ratificar que nós também estamos na lista de Schindler do Olavo. Nunca poderemos pagar o que recebemos pra nossa família. Obrigado, meu irmão. Deus te abençoe. Nossa gratidão é eterna, o amor imensurável. Felicidades!
Gilberto Zancope e Christine Ditchfield

*

Walmor Grade Parabéns, professor Olavo. Saúde e alegrias!
*
Maria S. Pedrosa Parabéns, Professor Olavo. Que Deus o abençoe.
Euclides Oliveira Jr. Parabéns, Olavo! Deus o abençoe com saúde, paz e boa mira.
*

Adriano Castro  Parabéns Mestre, tudibom sempre !!

*

Parabéns pelo seu dia, meu mestre Olavo! Que Deus continue lhe abençoando e abençoando a sua linda família! A importância que o senhor tem na minha vida é absolutamente inenarrável! Um grande abraço de alguém que te considera como um verdadeiro pai. Eu te amo MUITO!

*

🌺 Querido professor Olavo! Parabéns! Muitas bênçãos e proteção ao senhor e a toda sua família! 🌷🌸 Um abraço apertado, cheio de carinho e muita gratidão!! 🌸🍃

*

Hoje é um dia especial! Um dia em que posso olhar para você e te dizer tudo o que deixei de dizer, por falta de atenção, por vergonha ou por ter me perdido tanto em minha rotina que apenas esqueci de dizer… Hoje quero dizer o quanto te amo, o quanto te admiro e o quanto sou grato por você! Mais um ano de vida se passou em que colecionamos juntos momentos, risadas, momentos de tristeza e tensão, aprendizados… Mais um ano se passa e mostra o quanto a vida é uma grande sala de aula! Quando lembro de seu aniversário no ano passado, vejo a grande mudança que houve, as conquistas e a transformação, e não é mesmo que, quanto mais velho a gente fica, mais sábio? Feliz aniversário e feliz sabedoria!

   sentindo-se festiva.

*
Querido Professor Olavo, Feliz novo ano ♪♫•*¨*•.¸
Que venha abençoado por Deus ♪♫•*¨*•.¸
e bonito por natureza! ♪♫•*¨*•.¸
Beijão de aniver ♪♫•*¨*•.¸
Nunca poderei agradecer o suficiente a consertada que deu na minha alma. Faço parte da Lista do Olavo!
Te amo forévis and évis ❤ ❤ ❤ ❤ ❤

28/4/2017

Haja paciência. Repito: se a fé é predestinada, as obras também o são, e ambas desde toda a eternidade. Como pode, então, ser a fé a CAUSA das obras? Se dois processos são criados juntos e simultaneamente, nenhum deles é causa do outro, mas ambos vêm de uma causa anterior comum.

*

Também repito pela última vez (depois vou começar a mandar tomar no cu):
Provem-me que as “obras” a que se refere o Novo Testamento NÃO SÃO as práticas da Lei judaica, e sim as da caridade cristã.
Provem-no ou não me amolem mais.

*

Não venham me dizer, como aliás já disseram, que tais ou quais organizações não cristãs ou até anticristãs “praticam a caridade”. Isso é confundir um conceito substantivo com um rótulo convencional. O que essas organizações fazem é IMITAÇÃO EXTERIOR da caridade cristã sem a verdadeira caridade, que implica AMOR GENUÍNO ao próximo como imagem viva de Jesus e disposição de morrer por ele.

*

Como essa gente se deixa enganar por palavras, puta que pariiiiiiiiiuuuuuu!

*

“Charity”, nos EUA, é qualquer organização que oferece desconto no imposto de renda a quem lhe dê dinheiro.

*

Você usar a palavra “caridade” no seu sentido convencional atual, interpretando a Bíblia segundo essa acepção, é, além de burrice, blasfêmia.

*

Verbosidade, emocionalismo barato e oratória kitsch: isto é o que muitos chamam de “fé”.

*

Vou mesmo dar o curso de leitura. Mas não serve para quem recebe e-mails de Deus todo dia.

Luigi Amendola Olavo: curso de leitura?
Olavo de Carvalho Sim. “O Mínimo Que Você Precisa Saber para Não Ler como um Idiota”.

*

Toda a linguagem da Bíblia é repleta de figuras de linguagem que, por si sós, não correspondem a nenhum conceito descritivo rigoroso e, portanto, não podem, antes de descompactadas, servir de premissas válidas a raciocínio NENHUM. Quem não entende isso lê tudo por sínteses confusas, usando, por exemplo, a palavra “obras” numa acepção em que se misturam, indiscernivelmente, os ritos e obrigações da Lei Mosaica, o auto-sacrifício por amor cristão e a assistência social praticada por qualquer “charity”.
É impossível discutir com essas pessoas, porque elas não entendem o que elas mesmas dizem.

*

Aristóteles ensinava que a verdade, assim como a falsidade, está no JUÍZO, e não nas afirmações em si mesmas. O juízo é uma representação correta do sentido da proposição, acompanhada de assentimento ou discordância. Da proposição ao juízo, o caminho pode ser bem longo e árduo.

*

O que eu acho mais lindo nisso tudo é a facilidade leviana com que tantos tiram conclusões diretas das palavras da Bíblia, sem nem se perguntar a que coisas e fatos essas palavras correspondem na experiência real, nem muito menos se as mesmas palavras, no seu uso atual, não significam coisas completamente diversas. É tudo verbalismo e nada mais.

*

Perdão. É verbalismo sustentado em estados de histeria coletiva criados por técnicas de programação neurolingüistica e similares.

*

Eu mostro algum fato incontrovertido da ordem física ou histórica, e o cidadão prefere acreditar no pastor porque ele grita “Glória a Deus!” e o convence de que está salvo.

*

A lógica não tem o poder de curar uma histeria.

*

Se o sujeito não entende que o meu ÚNICO objetivo ao topar uma discussão com ele é elevar a sua inteligência, então as possibilidades de que esse objetivo se cumpra são muito remotas, para dizer o mínimo.

Luiz Alberto Amaral Nardi Professor, não sei se aqui é o local correto para perguntar. Assim como o moço falou para o senhor, nos grupos católicos tradicionalistas o senhor é tido como Perenialista. O que é o Perenialismo? Se o senhor puder me sugerir algum livro, ficaria imensamente agradecido.
Olavo de Carvalho Leia o meu artigo da Verbum.

*

Se eu fosse fazer uma classificação dos meus detratores, estas seriam as principais categorias:
1. Comunistas e similares
2. Militaristas assanhados, fascistas e anti-semitas
3. Católicos tradicionalistas “enragés”
4. Católicos moderninhos
5. Evangélicos histéricos
6. Devotos do Carl Sagan, do Fritjof Capra, do Richard Dawkins e do aquecimento global.
7. Duguinistas, evolianos e esotéricos em geral.
8. Liberais que só pensam em dinheiro.
9. Pentelhos autênticos.
Alguns pertencem a duas ou três dessas classes, mas todos pertencem à nona. 
Se somar o QI de todos, não dá o da Dilma.

*

Se você freqüenta a igreja evangélica, ótimo. É a chance de você explicar ao seu pastor que ele não está entendendo porra nenhuma.

*

O Gerador de Lero-Lero é a primeira etapa do aprendizado da linguagem.

*

A segunda etapa é pôr talquinho no bumbum do discurso. Quando o sujeito chega aí, já é dotô.

*

Para afastar essas pessoas da minha platéia, doravante começarei as minhas aulas da seguinte maneira:
— Preliminarmente: Cu.
Metade tem chilique e vai embora.

*

Está decidido. Meu próximo curso será sobre a arte de ler. A sugestão do Rafael Santos, a quem muito agradeço, resolveu o meu problema. “O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ler Como um Idiota”. Em duas ou três semanas publicarei o programa.

*

Se um sujeito aprende teologia antes de ter o domínio apropriado da linguagem literária, consertar a sua inteligência será mais difícil do que fazer chover para cima.

O mesmo aplica-se ao Direito, às Ciências Sociais, à Pegagogia e à Psicologia.

*

Assim como a matemática está para a física, a linguagem literária está para tudo o mais.

*

O Brasil é o único país onde quem não trabalha faz greve.

*

Se eu fosse criar uma escola primária, só ensinaria duas coisas às criancinhas: línguas e matemática. Para tudo o mais, abriria cursos suplementares só para os interessados.

