16.10.2018

O Raul Jungmann ameaçou prender quem falasse de fraude eleitoral. No dia seguinte, o país inteiro estava falando de fraude eleitoral. Otoridade é isso.

Ninguém coordena as conversas no Whats App. Elas refletem a mais pura e direta espontaneidade popular, e POR ISSO MESMO o Caggad não as suporta. Para ele, tudo o que não vem do alto comando leninista é crime.

O WhatsApp nada mais é que o boca-a-boca eletrônico, a voz do povo — algo que a comunistada odeia com todas as suas forças e suprimirá por todos os meios ao seu alcance.

Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista da USP, é um CHARLATÃO, um mentiroso vulgar metido a homem de ciência, e talvez eu diga algo a respeito dele no tempo devido, após as eleições. Só para vocês fazerem uma idéia antecipada, ele me atribui as seguintes afirmações: (1) Há livros ensinando a fazer sexo oral com elefantes; (2) O ser humano não precisa de cérebro para viver; (3) Não há diferença genética entre humanos e chimpanzés da gestação; (4) o general Geisel era comunista. Não se pode imputar-lhe falta de imaginação. Ele também jura que a minha obra traduz as idéias do Bolsonaro, sem perceber que com isso salva o Capitão da pecha de ignorante e o eleva a alturas intelectuais mais que honrosas. Acusando-me de escasso rigor científico, ele baseia toda a sua argumentação em duas fontes apenas: um livreto de vinte páginas que publiquei trinta e oito anos atrás e alguns posts do Facebook. Tentando fingir que leu algum livro meu, ele nomeia o “Aristóteles em Nova Perspectiva” como “Teoria dos Discursos em Aristóteles”, dando-nos a prova material de que não leu nem o título. É também analfabeto, como convém a um professor da USP: afirma que “Fernando Haddad pode ser criticado como um MAL prefeito”.
Um lixo pomposo, um cocô sonoro.

Uma coisa linda na arjumentação do Christian Donkey é que o Vladimir Safatle e até o Fernando Haddad têm mais citações do que eu no Google Scholar. É lógico que têm. O Google Scholar abrange só revistas profissionais acadêmicas, nas quais eu, não sendo do grêmio nem precisando fazer currículo para disputar uma boquinha, NÃO PUBLICO ABSOLUTAMENTE NADA.

Voltando-se contra o WhatsApp, o Caggad quer impedir que as pessoas do povo se comuniquem umas com as outras. Só a propaganda oficial deve ser ouvida.

Nos EUA faz décadas que os cientistas sociais descobriram que o mercado das credenciais acadêmicas corrompe a ciência até à medula. No Brasil, ao contrário, esse mercado ainda é o critério supremo da validade do saber.

“Sua teoria das Doze Camadas da Personalidade é um resumo ridículo e pretensioso das concepções psicológicas mais correntes em psicologia”, escreve o Donkey. Nem comento a expressão “concepções psicológicas mais correntes em psicologia”. Ele se refere a uma lista em que classifico algumas dezenas de teorias psicológicas (da quais ele desconhece a maioria) conforme a camada da personalidade que constitui o seu foco de atenção. Desde logo, não é um resumo, é uma classificação: o Jack, aos quatro anos, já aprendeu essa diferença no curso de “Conversação Clássica”. Em segundo lugar, como qualquer um que tenha assistido às minhas aulas a respeito percebe imediatamente, essa lista não é A teoria das camadas e sim apenas o seu apêndice bibliográfico. A cabeça desse Donkey é um cu.

Christian Donkey é analfabeto funcional e substancial.

Pegue um garoto alfabetizado pelo método socioconstrutivista e aplique-lhe um enema de Jacques Lacan na faculdade. Ele vira o Christian Donkey.

A educação universitária, no país do analfabetismo funcional endêmico, consiste em imunizar definitivamente um aluno contra a percepção das conseqüências mais óbvias e incontornáveis do que ele próprio diz.
Tipos como Haddad e Donkey são ao mesmo vítimas e continuadores desse processo.

https://www.bing.com/videos/search?q=documentario%20sobre%20a%20venezuela%20la%20crilla&&view=detail&mid=AC00FE6670E64E1FC615AC00FE6670E64E1FC615&FORM=VRDGAR

Com 71 anos de experiência, posso assegurar: tudo o que o medo me aconselhou deu errado.

