2.8.2017

 

Celso Arnaldo Araujo

Vejam isto! A pianista brasileira Eliane Rodrigues, há muito radicada na Bélgica, iniciava um recital em Roterdã, Holanda, quando notou – bem no começo de uma Polonaise de Chopin – que os pedais do piano estavam com defeito. Explicou a situação ao público (em holandês fluente), saiu do palco e voltou com os técnicos. Enquanto estes providenciavam a troca do piano, Eliane, de pé, continuou tocando (magnificamente). E prosseguiu tocando enquanto o piano era levado para debaixo do palco, onde se dá a troca do instrumento. E Eliane sobe com ele…tocando. O público vai ao delírio.

*

Permitir que tipinhos como esse bispo de Caicó blasfemem impunemente do alto dos púlpitos NÃO É um dever de obediência. É o mais vil ‘respeito humano” colocado acima da fé, da Igreja, do próprio Deus.
No meu modesto entender, o mínimo que o fiel deve fazer, diante de tal escândalo, é mandar imediatamente o desgraçado calar a boca.
Se você acha que isso é “ultraje a culto”, você aceita que a blasfêmia é parte legítima do culto.
Quem fez ultraje a culto foi aquele que reduziu a santa missa a uma paródia grotesca.

*

Auridélia Moura de Arruda Professor, off-topic. A Andréia Moraes teve a iniciativa de ir em busca da publicação de suas obras aqui em Portugal. Para tratar do assunto, ela precisa falar com o senhor a respeito. Segue o post dela:
Sobre a publicação dos livros do Olavo de Carvalho em Portugal. MUITO IMPORTANTE!

Queridos amigos conservadores de Portugal e Brasil, quando eu cheguei no Porto em fevereiro, de cara percebi que aqui não há muitos livros conservadores. Assim como no Brasil há algum tempo atrás, a tendência natural das pessoas é cair nas farsas pós-modernistas e em todo o discurso progressista da esquerda. Diante disso, gostaria de pedir a ajuda de vocês para publicar os livros do querido filósofo conservador brasileiro Olavo de Carvalho, por alguma editora de Portugal. Olavo é o maior filósofo conservador do ocidente, tendo publicado mais de 20 livros e livrado o Brasil das garras do socialismo bolivariano, conscientizando, com muita coragem e determinação, todo o povo sobre o problema do marxismo cultural de Antônio Gramsci e ensinando filosofia pelo COF, desde 2009.
Para vocês terem uma ideia, um de seus livros, O Jardim das Aflições, está 100€ na fnac. Isso é um absurdo! No Brasil, já achei 4 livros do filósofo por 120 reais. Façam o cálculo e pasmem! Precisamos nos mobilizar. Outros autores e filósofos conservadores como Eric Voegelin, Roger Scruton, Russel Kirke, etc, também não são achados nas livrarias. Então pelo amor dessa pátria, que um dia foi unida a minha e que ainda mantém seus poucos laços com a terra de vera cruz, vamos nos unir pra publicar os livros do Olavo de Carvalho!
Já mandei mensagem para a filha dele e para a editora Bertrand. Agora estou à espera! Esse pode ser um grande começo para Portugal, de restauração! Não medirei esforços para ajudar a combater o plano globalista de destruição do ocidente. Então, quem está comigo nessa?!

Primeiro de tudo, preciso entrar em contato com o Olavo para conversar sobre e saber como será o processo. Então façam isso chegar a ele.

Em segundo, preciso que essa mensagem seja espalhada a todos os alunos do Olavo de Portugal. Compartilhem o máximo que puderem! Lembrando que nesse fim de semana terá o segundo encontro europeu de alunos do COF, no Porto.

Preciso da ajuda de vocês! Fight!

Olavo de Carvalho Auridélia Moura de Arruda : Peça a ela que me envie inbox o seu endereço Skype. Obrigado desde já.
*

Ao contrário do que prometem os apóstolos da “diversidade”, a destruição de todos os valores, códigos morais, símbolos religiosos, lealdades hierárquicas e quadros de referência tradicionais não produzirá nenhuma apoteose da criatividade e da liberdade, mas a elevação da atividade econômica à condição de último e único sistema de referências vigente, senhor e gerador de todo padrão de conduta moral na sociedade. Será a dominação capitalista na sua forma mais direta, universalizada, estabilizada e praticamente indestrutível graças à simbiose com o Estado e à força ilimitada dos seus recursos tecnológicos.

Nando Castro Seria o ápice do capitalismo que Marx menciona, professor? Isso poderia abrir portas pro comunismo em suas forma mais direta, conforme ele diz?
Olavo de Carvalho Não. O auge do capitalismo vem DEPOIS do socialismo.

*

A imaginação esquerdista é uma máquina de caluniar e mentir sem limites, sem parar, até mesmo em sonhos. O filme “The Mark of the Angels – Miserere”, com Gerard Depardieu, realiza a proeza quase impensável de lançar a culpa das redes internacionais de pedofilia… no regime Pinochet e na Operação Condor!!!
A presença do ator célebre, a direção relativamente hábil e a bela fotografia levam o espectador a assistir a coisa por uns vinte minutos antes de perceber que está diante do pior filme de todos os tempos.

*

Não respeito nenhum esquerdista, não aceito amizade de nenhum esquerdista, não falo com nenhum esquerdista, não compro um chiclete de bola ou um palito de dentes de nenhum esquerdista.

*

Quando vamos parar de ser discriminados e começar a discriminar esses filhos da puta?

*

“The Mark of the Angels”. O Depardieu fugiu da França porque estava encrencado com os impostos. Deve estar mesmo na pindaíba, para se rebaixar ao ponto de tomar parte nessa palhaçada infame.