Karla Skarine Arte tb Olavo. Coordenação motora fina é importante para os pequenos… Me ajuda vai? Sou fêssora de arte! 😋
Olavo de Carvalho Karla Skarine Eu não tenho nenhuma. Levei ao desespero os meus professores de piano, porque sempre achava que havia mais dedos do que teclas.

*

Está instaurado, para todos os fins de fato e de direito, o dadaísmo cognitivo: Os estudantes universitários americanos odeiam as políticas do Obama… quando pensam que são do Trump.

*

Por que todo sujeito que não consegue aprender porra nenhuma acredita que tem o dom da ciência infusa?

*

Se você se diz um humilde servo de Deus, leia a lenda de São Cristóvão, que queria ser isso mas não conseguia fazer nenhum serviço que Deus lhe encomendasse.

*

A “Legenda Dourada”, de Giacomo di Varezzo, é um dos mais belos livros da humanidade. Leiam sempre que puderem.

*

Se a fé sem obras é morta e ela vem ANTES E INDEPENDENTEMENTE das obras, é óbvio que ela nasce morta.

Se você leva mais de três segundos para entender isso, você não tem conserto.

*

Se a fé vem pelo ouvir, você tem de ouvir antes de receber a fé. Ouvir é trabalho, é ação, é esforço, é obra. A obra vem ANTES da fé. Mesmo que Deus o tenha predestinado a ter fé, Ele não vai livrar você de ter de ouvir antes de recebê-la.

*

Gente burra confunde a ordem das coisas na eternidade com a temporalidade terrestre.

*

Por que Deus envia a paz aos “homens de boa vontade” e não somente aos “homens de fé”? Porque sem a boa vontade de ouvir ninguém recebe a fé.

*

É a coisa mais generosa que alguém já escreveu a meu respeito. Nem tenho como agradecer, meu irmãozinho Paulo Antônio Briguet:

http://www.folhadelondrina.com.br/blogs/paulo-briguet/olavo-de-carvalho-70-976183.html

Renan Martins Dos Santos Que maravilha essa história! Qual artigo o filho do dono do restaurante leu em inglês, o senhor sabe?
Olavo de Carvalho Não sei. Nem me lembrei de perguntar na hora.

*

O destino é cruel com pessoas que chegam ao Brasil com nomes estrangeiros. Tive um bom professor de trabalhos manuais. O nome dele, coitado, era Jacob Puterman.
Também tive um colega de redação que se chamava Mauricio Kus.

*

18194248_10209355568432884_7655375839603155087_n.jpg

Christine Ditchfield para Roxane Carvalho 

Passando por aqui pra desejar feliz aniversário. E pra ratificar que nós também estamos na lista de Schindler do Olavo. Nunca poderemos pagar o que recebemos pra nossa família. Obrigado, meu irmão. Deus te abençoe. Nossa gratidão é eterna, o amor imensurável. Felicidades!
Gilberto Zancope e Christine Ditchfield

*

Se você vier estudar filosofia nos EUA, nunca pronuncie em público o nome de Immanuel KANT. Diga KÉNT, senão é buceta.

 O Alessandro Cota caiu nessa logo que chegou aqui.

Paulo Briguet

28/04/2017

Olavo de Carvalho, 70

O filósofo e escritor Olavo de Carvalho completa 70 anos amanhã. Obrigado, mestre!

Há alguns dias, depois de participar de um debate em Harvard, o filósofo brasileiro Olavo de Carvalho foi jantar com a esposa Roxane e um pequeno grupo de amigos no Restaurante Sem Nome (No Name Restaurant), que serve frutos do mar no mercado central de Boston. Lá foram atendidos por um velhinho grego que é, ao mesmo tempo, dono e garçom da casa. Como uma equipe de TV pediu para fazer uma entrevista com Olavo no local, o proprietário do restaurante percebeu que se tratava de uma pessoa “famosa”.

Depois da entrevista, o velhinho grego se aproximou de Olavo e, com muita discrição, perguntou em inglês quem ele era. Olavo respondeu com a habitual gentileza e convidou o proprietário a sentar-se. O rosto do homem se encheu de surpresa:

— Olavo de Carvalho, o filósofo?

— Sim, sou eu mesmo.

Então o velhinho começou a chorar.

Na juventude, o velhinho havia estudado filosofia. Tempos atrás, ele recebera pela internet um artigo sobre religião, traduzido para o inglês, e havia dado para o filho ler. Após a leitura do texto, o moço decidiu voltar à Igreja, da qual estava afastado por muito tempo. O dono do restaurante fizera questão de guardar o nome daquele autor que tanto bem fizera ao seu filho. Era Olavo de Carvalho, “brazilian philosopher and writer”. E agora, por uma incrível sorte, o homem estava ali, diante dele!

Conto essa pequena história verídica para ressaltar uma das realizações menos lembradas do meu amigo e professor Olavo de Carvalho: ele é responsável por um número incalculável de conversões religiosas. O trabalho de educação intelectual clássica que ele faz provoca, não raro, um despertar espiritual em seus alunos. Os casos de pessoas que voltaram à Igreja depois de ler seus livros e assistir às suas aulas poderiam encher esta página.

Assim como existiu a Lista de Schindler, existe uma Lista de Olavo, composta pelas pessoas que o filósofo reconduziu à Igreja, por meio da alta cultura e do estudo dos clássicos. Assim como há os “judeus de Schindler”, há uma quantidade espantosa de “cristãos de Olavo”, que graças ao filósofo se libertaram de suas amarras ideológicas e ateísticas.

Aqui vale a pena lembrar a frase de Nassim Taleb: “Nunca espere condecorações por dizer a verdade”. Se você busca o aplauso das elites acadêmicas, fazer parte da Lista do Olavo não é um bom negócio. Mas, se você procura o conhecimento e a contemplação da verdade, vale muito a pena.

Hoje em dia as pessoas falam muito de listas vergonhosas, como a da Odebrecht. Na Internet, de vez em quando, pipocam as listas de “verdades e mentiras”. Pois eu vou contar aqui uma simples verdade: com modéstia, mas também com orgulho, pertenço à Lista do Olavo.

Amanhã, 29 de abril, Olavo de Carvalho completa 70 anos. O trabalho que ele fez pelo resgate da alta cultura no Brasil é comparável a uma Operação Lava Jato do espírito. Deveríamos estar tão agradecidos a ele quanto o velhinho grego do Restaurante Sem Nome.

por Paulo Briguet

27/4/2017

*

Dizer coisas lindas de Deus por mero automatismo verbal, sem a presença de um sinal vivo, É usar o nome de Deus em vão.

Taho Prieto de Almeida Professor, eu gostaria que o senhor falasse mais sobre o que é “a presença de um sinal vivo”, por favor.
Olavo de Carvalho Uma prece atendida, por exemplo.

*

Deus não muda o passado, mas modifica de tal modo o seu lugar no conjunto que o “alguma coisa” acaba sendo um “nada”.

*

De uma vez por todas: Eternidade NÃO É “fora do tempo”. É ACIMA do tempo, contendo portanto o tempo e mais alguma coisa.

Taho Prieto de Almeida Seria certo também dizer que o tempo é compreensívelmente inrrelevante diante da Eternidade? É o que me parece.
Olavo de Carvalho Não. Se fosse, a Criação toda seria irrelevante.

*

Se para Deus o tempo não existisse, Ele não poderia sequer compreender os pensamentos de um ser humano. O que transcende abrange, e o que abrange contém. Por definição.

*

Na vida eterna existe algum tipo de temporalidade? Necessariamente sim, porque ali algo acontece. O acontecer é sucessão.

*

A coisa mais importante é pensar na vida eterna, pois sem ela os Mandamentos divinos seriam incompreensíveis.

*

Amputados da eternidade, considerados na pura escala da temporalidade terrestre, os Mandamentos divinos seriam tão arbitrários e desarrazoados quanto o código tributário nacional.

*

Estou sentindo isso no couro. Se não me ocorrer a idéia de nenhum curso extra nos próximos meses, o Internal Revenue vai me capar.

18198505_10155195757182192_6752005175808997229_n.jpg

Célio Rodrigues Sugestão de próximo curso: “As lendas urbanas protestantes e sua relação com o pensamento revolucionário e o comunismo” Que tal? 😜
Olavo de Carvalho É bom, mas vai dar muito bafafá.
Olavo de Carvalho O americano que ganhe menos de US$ 9000.00 por mês está PHODIDO. E isso é a média nacional. Na Virginia é mais alto.
Fábio V. Barreto A reforma planejada pelo Trump pode corrigir isso?
Olavo de Carvalho Não em tempo de tirar a piroca tributária do meu cu.

