26.4.2018

Da página da Roxane Carvalho :

Queridos amigos, agora há pouco, o Facebook me lembrou de uma postagem que fiz quase um mês atrás, pedindo orações para Olavo, que estava prestes a fazer uma broncoscopia, dias após uma cirurgia super delicada, com cinco horas de duração, para a retirada de um tumor na traquéia. Naquele momento de dor e tormento, as mensagens de carinho, amparo, amor, atenção prestimosa e reforço na fé, me deixaram tão confiante ao ponto de não restar dúvidas sobre o quanto vocês foram importantes para nós durante todo esse tempo. Desde então, consigo pensar somente no conforto espiritual e psicológico que recebemos de todos vocês, nossos queridos. É difícil nomear tanta gente que nos procurou oferecendo ajuda de todo gênero, mas saibam que, na nossa mente e no nosso coração, estão gravados todos os nomes e que todos os dias, ao rezarmos o terço, eu e Olavo lembramos de pedir a Deus uma bênção especial a cada um de vocês. Que Nosso Senhor Jesus Cristo os abençoe e guarde para todo o sempre. Beijos e abraços a todos e Louvado seja Deus!

*

 

Se você nasceu com uma inteligência superior à média e ainda a desenvolveu por estudos e leituras, é inevitável que os medíocres e incapazes aleguem sobrepujá-lo em honestidade e santidade, provando-as, sobretudo, por meio da maledicência, da intriga e da calúnia.

Com frequência o mais alto e o mais baixo de uma cultura se mesclam e se fundem ao ponto de tornar-se indiscerníveis e jogar as almas no abismo dos erros mais fundos justamente no instante em que elas mais se acreditam guiadas pelo Espírito da verdade. Quantas vezes a preguiça mental mais abjeta e o presunçoso desamor ao conhecimento não aparecem camuflados em devoção a uma ciência divina superior à mera sabedoria humana?

Eu não planejava deixar de fumar, mas, depois de uma cirurgia brutal e vinte dias todos perfurados de drenos e fios, meus pobres pulmões não têm mais elasticidade para aspirar fumaça e parece que só vão recuperá-la com meses de exercício. Nesse ínterim, minha carreira de fumante tem-se limitado a uma ridícula cachimbadinha diária de trinta segundos.

Não foi nada difícil. Simplesmente parei.

O pessoal notou que eu não estou tossindo mais. É claro. O cisto roçava na minjha traquéia e dava uma cócega do cão. Agora isso acabou, graças a Deus. Para quem nunca tinha visto um caso similar, os cirurgiões Shah & Shah foram de uma habilidade extraordinária.

*

Este é o juiz que está julgando o caso Alfie. Nenhum cérebro humano, esmagado sob tamanha peruca, consegue pensar.

31290267_10156236554452192_8619693191671427030_n.jpg

*

Nunca consegui escrever em horas regulares, como tantos escritores fazem. Só escrevo quando me vêm as idéias, e elas vêm quando querem.

Leibniz também trabalhava assim.

*

Everaldo Luz Professor Olavo de Carvalho, bom dia. O senhor tomou conhecimento da análise do Martim Vasques sobre Roger Scruton? http://www.gazetadopovo.com.br/…/o-que-pensa-roger…

A obra do Scruton vale muito mais pelas conclusões particulares que ele tira sobre pontos específicos do que pelas suas bases filosóficas gerais, notavelmente frágeis como já expliquei tantas vezes/.

*

Raros seres humanos são tão vulneráveis à manipulação globalista das consciências quanto aqueles que mais energicamente deveriam opor-se a ela: os cristãos conservadores — católicos e protestantes. Nada mais fácil do que convencer um deles — ou muitos — de que tudo o que não convém à nova ordem global é pecado.

Pouco importando o valor ou desvalor das suas idéias — e o valor em geral predomina –, o estilo do Martim Vasques é REPUGNANTE. Repito: REPUGNANTE.

O ensaismo universitário brasileiro, que o Martim cultua e imita, é uma escola de escrever mal.

Que eu saiba, o único cérebro que na direita brasileira é decisivamente influenciado pelo conservadorismo anglo-americano é o do Alex Catharino. E falar em cérebro, no caso, é pura hipérbole.

Se vocês querem aprender a escrever ensaios, esqueçam a produção universitária do presente e a Fôia de Sumpaulo. Leiam Otto Maria Carpeaux, Augusto Meyer, Fidelino de Figueiredo, Adolfo Casais Monteiro e similares.

Meu destino parece ter sido o de chegar sempre tarde. Fui o último amigo que o Paulo Francis, o Antonio Olinto, o Alain Peyrefitte e o Paulo Mercadante tiveram tempo de fazer nas suas vidas. Cada minuto passado na companhia desses grandes homens é uma jóia que se conserva na minha memória, mas esses minutos, no fim das contas, foram tão poucos…

Sempre que estudo a vida dos homens poderosos — Julio César, Napoleão, Winston Churchill, Charles de Gaulle –, não consigo fugir à conclusão de que, no conjunto, todos eles erraram muito mais do que acertaram,

O Martim Vasques está dilapidando o seu talento inegável porque não sabe dosar corretamente a admiração e o desprezo. Faz-se de superior aos grandes e imita com devoção modelos de segunda ordem.

“La faiblesse — même l’apparence de faiblesse — n’a jamais résolu aucun problème.”
Charles de Gaulle

“Cada vez que abro a boca para dizer uma verdade, estou cuspindo nos vivos ou insultando os mortos.”
Charles de Gaulle

“Os comunistas são mesmo patriotas. São tão patriotas que têm até duas pátrias: a França e a Rússia.”
Charles de Gaulle

Não escrevo com facilidade. As frases não me vêm prontas. Vêm compactadas em fórmulas algébricas, algoritmos dos quais podem se desenvolver muitas frases diferentes, umas boas, outras ruins. Tenho de testar uma por uma.

Dinheiro e poder nas mãos de idiotas são os dois maiores flagelos da humanidade.

Quanto mais estudo as vidas dos grandes personagens históricos, mais confirmo a frequência com que a amplitude das ambições coexiste com a exiguidade do horizonte de consciência.

De todas as forças históricas, as mais decisivas são a Providência divina e a imprevidência humana.

Anúncios