3.8.2017

*

A produção literária esquerdista é tão incalculavelmente vasta, e aliás valiosa sob muitos aspectos, que toda tentativa de enfrentar o esquerdismo sem pelo menos uma década de estudos é uma presunção vaidosa que será punida com um fracasso justo.

*

Os meninos deslumbrados que gritam “Esse negócio de estudar não está com nada, precisamos é agir agora” são idiotas voluntaristas que se imaginam capazes de suplantar a realidade pela mera força do desejo. São o equivalente direitista dos esquerdistas assanhados que Lênin ridicularizou em “O esquerdismo, doença infantil do comunismo”.

*

A produção de livros de alta qualidade e a conquista de uma posição hegemônica na alta cultura SÃO os únicos meios de ação eficientes à disposição de uma corrente política marginalizada e excluída. O resto é tudo assanhamento histérico.

*

A “Invasão Vertical dos Bárbaros” é uma obra menor que, por coincidência, se beneficiou de alguma atenção pessoal do autor na produção do texto final. As obras decisivas e de maior peso, como a “Filosofia Concreta” e sobretudo a série “Matese”, jamais tiveram essa sorte.

*

Como no Brasil só o governo é capaz de agir, prometo que, se o Bolsonaro for eleito presidente, pedirei a ele que desaproprie os direitos autorais da obra do Mário Ferreira e nomeie uma comissão estatal para dar a ela uma edição decente.

*

Cassar o mandato do Temer junto com o da Dilma em 2015 era dar ao Brasil uma chance de renovar de alto a baixo a política nacional. Fazê-lo agora é estender o tapete vermelho para a esquerda voltar ao poder (se é que algum dia saiu).

*

Disse e avisei mil vezes que a política impeachmentista, adotada em vez da anulação das eleições de 2014, iria colocar o Brasil num beco sem saída. Já estamos lá. Agradeçam aos Kims Katakokinhos e demais entusiastas da bicudagem.

*

Da página da Stella Caymmi:

É o olho do dono que engorda o gado! Olha como tá ficando “lindjo” escritório do Olavo de Carvalho na casa nova! Com Roxane Carvalho, Leilah Carvalho e Maria Fernanda Rossi! Viva!

Num é pa mi gambá, mas fui eu quem desenhou e planejou cada detalhe.

Tudo isso custou muito menos do que o dinheiro que perdi na casa anterior.

Célio Rodrigues Tudo isso é só um escritório? 😱 Estou pensando que seria a casa inteira.

Há uma casinha anexa.

*

Censura mundial:

https://www.infowars.com/it-begins-youtube-to-hide-controversial-content/

*

A estratégia impeachmentista atrelou o futuro do movimento popular ao de um político corrupto destinado a sofrer, mais dia menos dia, uma cassação que, como profetiza corretamente o Ciro Gomes, muito provavelmente resultará na devolução do mandato da Dilma pelo STF. Dar bom conselho para brasileiro é fazer buraco n’água.

*

Quando uma corrente de idéias é excluída não só da política, mas do debate cultural, não é nem um pouco razoável esperar que ela leve MENOS DE MEIO SÉCULO para recuperar seu lugar na cultura e voltar a ter os meios de DISPUTAR o poder político (se por poder entendemos o controle efetivo da situação e não apenas a posse de um cargo público). Os assanhadinhos que só pensam em “agir agora” não provam, com isso, senão que são fracos demais para suportar a situação, quanto mais para mudá-la num sentido favorável.
Antes de poder alterar um estado de coisas, é preciso aprender a suportá-lo com bravura, paciência, calma e frieza. Sem isso, tudo não passa de agitação histérica que só produz como resultado a decepção, o cansaço e a rendição final.

*

Tudo o que ainda faz você sofrer é mais forte que você. Antes de vencer uma adversidade, é preciso vencer a dor que ela infunde.

*

Quando o Pedro era pequeno, ensinei-o a fechar os olhos e rezar em vez de chorar quando sentia alguma dor. Acho que sem isso ele não teria se saído tão bem nas artes marciais e na vida militar.

*

O sofrimento enobrece uns e acanalha outros. Essa escolha é mais urgente do que livrar-se do sofrimento.

*

Só consigo ler o Mário Ferreira de lápis na mão, como um revisor, corrigindo cada erro. Se eu o lesse de qualquer outra maneira, não o entenderia.