*

A Virginia é um lugar maravilhoso, mas o imposto estadual daqui é o mais alto dos EUA. Governador democrata, sacumé.

*

Não posso compreender a vida eterna nem como atemporalidade pura, nem como retorno cíclico sem fim. Em suma, não posso compreendê-la de maneira alguma, o que é um ótimo sinal.

*

Um articulista do “Guardian”, escrevendo sobre o “deep learning”, pergunta:
“Você já teve uma crise de identidade? Já sentiu que não é uma criatura real, mas apenas uma cópia inventada por alguma civilização extraterrestre mais avançada?”
Minhas respostas são: (1) Não. (2) Não.
O restante do artigo tenta provar que, para viver no mundo maravilhoso do futuro computadorizado, eu teria de responder “Sim” às duas perguntas, isto é, segundo entendo: (1) Ser um doido varrido. (2) Ser um membro devoto da Cientologia. 
Prefiro ficar por aqui mesmo.

*

Quem inventou o capitalismo foi o capeta. O socialismo ele ainda está tentando inventar.

*

O incompreensível é a única garantia que temos de que algo é realidade e não apenas pensamento nosso.

*

José Ortega y Gasset observa, com muita razão, que o ser humano é o único animal que não tem um clima próprio, que se sente mais ou menos mal em todos os climas da Terra. Poderia dizer o mesmo de todos os sistemas econômicos.

*

O capitalismo financeiro surgiu no momento em que os banqueiros descobriram que podiam receber cem reais em depósitos, emprestar mil e receber dez mil de volta.

*

Se na eternidade não há NENHUM tipo de sucessão, como podem os anjos entoar cânticos a Deus? Como podem os eleitos festejar a chegada de uma nova alma? Como podem os santos interceder pelos que ficaram na Terra?
Uma sucessão DENTRO da eternidade é inconcebível para a inteligência humana, mas com certeza Deus tem alguma solução para esse problema.

*

Recordar é viver:

SONETO DE NATAL 2016

Olavo de Carvalho

Nasceste neste mundo sem sair do eterno
E para lá voltaste sem sair daqui.
Discursaste aos demônios no fundo do inferno
Sem nem descer do Trono que pertence a Ti.

Ferido e mutilado no topo da Cruz,
Resgatavas da morte eterna os Teus algozes,
Que ao pregar no madeiro duro os Teus pés nus,
Sorviam com delícia as Tuas dores atrozes.

Não perdeste nenhum dos que o Pai Te entregou,
Mesmo os que relutavam em seguir Teus passos,
Sem saber que só em Ti podem dizer “Eu sou”.

Salva-nos por Teus méritos, Encarnação
Do Verbo, pois os nossos são falsos e escassos
E nem para louvar-Te jamais bastarão.

*

Se você não está disposto a admitir que existem realidades inconcebíveis para a inteligência humana, desista de falar de Deus.

Domingos Torres Respeitosamente: se não aceitamos que é uma realidade sair do próprio corpo deveríamos desistir então de falar de deus? Porque ao lado da oração a viagem astral é um grande dom natural a todos. Mas um corpo dito incorrupto devamos aceitar como milagre sem questionar?
Olavo de Carvalho Em algum ponto você topará com o incompreensível. Não há como evitar.

*

Vocês acham que foi só para posar de alma cristianíssima que Agostinho disse “Credo quia absurdum est”?

*

Meditar o Credo cristão em profundidade é chegar inevitavelmente a mistérios insondáveis.

*

Só Deus pode operar a “coincidentia oppositorum” sem nunca negar o princípio de identidade. Meditar o Credo cristão é ter de admitir que Ele faz isso e que não sabemos como.

*

Por que as autoridades federais estão treinando os americanos para sobreviver em caso de ataque NUCLEAR, quando o risco é o de um EMP?

*

O sistema judiciário americano é cada vez mais baseado na picaretagem vitimista. Uma dona está cobrando uma baita indenização da Delta Airlines porque no vôo em que ela viajou havia um passageiro tocando punheta. O cara esporra no seu avião e você ainda tem de pagar.

*

Com meio século de experiência nessas coisas, sei perfeitamente distinguir se um sujeito está dizendo algo de substantivo ou apenas empilhando palavras em cima de uma ênfase emocional. No primeiro caso, o número de argumentos que ele pode apresentar é limitado; no segundo, ilimitado, porque depende apenas da vontade e não está comprometido com a visão de nenhum objeto real.

*

Se não existe fé sem obras, a expressão “Sola fide” não significa NADA. É impossível uma pessoa com algum treino lógico não perceber isso desde o primeiro instante.

*

Se as obras fazem parte da estrutura mesma da fé, a distinção entre uma coisa e a outra é puramente mental-mental, não mental-real e muito menos real-real.

Paula Felix Professor, será que o apóstolo Paulo não sabia disso? Por que motivo teria ele insistido em fazer distinção e afirmar ser uma, a causa da salvação, e outra, sua consequência? Se não há distinção entre fé e obras, das duas, uma: ou bem toda boa obra, não importando a fé ou a falta dela, vem de Deus, ou bem só as boas obras dos que crêem em Cristo são, de fato boas obras. Mas aí elas são decorrência, não causa.
Olavo de Carvalho Nada pode ser causa daquilo que é a sua própria possibilidade de existência. Os conceitos de causa e efeito NÃO SE APLICAM ao caso.

*

Ou existe uma fé puramente pensada e imaterial, sem nenhuma expressão no mundo das ações, mesmo interiores, e que miraculosamente permanecesse estável por si mesma e sem nenhum suporte espaço-temporal, ou então a “Sola fide” é apenas um “flatus vocis”. Tertium non datur.

*

Não estou afirmando que a “Sola fide” é uma doutrina falsa. Estou afirmando que ela não diz NADA, e que por isso mesmo não faz sentido aplicar a ela as categorias do verdadeiro e do falso. Afirmações desse tipo não podem ser provadas nem refutadas. Podem apenas ser cultuadas como um fetiche ou desprezadas como uma perda de tempo.

*

Se o que salva é a Graça e não as obras — o que me parece a obviedade das obviedades –, então dizer que “a fé salva” é apenas uma metonímia para designar a ação da Graça. A “Sola fide” só entra aí como um equívoco verbal pueril.

Fabio L. Leite A conversa entre fé e obras é sem sentido. O agente da salvação é Deus e a matéria da salvação somos nós. Quando falamos em qualquer tipo de trabalho humano pela salvação, falamos de nos tornarmos cada vez mais obedientes à ação da Graça, o que exige esforço, que exige esperança, fé, amor, perseverança, materialização em atos, etc etc. É uma sinergia.

Já dizia o Apóstolo que é para trabalharmos pela nossa salvação.E também que a fé é necessária. É o “sola”, que sequer está em versículo nenhum da Escritura, que mata.

Carmela Manna Ferreira Pois é , os protestantes então afirmam ao mesmo tempo , que só a fé salva e o que salva é a Graça?
É isso ?
Olavo de Carvalho Esse é o problema.

*

Digam “Sola Gratia” e acabou a discussão.

Luigi Amendola Professor Olavo de Carvalho, desculpe o assunto off topic, mas para a formação de uma literatura histórica de qualidade no Brasil é estritamente necessário que antes ressurja a literatura de ficção? Faço essa pergunta porque acho que tenho vocação para ser historiador, e se eu for esperar os romancistas fazerem o trabalho deles vai demorar muito, estou fudido.
Olavo de Carvalho Luigi Amendola Não espere nada. Apenas adquira a arte do romancista e a incorpore nos seus trabalhos historiográficos.

*

Nos Evangelhos, quando se fala em “obras”, é dos rituais judaicos que se trata. Não da caridade, sem a qual a fé não é NADA.

*

Mesmo supondo-se, para raciocinar por absurdo, que existisse uma fé sem obras, uma caridade sem obras seria um quadrado sem lados nem ângulos — exatamente como o seria a fé sem caridade.

Eric Lins Professor, e quando a fé surge exatamente no último momento possível de vida? No último suspiro? Acompanhada de um profundo arrependimento por não ter mais tempo de por em prática as obras devidas?
Olavo de Carvalho Isso não é uma ação?

*

Muitas frases são gramaticalmente viáveis, mas logicamente vazias. A falta de treino filosófico (real, não acadêmico) produz essas coisas de montão e até alimenta em algumas pessoas o intenso desejo de morrer por elas.

