1.8.2017

 

Acabo de receber, com grande satisfação, um exemplar do livro “Desconstruindo Paulo Freire”, organizado por Thomas Giulliano Ferreira dos Santos, com capítulos escritos por Clístenes Hafner Fernandes, Rafael Nogueira, Roque Collage Neto, Percival Puggina, Padre Cléber Eduardo dos Santos Dias e pelo próprio organizador. Publicado em Porto Alegre pela Editora História Expressa, o livro responde à necessidade urgente de reduzir às suas verdadeiras dimensões o personagem que recebeu do governo petista o título de “patrono da educação brasileira” precisamente por nunca ter educado ninguém.

*

Nem tudo são alegrias. Minha mãe, Dona Nice, caiu no banheiro, quebrou o fêmur, sofreu várias operações e ontem voltou ao hospital para mais uma. Ela está com 99 anos e sofrendo muito, com dores incessantes. Por favor, quem puder, ore por ela.

*

A administração Donald J. Trump é tanto mais odiada quanto mais benefícios traz à economia americana. O paradoxo é só aparente. Salvar a economia americana é um crime que os globalistas jamais perdoarão.

*

O Owen Shroyer tem razão. A grande mídia americana é um cadáver que se sente ofendidíssimo quando lhe informam que está morto.

*

Um leitor pede que eu comente isto. Eis o comentário:

Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu. Puta que pariu.

Bispo de Caicó, RN: Homossexualismo é dom dado por Deus.

*

O assassinato de Inês de Castro rendeu pelo menos três obras-primas magistrais: a tragédia “Castro” de Antonio Ferreira, o Canto III dos “Lusíadas” de Camões, e a peça de Henri de Montherlant, “La Reine Morte”, que estou lendo, maravilhado.

*

Do jeito que as coisas no Brasil estão indo, é melhor algum esotérico inventar logo a Bundomancia: prever o seu futuro pelo estado do seu cu.

Benedito Gomes Barbosa Jr. http://www.soho.co/…/rumpologia-videntes-hay-pero…/38624

Olavo de Carvalho O Brasil, sempre atrasado na tecnologia. Quando a gente pensa em alguma coisa, já inventaram no exterior.

*

A democracia é como um pinto: um objeto útil que nos dá alguns prazeres, mas pelo qual só um tarado sente um entusiasmo excessivo.

*

Quem espera que algum dia eu escreva um livro de memórias repleto de lágrimas da infância e recriminações da vida adulta — seja para posar de vítima, seja para assanhar as almas curiosas, seja para tentar provar, como Jean-Jacques Rousseau, que sou um santo incompreendido –, pode esperar sentado lendo uma coleção de listas telefônicas.
Do passado, só se aproveita o que é útil no presente. O resto é realmente uma história sem sentido à qual um idiota senil quer dar um sentido retroativo.

*

A vida de Henri de Montherlant resume-se no título da sua coletânea de ensaios, “Service Inutile”: dizer a verdade e fazer o bem, sabendo que não vai adiantar nada.

*

Soldado, atleta, jogador de futebol e toureiro, Montherlant trazia no corpo três estilhaços de granada da I Guerra e a cicatriz do buraco aberto na sua barriga por um chifre de touro. Assim não dá mesmo para perder o senso da realidade.

*

Há anos eu queria ler as obras de Montherlant. Estou lendo agora, com deslumbramento crescente.

*

Lênin, Stalin, Mussolini, Hitler, Fidel Castro e agora Nicolas Maduro: todos desarmaram primeiro a população e depois armaram as milícias do Partido.

*

Diálogo no automóvel:
Eu: — É só seguir em frente, muié. Você não sabe mais o caminho de casa?
Roxane: — É que é de noite.
Eu: — Mas de noite a casa está no mesmo lugar.

Anúncios