*

Quando jovem, Samuel Taylor Coleridge era tão pessimista que, ao receber cartas, só as abria quando suspeitava que eram cobranças ou notas de falecimento.

*

Minha primeira namorada era de uma família muito culta, repleta de vocações artísticas. Quando a perdi, por interferência de parentes, perdi junto a oportunidade de uma convivência estimulante que teria feito uma baita diferença. Mas o mais interessante não é o fato em si: é que só agora, aos setenta anos, me dei conta disso. Acho que, na época, eu estava tão acostumado a me foder que nem reparava no tamanho das perdas.

*

Grampo universal:

https://www.infowars.com/wikileaks-reveals-cia-system-to-take-over-webcams-microphones/

*

Censura universal:

http://www.reuters.com/article/us-china-internet-idUSKBN1AJ1XL?il=0

*

Em 2008, Ben Shapiro, William Kristol, David Horowitz, Bill O’Reilly, Ann Coulter e outros “pundits” conservadores deram o melhor de si para proteger o recém-eleito Barack Hussein Obama contra a possibilidade de uma investigação dos seus documentos falsos. Diziam que era baixaria, que a oposição deveria limitar-se a questões mais altas e nobres. Tudo o que sabiam da esquerda não foi suficiente para fazê-los perceber que, concedendo de graça ao adversário o direito monopolístico ao uso dos golpes baixos, preparavam o terreno para toda a cachorrada que hoje se faz contra o Donald J. Trump. Essa gente não aprende nunca.

*

De todos os “formadores de opinião” americanos, só aprendi algo com dois: Diana West e Jeffrey Nyquist. Dos outros nunca tive nem tenho nada a aprender. Fariam bem em inscrever-se no COF.

*

Pedro Henrique Medeiros

Durante as manifestações de 2015, assim que o MBL teve a brilhante idéia da tal ‘Marcha Pela Liberdade’, em que os idiotas foram andando de São Paulo até Brasília, o professor Olavo de Carvalho avisou que ia dar merda. No meio do caminho, o MBL apareceu com a tal Janaína Paschoal, o Hélio Bicudo e o Miguel Reale Jr, em posse do pedido de impeachment.

O professor Olavo disse que isso não adiantaria, porque iria (1) minguar as manifestações, (2) transferir a iniciativa popular da mão do povo de volta ao Estamento Burocrático e (3) legitimar uma eleição fraudada com apuração secreta de votos, impedindo qualquer reclamação posterior.

Olavo disse por centenas de vezes que o mais indicado seria manter a estratégia da Desobediência Civil e da Resistência Pacifica até a cassação da chapa Dilma/Temer, e em seguida buscar o fechamento do PT e demais partidos membros do Foro de São Paulo. Após isto feito, o Brasil poderia ir funcionando na base de Plebiscitos Populares até a elaboração de uma nova Constituinte.

Mas os grupos de protestos com seus líderes fabricados e padrinhos oportunistas não quiseram dar ouvidos à voz da experiência. Do alto de sua arrogância e prepotência, eles ignoraram o professor e seguiram na sua sanha por protagonismo, ego, fama e dinheiro.

Agora, em 2017, estamos encurralados entre defender a permanência de um presidente claramente corrupto (para não perder as reformas que estão em andamento) e pedir a sua saída (para manter a coerência no combate à corrupção). Ambos os cenários favorecem a narrativa da Esquerda o retorno do PT ao poder.

Obrigado, MBL e seus padrinhos Reinaldo Azevedo, Flavio Morgenstern, Alexandre Borges, Carlos Andreazza, Rodrigo Constantino, Luciano Ayan e mais alguns que eu não lembro o nome, por colocarem o Brasil nesta sinuca de bico.

Perceberam algo em comum entre estes nomes? Sim. Todo liberais.

Eu fico impressionado como ainda tem gente que curte as páginas desses caras e dá ouvidos àquilo que dizem sobre a atual política brasileira.

Eu cito nome mesmo. Não gostaram? Me refutem ou me processem. Seria curioso e engraçado ver gente com raiva por eu dizer uma coisa que até hoje eles sentem orgulho de ter feito, e não vergonha.

20525999_1372181222901355_5025653366051445983_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s