*

Se a fé sem obras não existe, dizer que as obras são um mero reflexo da fé é o mesmo que dizer que uma coisa existente é reflexo de outra inexistente.
É o festival nacional do “flatus vocis” piedoso.

Talita Oliveira Qual seria a inexistente a fé ou a obra professor Olavo de Carvalho
Olavo de Carvalho Se a fé sem obras não existe, estas não podem ser “efeito” daquela, pois são ela mesma.

*

Por favor, reparem que não estou usando NENHUM argumento teológico. Só análise lógica.

*

Paula Felix Você insiste em usar as expressões “causa” e “efeito” onde elas não se aplicam, e em tomar metonímias como realidades. “A fé vem pelo ouvir” é EVIDENTEMENTE uma metonímia.

Paula Felix Professor, o fato de que esse ouvir a que Paulo (não Paula) se refere ser da mesma natureza daquele “quem tem ouvidos para ouvir, ouça”, de Jesus, e o que deve ser ouvido seja a mesma coisa, que não é um som, não implica em que Paulo tenha se enganado

 na natureza da aquisição do dom. Sim, Professor, eu insisto no sentido que Paulo dá à oposição entre fé e obras. Que, EVIDENTEMENTE, não considera a fé como uma obra humana, mas de Deus, em oposição àquilo que podemos FAZER.
Olavo de Carvalho LEIA OS VERSÍCULOS ACIMA.
Olavo de Carvalho Paula Felix Você não tem respondido a nada. Apenas reitera o conteúdo da sua fé.

*

Mateus 7, 21-23: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus.

Cumprir os mandamentos não é OBRA?

PadreCléber Eduardo Dos Santos Dias Prof. Olavo de Carvalho, não esqueçamos o julgamento descrito no Apocalipse 20, 12-13 sobre as obras: “Vi os mortos, grandes e pequenos, de pé, diante do trono. Abriram-se livros, e ainda outro livro, que é o livro da vida. E os mortos foram julgados conforme o que estava escrito nesse livro, segundo as suas obras. O mar restituiu os mortos que nele estavam. Do mesmo modo, a morte e a morada subterrânea. Cada um foi julgado segundo as suas obras.”
Olavo de Carvalho Bem lembrado.

*

Mateus 24,13 – Mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.

Perseverar não é OBRA?

*

A fé sem caridade existe e tem o poder de salvar? 
E existe caridade que nada faça pelo próximo? 
Se a resposta a essas duas perguntas for “Não”, a “Sola fide” já vem nula no seu próprio enunciado.

*

O próprio “ego cogitans” de Descartes não passa de uma metonímia.

*

Falo de pensamento metonímico e já aparece um gênio defendendo o uso de metonímias. Pensamento metonímico não é usar metonímias, que enriquecem e dão colorido ao discurso. É tomar as metonímias como substâncias.

*

“Tua fé te salvou” é metonímia. A proposição formal subentendida é: “EU te salvei porque vi que tua fé é tão intensa que vieste até Mim como teu Salvador.”

Rafael Santos Professor, o senhor falava sobre um curso extra, por que não um sobre leitura, mais especificamente sobre as figuras de linguagem? Seria como um complemento ao “como se tornar um leitor inteligente”.
Olavo de Carvalho Puuuuuta idéia! Obrigado.
Célio Rodrigues A mesma interpretação se extende para o: “em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.” ? Mateus 17:20
Olavo de Carvalho Isso é hipérbole.
Julio Moscon Olavo imagine esta situacao: eu estou do seu lado, com uma faca no pescoso e vou morrer em 3 minutos. Eu me volto pra vc e digo: Olavo eu sei que vou morrer em breve e nao quero ir para o inferno. Diga pra mim o que devo fazer para ser salvo? Me diga rapido pq vou morrer muito em breve. ” o que vc diria pra mim?
Olavo de Carvalho Resposta: Faça isto: Peça para Jesus salvá-lo.

*

O ilogismo piedoso é invencível. Se alguém não entende o que diz, muito menos entende a resposta.

*

Repito: Provem-me que, quando o Evangelho diz “obras”, não se trata das práticas judaicas e sim da caridade cristã. Provem-no ou não me amolem mais.

*

O pensamento metonímico é a praga endêmica da mente moderna, e Lutero foi um dos seus criadores.

Cleber Olympio Metonímia é apenas uma das figuras de linguagem bem empregadas na Palavra, como, por exemplo, pelo próprio Cristo.
Olavo de Carvalho Cleber Olympio Pensamento metonímico não é usar metonímias, que enriquecem e dão colorido ao discurso. É tomar as metonímias como substâncias.

*

Deus me deu dois dons, que pretendo honrar até o fim dos meus dias: o de entender o que leio e o de não escrever o que não entendo.

*

No impulso de argumentar, a maioria das pessoas vai MUITO ALÉM daquilo que entende.

*

Se o sujeito acha que está falando em nome de Deus, então, NINGUÉM DÉTE.

*

Rezo todos os dias pelos que me ofendem. Se não fizesse isso, não me sentiria autorizado a chutar-lhes o cu, pois o estaria fazendo por puro ódio.

*

Uma vez viciado em pensamento metonímico, o sujeito não cura mais. Só o que se pode fazer por ele é arranjar-lhe um emprego de pastor evangélico.

*

Lutero tinha tanto amor à Palavra de Deus que suprimia dela tudo o que lhe desagradava.

*

Bem lembrado pelo Padre Cleber:

Apocalipse 20, 12-13 : “Vi os mortos, grandes e pequenos, de pé, diante do trono. Abriram-se livros, e ainda outro livro, que é o livro da vida. E os mortos foram julgados conforme o que estava escrito nesse livro, segundo as suas obras. O mar restituiu os mortos que nele estavam. Do mesmo modo, a morte e a morada subterrânea. Cada um foi julgado segundo as suas obras.”

Julio Moscon Olavo eu te peco para continuar lendo ate o versiculo 15 que vc vera que existem varios livros e o livro da vida e quem nao estava nele foi condenado ao inferno. Ou seja foram abertos livros e o livro da vida. Existem livros que contem tudo o que pensamos, atos e acoes (obras) e todos humanos foram julgados baseado nas obras que estao escritas neste livros sim e claro ninguem escapou. Antes de dar a decisao final o ultimo livro aberto que foi o livro da vida e quem nao estava nele foi condenado ao inferno.
“15 E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.”
Olavo de Carvalho Julio Moscon “julgados conforme o que estava escrito nesse livro, segundo as suas obras”. Fim de papo.

*

Não foi à toa que Lutero quis tirar o Apocalipse da Bíblia.

*

O homem vulgar usa os palavrões como expressões imediatas do seu estado emocional, seja de ódio, de espanto, de desprezo, ou qualquer outro. O escritor usa-os de maneira indireta e irônica, seja para caracterizar a fala de um personagem, se é obra de ficção, seja, em obras de outro gênero, para efeito humorístico ou com o propósito consciente de afastar da leitura as alminhas sensíveis e impressionáveis dos analfabetos funcionais.

*

Nunca li uma linha do prof. Mangabeira Unger que analisasse alguma realidade. Parece que as Obras Completas dele podem levar o título geral: “O Que Vocês Devem Fazer”.

*

A ênfase emocional desnecessária, o tom oratório e a imitação “kitsch” do estilo bíblico são sinais inconfundíveis da autopersuasão histérica que muitos confundem com a fé.

*

Peço novamente que reparem nisto: Ao falar destes assuntos, não apelo NEM SEQUER UMA VEZ à autoridade da Doutrina Católica. Limito-me à análise lógica, que um ateu, um judeu ou um protestante, se tivesse o treino para isso, faria igualzinha à que fiz.

*

A predestinação e a “Sola fide” são incompatíveis entre si. Se a fé ou a ausência dela são predestinadas, também o são as obras.


 

Luta cultural ou política

“Dicas para quem quer participar eficazmente de alguma luta cultural ou política:

1) Não se escandalize nunca. Encare a maldade e o cinismo com frieza profissional.

2) Não se coloque nas mãos da Providência divina antes de haver esgotado todos os recursos humanos. Deus não está aí para poupar trabalho aos preguiçosos e covardes.

3) Nunca despreze a inteligência do inimigo. Julgue-o pelos seus melhores representantes, não pelos mais medíocres.