*

Não conheço um só empresário, diretor ou gerente esquerdista, em qualquer ramo de negócios, que não selecione seus empregados pelo critério da fidelidade ideológica.
Não conheço um só empresário, diretor ou gerente conservador ou liberal, em qualquer ramo de negócios, que, ao contratar empregados, não se recuse a fazer seleção ideológica e não acabe superlotando a sua empresa de esquerdistas.

*

Guerra assimétrica é uma parceria comercial na qual um dos sócios investe o cu e o outro a piroca.

*

Não é verdade que não falo com esquerdistas. Falo sim. Digo uma frase inteira:
— Vá tomar no cu.

*

Foi contratando esquerdistas para fazer um jornal de direita que o “Diário do Comércio” acabou fechando.

*

Se você pede uma camisinha a um farmacêutico esquerdista ele imediatamente já testa o produto no seu cu.

*

O bispo de Caicó está redondamente enganado. Deus deu um cu a cada um. Ninguém vem ao mundo com dois ou nenhum. Portanto, se você pega o seu e o dá a alguém que já tem um, isso é coisa sua ou do capeta e não de Deus,

*

Réquiem pela direita americana.
Se um ilustre desconhecido, sem profissão certa nem filiação comprovada, se apresenta candidato à Presidência exibindo como prova de identidade tão-somente documentos falsos, ele está implorando para ser desmascarado antes mesmo da eleição. Se você se recusa a desmascará-lo e ele acaba sendo eleito e até reeleito, você é co-responsável por tudo o que ele venha a fazer no exercício do cargo.
Não adianta nada você vencer a eleição seguinte. Você já provou que é um bosta e ninguém vai obedecer um presidente eleito por uma corporação de bostas.

*

Barack Obama está desfrutando de um confortável e bilionário descanso, rodeado de glória publicitária, enquanto o homem que denunciou o seu crime de falsidade documental, o xerife Arpaio, está condenado e virtualmente preso, vítima da mais óbvia retaliação judicial que já se viu.
Até agora, o presidente Trump não moveu um palito para defender o xerife, provavelmente porque sabe que, se fizer isso, terá de assumir oficialmente a investigação dos crimes do Obama.

*

Toda a América falante — esquerda e direita — é culpada de colocar, acima dos interesses da nação, a ânsia covarde de proteger o criminoso que assumiu a presidência sob falsos pretextos.
Tudo na política americana — situação e oposição — tornou-se um teatrinho neurótico empenhado em aviltar-se para fugir de uma realidade desagradável.
A América condenou-se a si mesma, e não creio que seja possível salvá-la.

*

Nunca antes eu tinha visto uma confirmação histórica tão contundente da definição de neurose dada pelo meu falecido amigo Dr. Müller: uma mentira esquecida na qual você ainda acredita.

*

Conversa entre dois desconhecidos no What’s App da Stella Caymmi:
— Como é o seu nome?
— Joleno.
— Joleno? De onde sua mãe tirou isso?
— Dus bítu.

*

Se alguém aí receber mensagem de pessoa pretensamente amiga pedindo para me avisar de que minha mãe está passando muito mal e precisando da minha ajuda, é treta. Aqui estamos em comunicação diária com o meu irmão, que mora com a minha mãe, estamos sabendo de tudo e ajudando no que é possível. Não há nada de que precisemos ser avisados.

Paula Felix Ok, entendido. E como ela está, Professor?
Olavo de Carvalho No hospital de novo.

*

Os livros do Mário Ferreira são, praticamente todos, gravações transcritas sem nenhuma correção. Cada página vem com erros de gramática, parágrafos truncados, impropriedades vocabulares típicas do improviso oral etc. Não é possível fazer uma versão decente dessa obra sem tomar o material existente como mero rascunho e produzir uma redação final baseada em procedimentos científicos de uma edição crítica. É inútil e prejudicial republicar os textos como estão. O mero cotejo das várias edições é inútil, pois todas estão igualmente erradas.

Samuel de Sousa A É Realizações está fazendo isso? Se está que merda!
Olavo de Carvalho Meus alunos já estavam trabalhando nisso, quando a cobiça insana de um editor paulista frustrou os seus esforços.

*

A obra do Mário Ferreira é como uma mulher lindíssima coberta de sujeira, com os dentes quebrados, os cabelos empapados de lama e esterco, vestida com sacos de estopa e, para a satisfação e lucro de aproveitadores, vendida no mercado de escravos.

*

Da página da Stella Caymmi :

Gente, vocês estão atrasados meio século. Olavo de Carvalho me informa que a associação entre homossexualismo e pedofilia não foi inventada por nenhum cristão conservador, mas apregoada e louvada desde pelo menos quarenta anos atrás, pelo líder gayzista Tony Duvert no livro “L’infant au masculin”, intensamente badalado pelo jornal Liberation e outros órgãos da esquerda francesa.

NB – Na época, todo mundo achou isso lindo, pois se encaixava bem na estratégia “diversitária” de legitimar toda conduta sexual variante, incluindo incesto, necrofilia, zoofilia etc. Foi só quando a coisa começou a pegar mal que a liderança gayzista recuou, apregoando que homossexualismo não tem nada a ver com a pedofilia. Se tem ou não tem, eu é que não sei, mas, como se diz no Nordeste, quem pariu Mateus que o balance. O. de C.

*

Na verdade, muito antes de Tony Duvert o mais prestigioso escritor gay da França, André Gide, já se gabava de suas aventuras de comedor de meninos na Argélia. E nenhum gay ou gaizista reclamou. Isso foi… em 1924, no livro de memórias “Si le grain ne meurt”.

*

Em suma: os gays criaram essa história e, quando viram que pegava mal, decidiram fazer dela, retroativamente, uma invencionice caluniosa direitista.

Anúncios