O analfabeto funcional não apenas não entende o que lê, mas não entende o que ele próprio escreve. Pensa estar dizendo uma coisa quando está dizendo outra completamente diversa. Os exemplos disso no texto do Donkey são inúmeros. Um dos mais bonitos é ele dizer que os ideólogos destroem as formas estabelecidas do saber. Na verdade eles as criam. Quem quer que tenha lido Marx ou Antonio Gramsci tem a obrigação de saber disso. Também é ridículo afirmar que o senador Joe McCarthy foi um ideólogo. Não há ideologia sem uma doutrina organizada e abrangente, coisa que esse desastrado combatente anticomunista nunca teve.

O problema do Donkey não é falta de cultura universitária, é falta de alfabetização primária. O analfabeto funcional, quanto mais lê, mais burro fica.

Outra obra-prima do Donkey: os ideólogos, segundo ele, formam-se FORA dos partidos. É óbvio que só os fundadores dos partidos fazem isso, Marx e Hitler por exemplo, porque não podem adquirir sua formação de algo que não existe ainda. E esses, por definição, são exceções. Todos os seus sucessores — noventa e nove por cento dos ideólogos — formam-se dentro dos partidos e movimentos.

O nazistinha David Duke, na política americana, é um zero. Ele tenta tomar carona no sucesso do Bolsonaro, e a mídia chique inverte a realidade para insinuar que o Bolsonaro é que segue o David Duke.
Usaram o mesmo ardil contra o Donald Trump e se foderam.

Nestes últimos dias antes da eleição, o massacre antibolsonaro na mídia bilionária vai subir a níveis de virulência e mendacidade jamais imaginados.

Depois de tentar matar um candidato, manipular pelo menos dezesseis mil urnas e reprimir pelas ameaças ilegais toda investigação de fraudes, os celerados, vencidos, não hesitarão em tentar o golpe final, propondo a anulação das eleições sob a alegação de que se realizaram numa “atmosfera de desconfiança contra as urnas”.

Alguém tem aí a lista dos “escritores” que assinaram o manifesto pró-Haddad?

O Globo e outras porcarias impressas se permitem conjeturar intenções macabras por trás de coisas que o Bolsonaro nem disse, que apenas outras pessoas disseram dele (inculpação por osmose). Mas, quando eu, analisando o texto em que o Haddad aprova a “destruição da família” na linha da Escola de Frankfurt, assinalo que essa escola define a família burguesa essencialmente pela proibição do erotismo entre mães e filhos, e concluo que o Haddad está implicitamente advogando as relações incestuosas, isto é, quando tiro CONCLUSÕES LÓGICAS INCONTORNÁVEIS do sentido de um texto, sou eu que estou com “fake news”, mesmo quando forneço a essa conclusão a prova suplementar de um espetáculo de incesto distribuído às escolas pela gestão Haddad no Ministério da Educação. Ora, vão à puta que os pariu, canalhas globais.

Vou desenhar: se o que define a família burguesa para os frankfurtianos é a proibição das relações eróticas entre mães e filhos, como destruir essa família senão liberando essas relações? Ou foi isso o que o Haddad propôs, ou o texto dele não faz sentido nenhum.
Para evitar que o sentido sutil e “esotérico” das propostas comunistas seja percebido por todos os leitores, é preciso reduzi-los ao ANALFABETISMO FUNCIONAL OBRIGATÓRIO, empreendimento no qual o Ministério da Educação, sob a liderança de Haddads e similares, tem-se revelado de uma eficiência exemplar.

A educação universitária, no país do analfabetismo funcional endêmico, consiste em imunizar definitivamente um aluno contra a percepção das conseqüências mais óbvias e incontornáveis do que ele próprio diz.
Tipos como Haddad e Donkey são ao mesmo vítimas e continuadores desse processo.

Minha oficina cachimbística móvel: fumo, socador, isqueiro, varetas de limpeza e seis cachimbos seletos: um Peterson, um Rattray, um Brebbia, um Mastro de Paja e dois Savinellis.

Anúncios

Um comentário sobre “16.10.2018

  1. Os comunoPTralhas estão desesperados e vão tentar matar o Bolsonaro antes da vitória iminente.
    Por que a mídia não fala nada quanto ao assassinato de 2 testemunhas da pensão de Juiz de Fora?
    E o fato de alguém ter dado entrada no congresso com um RG falso do assassino de Juiz de Fora na mesma hora do atentado?
    Quem foram os mandantes?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s