4) Nunca se omita de dizer alguma verdade por medo de atiçar a ira do inimigo ou atrair chacotas. Nem diga nada com idealismo ingênuo. Cada palavra que você disser tem de ser uma granada pronta a explodir tão logo o inimigo se aventure a falar dela.

5) Nunca deixe de denunciar as ações do inimigo por medo de “dar-lhe destaque”. Só liberais e conservadores idiotas confundem a luta política com a concorrência entre marcas de produtos.”

Daniel Fernandes

Na história educacional brasileira, talvez não haja outra pessoa que tenha colocado tanta gente para estudar seriamente e ao mesmo tempo. Não conheço outra.
18119433_755491747964438_1296442975851595594_n
Deusa Cristina Rodrigues Silva Eu, particularmente tb! É impossível medir a amplitude do trabalho deste homem! Sou fã! Pena que ainda não sou “amiga” no face!
Jonas Francisco Impressionante como os vídeos dele, já abriu os olhos de muitas pessoas,isso sem a maioria ter lido um único livro do Olavo.
Rafael Nogueira Talvez não haja no mundo.
Renato Valle Castro Não há mesmo. Muitos se arrependerão no futuro, pela perda da grande oportunidade.
Bernardo Jordao Não há outro, mesmo. Esse homem, sozinho, foi a maior revolução na educação da história deste país.
Nikollas Ramos Nao existe e nem existirá tão cedo outro.
Natan Martins Sem honestidade intelectual não adianta estudar muito. 
Jefferson Bombachim Sou um dos frutos desse esforço educacional do prof. Olavo.
Henrique Oliveira Não existe alguém que colocou mais gente para estudar política e conservadorismo do que o filósofo mestre Olavo de Carvalho
Alexandre Barbosa Andrade sou vítima dele. Desde 2001 quando conheci olavo li 1800 livros.
Diego Monteiro Muita coisa fui atrás de ler e conhecer por causa dele. Eh verdade. ….
Felipe Gresele OLAVO SEMPRE TEM RAZÃO.
Danilo Rehem Me surpreende ver o crescente número de pessoas correndo atrás de autores que sempre foram indicados por ele, além de suas próprias obras. Algo realmente único.
Walmir César Nunes O Olavo de Carvalho é um dos dez maiores brasileiros de todos os tempos.

Carlos Nadalim

 

Como Educar seus Filhos

No fim de 2015, Cheila e Daniel Sühnel tomaram uma decisão: alfabetizariam sua filha em casa. Três meses depois, a pequena Christie leu sua primeira palavra. Ela tinha 3 anos e 8 meses. Conheça a história dessa família encantadora! 👏👏👏👏

Caso você queira saber mais sobre o método utilizado pela família Sühnel, participe da 7ª Jornada da Alfabetização em Casa. Acesse: http://bit.ly/7jac_hoppen e faça parte desse evento online e gratuito que já transformou a vida de mais de 100.000 famílias!
#AlfabetizeEmCasa

26/4/2017

 

Os médicos disseram que antes de remover todos os coágulos da perna do Maurício não poderão tratar dos rins. Só daqui a alguns dias saberemos com certeza se o transplante será necessário.

*

Ou a fé é uma AÇÃO, uma OBRA, ainda que permaneça latente e interior, ou não é NADA. Dizer que a fé sem as obras salva é não dizer absolutamente nada. É uma afirmação impossível de contestar, pela simples razão de que não tem significado nenhum.

*

Isso não é teologia. É análise lógica, que Lutero era incapaz de fazer.

*

Quando S. Francisco cuidava dos leprosos, onde termina a “fé” e começa a “obra”? 
Mesmo que você defina a fé como mera crença, isso não resolve o problema. Nenhuma crença permanece na consciência o tempo todo, é preciso fazer algo para trazê-la de volta, uma AÇÃO interior, uma OBRA, acompanhada ou não de uma ação exterior. Quem diz que cuidar dos leprosos não é prece?

*

Dizer que a fé sem obras salva é imaginar a fé como uma COISA, não como um movimento da alma, pois todo movimento da alma é ação, é OBRA.

*

Só um analfabeto funcional em último grau não entende que, quando Jesus diz “Tua fé te salvou”, isso é uma METONÍMIA.

Luiz Sidney “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 
Não vem das obras, para que ninguém se glorie” efesios 2:8,9
Olavo de Carvalho Você não parece ter compreendido o que eu disse. Salvação pela graça não é o mesmo que salvação pela fé.

*

Também é preciso ser MUITO analfabeto funcional para não entender que a doutrina da predestinação contradiz a da salvação pela fé. Se o sujeito está predestinado à salvação, a fé não pode ser causa da salvação, já que é só um sinal subjetivo e tardio de uma salvação já dada anteriormente.

*

Seres predestinados, até um programador de computadores pode criar. Mas, para criar seres imprevisíveis, capazes de iniciar por si mesmos novos processos causais em ver de ser simples elos de uma cadeia causal anterior, bem, para isso é preciso um DEUS. A liberdade humana é expressão da própria liberdade divina que, em modo parcial e relativo, se prolonga em nós.

*

Se vale a predestinação, o Juízo Final é apenas um “remake” inútil e despropositado de um julgamento universal anterior, do qual aliás não existe A MENOR MENÇÃO na Bíblia.

Alice Lima Professor Olavo, como o senhor entende o atributo da Onisciência e o relaciona com o propósito do Juízo Final?
Olavo de Carvalho Já respondi: Seres predestinados, até um programador de computadores pode criar. Mas, para criar seres imprevisíveis, capazes de iniciar por si mesmos novos processos causais em ver de ser simples elos de uma cadeia causal anterior, bem, para isso é preciso um DEUS. A liberdade humana é expressão da própria liberdade divina que, em modo parcial e relativo, se prolonga em nós.

*

Vocês acham que um acontecimento metacósmico das proporções do Juízo Universal, se já tivesse acontecido, Deus teria se esquecido de mencioná-lo no seu Livro?

*

Como podemos ser salvos pela Graça, se já estamos inapelavelmente salvos ou condenados de antemão? Para que é preciso a Graça para fazer o que já está feito?

Paula Felix Professor, com quem o Sr está estudando teologia protestante?
Olavo de Carvalho Nos “Selected Works” de Lutero.

*

O sujeito pode acreditar cem por cento na Palavra de Deus e odiá-la por isso mesmo. Aliás o Satanás faz exatamente isso.

Paula Felix Sem dúvidas! Assim como pode falar as línguas dos homens e dos anjos (dotes intelectuais e espirituais), doar tudo o que tem aos pobres e até dar o próprio corpo para ser queimado (obras de caridade) sem que nele habite Deus, cuja essência é o Amor.
Ou quem vai negar que ninguém acreditou mais na salvação pelas obras que os fariseus?
Olavo de Carvalho Paula Felix Errado. Se alguém deu a vida por vaidade ou neurose, não a deu por seus irmãos, mas por si mesmo ou pelos demônios. Boa obra sem Deus NÃO EXISTE, é apenas uma hipótese hiperbólica, um modo de dizer.

*

Minha sorte na vida foi que, na infância, doente demais para receber ordens, broncas ou lições de moral, não recebi nenhuma. Meu irmão, saudável como uma jaca no pé, levou a carga toda de merda familiar.

*

Ninguém me mandou fazer nada nem me proibiu de fazer nada.

*

Minhas únicas obrigações eram comer, dormir e virar a bunda para cima na hora de tomar injeção. Nada que exigisse altos conhecimentos.

*

Retribuí a gentil ausência de pentelhações nunca reclamando de porra nenhuma e achando sempre muito normal tudo o que me acontecia.

JS Cesar (pergunta retórica) O sr. acha que deveríamos todos fazer o mesmo tendo como premissa que, perto da dor de Cristo no Calvário, nunca tivemos pentelhações nenhumas?
Olavo de Carvalho Exato. Nós não carregamos nem o peso dos nossos próprios pecados, quanto mais todos os pecados do mundo.
 
JS Cesar Prof.°, perguntinha fora de contexto: quais os primeiros “romances” de que se tem notícia e quais os primeiros romances ROMANCES realmente?
Olavo de Carvalho O primeiro que fixou o gênero parece ter sido o romance anônimo “La Princesse de Clèves”, 1678.
*

Sou tão sortudo que, na infância, virei a bunda para cima mil vezes e ninguém comeu o meu cu. Só levei injeção de Benzetacil.

*

Eternidade é infinitude, e a infinitude é incompatível com a predestinação,

*

Aqueles que alegam a onisciência de Deus como prova da predestinação só conseguem imaginar a inteligência divina como conhecimento da necessidade, não como conhecimento da liberdade, infinitude e criatividade ilimitada.

*

A doutrina da predestinação já é, antecipadamente, o mecanicismo filosófico.

*

Jesus Cristo é o Logos, a Inteligência divina. Se todos já estavam predestinados, Ele já conhecia a sentença de um por um e tentar salvá-los na Cruz foi um ato inútil, desesperado, autocontraditório.

*

Se estamos predestinados, Deus NÃO oferece a salvação a todos, mas só àqueles que já a possuem.

*

Se estavam todos predestinados, o sacrifício do Calvário não acrescentou NADA.

*

Protestantismo é confusão mental. Não espanta que Lutero odiasse a filosofia, porque não conseguia aprendê-la.

*

Se Deus é livre e soberano, sua Onisciência tem a liberdade de escolher entre prever e não prever.

*

Longe de implicar a predestinação, a Onisciência divina implica a liberdade, a criatividade infinita e a indeterminação. Deus não é um relógio nem um programa de computador.

*

O sacrifício ter sido feito desde toda a Eternidade não significa predestinação. Significa que a oferta da salvação é infinita, portanto ilimitada.

*

O predestinacionismo implica NECESSARIAMENTE o mecanicismo.

É, no fim das contas, puro raciocínio mecânico.

*

O sacrifício ter sido feito “desde toda a Eternidade” significa que a oferta da salvação esteve SEMPRE presente, mas só no Calvário se manifestou aos olhos de todos.

*

Se Deus já predestinou alguns à danação, mas quer que todos se salvem, Ele deve estar um tanto confuso.

*

Se pode existir alguma boa obra sem Deus, obviamente existe algum bem fora de Deus. 
Quando a Bíblia diz que as boas obras não salvam se nelas não estiver Deus, quer dizer apenas que não eram realmente boas.
Quem não sabe distinguir entre uma hipérbole e uma afirmação categórica não deveria discutir esses assuntos.

*

Se Deus pode APAGAR os nossos pecados, tem o poder de DESCONHECÊ-LOS. Só não o teria se a Onisciência fosse antagônica com a liberdade — o que é precisamente o vício estrutural de todo predestinacionismo.

Célio Rodrigues Olavo, como você interpreta a resposta de Jesus à Santa Margarida Alacoque, quando o bispo (ou foi o padre) da sua cidade pediu para ela perguntar a Jesus qual tinha sido o seu pecado grave confessado na última confissão, como prova da veracidade da sua comunicação com a moça? Jesus então lhe respondeu: “Diga a ele que não me lembro, porque eu o perdoei.”
Olavo de Carvalho Célio Rodrigues : É EXATAMENTE O QUE ESTOU DIZENDO.

*

Predestinacionismo é incompreensão total de que Onipotência é Liberdade.

*

Quando Jesus diz “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão”, Ele está se referindo a TUDO o que Ele diz, não só àquilo que foi registrado na Bíblia.

*

Deus não é escravo do sentido que os homens deram à Sua Palavra.

*

Quando alguém promulga uma doutrina absurda, o passo seguinte é rodeá-la de distinções, atenuações e desconversas sem fim.

*

Se alguém deu a vida por vaidade ou neurose, não a deu por seus irmãos, mas por si mesmo ou pelos demônios. Boa obra sem Deus NÃO EXISTE, é apenas uma hipótese hiperbólica, um modo de dizer. Predestinacionistas confundem palavras com coisas.

*

Se a doutrina da predestinação fosse coisa séria, não haveria 33 mil versões dela circulando só nos EUA.

*

É óbvio que ninguém pode responder a todos as versões do predestinacionismo que circulam por aí. Elas foram inventadas precisamente para isso — para melar a discussão pelos séculos dos séculos.

*

É impossível discutir com um protestante porque sempre aparece algum outro dizendo outra coisa. TUDO o que você diga pode ser respondido com um “Não é bem isso o que nós cremos”.

*

O nome do protestantismo é Legião.

*

That’s all, folks.

George Rafael Freyre Gomes Professor, com toda a experiência que o senhor adquiriu no decorrer da vida, o senhor diria que o protestantismo é um dos culpados pelo mundo se encontrar neste caos?
Olavo de Carvalho Sem a menor sombra de dúvida. Leia o capítulo sobre Lutero na “História das Idéias Políticas” de Eric Voegelin.

*

Você já está salvo? Ótimo, faça bom proveito. Eu só direi isso de mim mesmo depois do Juízo Final, ao qual comparecerei tremendo de medo.

*

Paula Felix Apaguei o seu último post para poder imaginar que nunca foi escrito.

Paula Felix Professor, o Sr sabe que é uma conclusão a que tantos protestantes chegaram quanto católicos chegaram à sua. Eu, pessoalmente, discordo de ambas.
Olavo de Carvalho Já respondi: Que o protestantismo é Legião é um fato matemático, não uma opinião minha.

*

Vou suprimir a minha fan-page. Não quero dar a milhões de imbecis palpiteiros a impressão de que estou interessadíssimo nas suas opiniões.

*

Que o protestantismo é Legião é um fato matemático, não uma opinião minha.

Matheus Andrade Professor Olavo de Carvalho o primeiro sujeito a pensar em uma sistema de nova ordem mundial foi um protestante chamado João Amós Comenius ou veio alguém antes?
Olavo de Carvalho Parece que foi ele mesmo.
*

Só comecei a falar deste assunto depois que vieram uns eleitos mostrando desprezo pela Santíssima Virgem. Agora aguentem, santinhos do pau oco.

*

ATENÇÃO:

18157927_10155194135937192_3403259034799503641_n

Se Deus não tivesse o poder de esquecer, não seria onipotente.

*

18157469_10210388093433292_2281720993258116746_n (1).jpg

Kay Lyra com Roxane Carvalho.

Em Agradecimento:

Obrigada, Josias Teófilo, pela foto do querido casal Olavo de Carvalho e Roxane segurando o meu CD. Esta foto me encheu de alegria pois este CD acaba de ser lançado nos Estados Unidos e este casal mora no meu coração! O Olavo mudou a minha vida, assim como ele mudou a vida de muitos do seu grupo de alunos de filosofia, do qual eu faço parte. Se alguma outra pessoa estiver lendo isso aqui além de você, pode ser que esteja se perguntando por que uma cantora de bossa nova estaria fazendo aula de filosofia? Ora, a resposta é muito simples e desprovida de qualquer ambição acadêmica: eu simplesmente queria conhecer a verdade, e como diria a nossa querida santinha Edith Stein: “Quem procura a verdade procura Deus, ainda que não o saiba. O final da minha vida pregressa não acabou em samba mas na minha conversão ao catolicismo, iniciando a vida de “Kay Maximilian Lyra”. A reflexão sobre este longo processo de caminho espiritual me leva sempre à sua fonte de sabedoria inesgotável: Olavo de Carvalho, e minha gratidão é infinita e eterna. 
O Brasil tem dessas coisas, em meio a uma aridez tremenda e profunda tristeza das almas, em meio a tanta violência, destruição dos nossos valores e, em resumo, uma miséria humana gigantesca, Deus nos dá um Olavo de Carvalho. E para aqueles que procuraram a conversão tardiamente e encontram um catolicismo depredado pela teologia da libertação, Deus nos dá um Padre Paulo Ricardo. Além disso, em um país onde a feiura sonora nos corrompe até a alma e nos enlouquece de tanto barulho feio, Deus nos dá a bossa nova! Sim, o mundo está pegando fogo mas eu sou agradecida com o milagre da florzinha do lodo (pra mim a florzinha já é um milagre, no lodo então)! O professor Olavo é um milagre na atual cultura brasileira! 
Já que eu venho do meio musical, e mais especificamente o da bossa nova, quando penso na generosidade do Olavo (sua casa sempre aberta aos alunos, sua luta por eles, sua missão de amor, (que é o que deveria predominar na pulsação interior de qualquer professor), não posso deixar de traçar um paralelo com o grande poeta Vinícius de Moraes que amava seus parceiros tanto quanto podia, sua casa sempre aberta aos amigos, sua generosidade com a poesia, seu coração transbordando de amor e sua garrafinha de uísque, o famoso “melhor amigo do homem”, o “cachorro engarrafado”… Bem, o Olavo é mais do cafezinho e o cachorro dele se chama “Big Mac”! Sabendo-se das diferenças mais óbvias, o filósofo e o poeta agregaram gerações de pessoas de onde saíram parcerias e cumplicidades que mudaram a cara do mundo para sempre. Só com algumas diferençazinhas: Vinícius agregava jovens para viverem na poesia, na música, beberem um bom uísque e comerem as mais lindas mulheres enquanto que Olavo conseguiu agregar jovens dispostos a carregar a sua própria cruz, enxergar a verdade doa a quem doer e viver um catolicismo tão cheio de amor ao próximo e à Deus que estejam dispostos ao martírio. Acredito que Olavo deva ter tido mesmo a ajuda do Espírito Santo pois a proposta do poetinha sempre me pareceu muito mais palatável!
Após mais de dez anos com o meu companheiro Mauricio Maestro, veio o meu batismo em 2013. No mesmo ano, veio o nosso casamento na Saint Patrick’s Cathedral em Nova York. Agradeço ao Olavo por todos estes eventos importantes da minha vida pois, como uma bola de neve do bem que começou com a procura da verdade, parece que tudo o que sucedeu o meu renascimento nas águas batismais veio com um propósito, veio com a intenção de uma vida adulta examinada, e aqui eu termino o meu agradecimento ao professor e filósofo Olavo de Carvalho e peço ao querido poeta uma licencinha filosófica: “Que o amor seja infinito enquanto…infinito”.

Um grande abraço e boa sorte no lançamento do filme “O Jardim das Aflições”!
Kay Lyra

Dedico esta minha parceria com o meu marido Mauricio Maestro ao casal Olavo e Roxane por nos ter ensinado que o amor eterno é possível:
faixa # 7 do CD “Just a Silly Game”:

THE NIGHT WILL FALL (Mauricio Maestro and Kay Lyra)

The night will fall
Softly softly softly
My heart of snow
Melting Melting away
He took my heart today
Like child’s play
Will I succumb
Help me to seize my love

My broken wings won’t fly
Won’t fly won’t fly
And when it’s spring I hide 
I hide away
So many times I fell
I fell apart
Will I succumb
Will she be true to love

We sat alone 
Talking Talking
Liquor and wine
Melting the time away
I must confess
I never felt this way
Will she (he) be true
I put my trust in love

*

Vejam o que é a “ciência” hoje em dia:

http://www.wnd.com/2017/04/climate-science-dishonest-for-decades/

*

O petismo é o defunto mais histérico que já vi.

*

Como poderia Deus “fazer novas todas as coisas” se fosse escravo da Sua própria memória?

25/4/2016

Ter permitido que o governo da Coréia do Norte chegasse a obter o poder de destruir o mundo foi, com certeza, o maior crime de traição já cometido por um presidente americano. Tendo podido quebrar as pernas do roliço tirano, Barack Hussein Obama preferiu quebrar as do restante da espécie humana. Mais que a prisão, ele merece a cadeira elétrica. Que um tipo desses ainda esteja por aí dando palpites e se fazendo de gostosão é a prova mais evidente de que o sistema americano está podre. Não podendo espalhar a democracia pelo globo terrestre inteiro, como pretendiam, os “neocons” conseguiram ao menos acabar com ela nos EUA.

*

Pergunta importante:

18009991_10155191211342192_1405607028771635048_n

Segunda pergunta importante. Se não há obras que agradam ou desagradam a Deus, tanto faz cuidar dos doentes ou estrangulá-los recitando o Evangelho:

18118964_10155191270227192_9023857735143787471_n.jpg

Olavo de Carvalho Exatamente. Mas você não enxerga que a própria fé é uma obra, uma ação, sobretudo quando se manifesta exteriormente, como no caso do ladrão?

*

Se as pessoas não agradam a Deus por suas boas obras nem O desagradam pelas más, porém, inversamente, fazem boas obras porque já agradavam a Deus desde antes de nascer, e más porque O Desgradavam desde toda a eternidade, a história inteira da salvação é um “remake” muito chinfrim.

*

JAMAIS penso desde a Doutrina da Igreja. Penso tudo a meu modo e depois vou averiguar na Doutrina se acertei ou não.

*

Se Jesus mandou os emissários de João raciocinarem desde a experiência real, todos temos a obrigação de fazer o mesmo em vez de só repetir o que ouvimos do padre ou do pastor.

*

Se eu fosse romancista, recontaria a história de Caim fazendo dele um antepassado dos frades que condenaram Joana d’Arc.

*

Completo setenta anos no sábado que vem. Sinto que já estou quase um homenzinho.

*

José Ortega y Gasset conta que VÁRIAS VEZES na vida teve a impressão de haver chegado à maturidade. Sempre ficava faltando alguma coisa.

*

“Ripeness is all.” (Shakespeare)

*

Alguém aí tem sangue tipo O positivo e um rim que possa doar ao Mauricio Marques Canto Jr.?

Xavier Gil Puxa! O caso é sério mesmo. O que exatamente aconteceu com ele? É possível dizer?
Olavo de Carvalho Ninguém entendeu até agora. Só se sabe que os rins pararam.
Heloisa De Carvalho Martin Arribas Pai Olavo deCarvalho ondeoele tá internado em que cidade?
Olavo de Carvalho No hospital da Virginia Commonwealth University (VCU) em Richmond.

*

Diálogo:
ROXANE: — Olavo, sábado é o seu aniversário.
EU: — Pau no cu.

Olavo de Carvalho O cu é meu, não dela.

*

Dia 31 de maio, às 20:30, o filme do Josias Teófilo, “O Jardim das Aflições”, será exibido em uma das salas de cinema do Shopping Müeller, em Curitiba.
 Tem tudo a ver com o que andei dizendo de Caim por aqui.

*

Quais são os pensamentos de um psicopata? É difícil imaginar, mas William Faulkner, em “Luz de Agosto”, nos faz sentir o horror desses pensamentos por meio da mera descrição da ação exterior. Um “tour de force” como nunca vi antes.

*

A cena em que o jovem criminoso, após matar o pai adotivo, faz questão de roubar ostensivamente o dinheiro da madrasta por ter horror de que ela lhe desse de presente, é uma coisa que dói fisicamente no leitor.

*

As dificuldades quase intransponíveis que se opõem a cada iniciativa do governo Trump provam, uma vez mais, que eleger um presidente não tem, nem de longe, o poder de contrabalançar meio século de “ocupação de espaços” na mídia, nas universidades, no sistema judiciário e na própria administração federal.

*

Um dos vícios mais arraigados da ciência moderna consiste em inventar algum equipamento que imite um processo natural e em seguida explicar o mesmo processo natural — ou a realidade inteira — como uma imitação desse equipamento. O advento dos relógios mecânicos trouxe consigo a idéia do homem-relógio e a do Deus-relojoeiro. O dr. Richard Dawkins inventa um gerador de memes e aí jura que tudo no mundo são memes. Hoje em dia os cientistas alimentados por fundos bilionários criam um programa de Realidade Virtual e daí concluem que toda a realidade é uma simulação computadorizada. É como o diretor de “Matrix” assistir ao seu próprio filme e sair acreditando que está mesmo dentro da Matrix. Nem moleque tocando punheta se deixa enganar tão maravilhosamente pelas imagens que inventa. 
Haverá prova mais contundente de que altas atividades científicas podem coexistir com um nível BAIXÍSSIMO de intuição filosófica e maturidade intelectual?

*

Uma sinfonia não é uma sucessão de notas; é uma sucessão auditivamente organizada de estados emocionais com equivalentes cognitivos variáveis conforme o nível de consciência de cada ouvinte.

*

Noventa por cento das conclusões filosóficas que os cientistas crêem poder tirar dos seus experimentos são analogismos pueris.

*

24/4/2017

Objetivamente, o Lula salvou o movimento comunista da extinção, unificou os partidos e governos de esquerda no continente e ainda os alimentou com dinheiro por muitos anos. Quem, em um século, fez mais pelo comunismo na América Latina? Nem Fidel Castro.

*

Por que todo comunista que enriquece no poder a turma diz que não é comunista? Por esse critério, nunca houve um governante comunista no mundo, exceto Lênin. é claro. que não teve tempo de enriquecer porque ficou doente e morreu logo depois de tomar o poder.
Não há nada mais estúpido no mundo — nada, absolutamente nada — do que a idéia pequeno-burguesa do que é comunismo.

*

Comparado com Ceaucescu, Mao ou Fidel Castro, o Lula não roubou NADA.

Ruth Tomazi “NADA” é pouco para definir a casa dos trilhões. Também é pouco para definir a decadência moral. Também é pouco para os milhares que morreram em consequência da pouca assistência na saúde e na segurança. Também é pouco para a desesperança causada. ConVer mais
Olavo de Carvalho Você não tem idéia da fortuna que eles acumularam — algo que o Lula não alcançou nem em imaginação. E, em matéria de mortes, a superioridade deles e da ordem do intergaláctico.
Lucas Novaes Professor, o que aconteceu com o Ceausescu foi uma espécie de sonho intervencionista realizado ou os militares tiveram influência internacional para agir?
Olavo de Carvalho Foi queima de arquivo.

*

Conclusão de décadas de experiência. Brasileiros são incapazes de aliar-se em nome de um interesse superior. Só a parceria no crime funciona, porque aí o instinto de autodefesa grupal abrange e supera os interesses individuais. Se a aliança é para uma finalidade boa, esta será sempre sacrificada a interesses menores.

*

No Brasil, só o crime é capaz de unificar esforços. Tudo o mais se desmembra e se esfarela.

*

O cúmulo do vegetarianismo, segundo o Josias Teófilo:
Levar a namorada atrás da moita — e comer a moita.

*

Nosso amigo Mauricio Marques Canto Jr. ainda está no hospital e precisa muito das preces de todos. Por favor, não se esqueçam dele.

Eder Borges Nossa!! O que aconteceu com o Maurício??
Olavo de Carvalho Teve um trombo-embolismo com inúmeras conseqüências perigosas.

*

Todo símbolo está preso a uma paisagem, a um lugar, a um tempo, de modo que aos poucos o seu sentido universal se torna opaco. Interpretações teológicas e morais prontas são meros intelectualismos que dão um simulacro de compreensão (embora, no seu conteúdo, possam ser objetivamente verdadeiras) e tornam tudo mais opaco ainda. As artes, especialmente a literatura, existem para transmutar os símbolos em novas formas e torná-los transparentes de novo.

*

A ansiedade, o faniquito de “agir”, denotam uma sensibilidade epidérmica, falta de interioridade e concentração. Superficialidade, portanto fraqueza. 
“A imobilidade gera a sabedoria”, ensinava Aristóteles. 
O impulso da expressão emocional imediata, que tantos enxergam como sinal de “sinceridade”, é também pura dispersão. A expressão das emoções tem de ser refreada para que elas possam interiorizar-se, criando a intimidade de um “mundo” pessoal.

*

Sugestão: ouça repetidamente grandes composições sinfônicas — de Mozart, de Beethoven, de Brahms, de Sibelius ou do seu compositor preferido — até decorá-las. Quando elas fizerem morada definitiva na sua memória, você não terá como exteriorizá-las, nem cantando, nem assobiando, nem muito menos tocando todos os instrumentos de uma orquestra ao mesmo tempo. Elas terão se incorporado para sempre à intimidade da sua paisagem interior.

*

Se, como tantos professam hoje em dia, o mundo exterior não é senão uma ilusão, aquele que diz isso não passará, ele próprio, uma ilusão para um interlocutor igualmente ilusório. Nessas condições, não vejo que raio de importância poderá ter o que quer que ele diga.

*

Da página do Mauro Ventura:

18119019_10155189012292192_6421379695234537641_n.jpg

*

Você lê a história de Caim e Abel e acha que entende. Alguém extrai do episódio uma bela lição de moral, e aí é que tudo parece claro e óbvio como 2 + 2 = 4. A inveja é um pecado, e fim de papo.
Mas, cá entre nós, você tem mesmo alguma idéia do que é INVEJA ESPIRITUAL?
É claro que não. É preciso um bocado de cultura e experiência só para admitir, coçando a cabeça, que ela é um dos maiores enigmas da alma humana. 
Você pensa que inveja espiritual é a mesma coisa que invejar o brinquedinho do seu irmão, o carro novo do seu vizinho, o sucesso do seu amigo com as garotas ou a bolada que algum sortudo ganhou na loteria?
Caim, com certeza, estava anos-luz acima disso. Para invejar o amor divino, é preciso tê-lo conhecido de perto. Caim era homem de elevada estatura espiritual, quase tanto quanto o seu irmão. Compreendê-lo não é fácil. É só por isso que o seu crime é um arquétipo imortal e não uma mera notícia do “Jornal Nacional”. Shakespeare, Hermann Hesse e Lipot Szondi, entre outras inteligências notáveis, meditaram esse assunto por anos a fio.

Will B Lauria Caim,pai dos construtores de cidades,viu e ouviu coisas que fariam qualquer Zé Mané atual gelar a espinha ou levitar de puro êxtase. Foi assassino,foi marcado por proteção e foi pai de civilização.Personagem complexo…
Londerson Araújo Engraçado que o Saramago achava que entendia essa história professor e chegou até escrever um livro, que foi o seu último em vida. Segundo ele, Deus era mau por não aceitar a oferta de Caim e ponto final.
Olavo de Carvalho Londerson Araújo : Uma vez o Agamenon Mendes Pedreira publicou uma foto como esta, com a legenda: “O escritor José Saramago puxando a passeata dos Sem-Terra”.
18056788_10155189455967192_5432013327657018479_n

*

Se o crime de Caim fosse a expressão de uma inveja banal, por que Deus o teria protegido contra qualquer represália e feito dele o fundador da civilização? 
Todo o mistério da História humana tem aí sua raiz.

Rodolfo Cattaneo Prof. Olavo de Carvalho adoro seus comentários sobre teologia. 
Olavo de Carvalho Não é teologia, é arte de ler compreendendo.

*

Caim se parece menos com qualquer criminoso vulgar do que com os zelotes que crêem servir a Deus quando matam santos e profetas.

*

Do ponto de vista da moralidade atual, Caim era o bonzinho vegetariano, ecológico, e Abel o malvadão que criava animais para o abate. O auge da civilização global presta homenagem inconsciente ao seu remoto fundador…

*

Estou mencionando Caim apenas como exemplo de algo que expliquei na aula do COF sábado passado. O simbolismo da história de Caim e Abel é compacto e antigo, portanto opaco para a sensibilidade atual. Minhas humildes investigações a respeito estão a léguas de distância da obra de arte literária — infelizmente inexistente — capaz de recolocar diante de nós os personagens em toda a riqueza e complexidade do seu drama. Especulações teológicas sem a prévia descompactação dos símbolos arriscam perder-se em generalidades banais.

*

“Descompactação” não é “interpretação”., não é hermenêutica. É restauração do símbolo em modalidade mais diferenciada, mais detalhada.

*

Pergunto: Com todos os desenvolvimentos extraordinários que teve nos últimos séculos, a arte literária está em condições de nos recontar a história de Caim e Abel como Thomas Mann recontou a de “José e Seus Irmãos”? Parece que ainda não. Certos mistérios bíblicos requerem algo mais do que o gênio literário para ser recontados. Exigem uma revelação pessoal como a recebida por Maria Valtorta ou Anna-Katharina Emmerich.

Lucas Novaes Professor, seria necessária uma perfeita extração (não sei se é o verbo correto), da simbologia contida na passagem de Caim e Abel, por exemplo, para que esse elemento resultante fosse utilizado da maneira correta na literatura? Passei perto do que o senhor quer dizer? Quanto mais próximo da criação, no tempo das Escrituras, mais complexo tudo parece ser.
Olavo de Carvalho Uma extração perfeita só é possível mediante revelação pessoal, como no caso de Maria Valtorta. Nos outros casos, é tudo aproximativo e ficcional, mas ajuda.

*

Maria Valtorta mostra como estamos — nós e até os mais argutos teólogos — longe de apreender adequadamente (não digo compreender intelectualmente) alguns episódios bíblicos que todo mundo cita a torto e a direito. O livro dela não explica nem interpreta o Evangelho, mas o reconta com mil detalhes concretos que os primeiros leitores do texto conheciam, e nós não.

*

Os detalhes que Maria Valtorna cita são reais, comprovados historicamente. Por isso é que se reconhece a sua revelação pessoal como autêntica. Mas, na falta de uma revelação desse tipo, não é proibido, é aliás muito útil, compor uma obra de ficção com detalhes inventados meramente verossímeis ou possíveis, como fez Thomas Mann.

*

Episódios que no Evangelho são contados em uma página viram trinta ou quarenta no livro da Maria Valtorta.

*

A descompactação não é uma interpretação. É uma imagem ampliada e mais nítida. Sem isso, toda interpretação é pura especulação.