1.6.2017

A audácia, a cara de pau do Danilo Gentili, é a coisa mais admirável que já apareceu na TV brasileira em mais de meio século. Esse é como o gato do Gugu: Four Balls.

*

Só a TOTAL falta de respeito pelos vigaristas nos altos postos traz uma esperança de dias melhores para o Brasil. O tempo da ironia leve acabou. Entramos na Era da Chacota.

*

Pela primeira vez em trinta anos, um brasileiro apareceu na TV nacional fumando, dando tiro e dizendo para a turma invadir o Congresso. Depois dessa, só resta ao establishment bem-pensante reconhecer: — Fudeu.

*

http://www.gazetadopovo.com.br/cultura/documentariojardim-das-aflicoese-fiel-a-olavo-de-carvalho-e-suas-ideias-f0n9c243hn8691pkg742pj8jg

*

18765720_10210832879631620_6406664713685420666_n.jpg

*

18893345_10154732311055875_7638329437807238164_n

Vontade de guardar ele num potinho…
É uma admiração e um carinho pela boa vontade e sabedoria desse homem em compartilhar seu conhecimento conosco que um filme sobre a sua filosofia era a mínima homenagem que poderia ser feita a ele, que perseverando no seu belo trabalho de professor tem mostrado que o Brasil, a política e nós mesmos podemos ser muito melhores.
Obrigada, Olavo de Carvalho.
E obrigada Josias Teófilo pela homenagem, e parabéns pelo filme incrível e lindíssimo!!!
Que Deus os abençoe!

*

O instinto mais forte do filisteu moderno é o ódio mortal a tudo que o ultrapassa e supera. Ante qualquer sinal de grandeza, beleza, sabedoria ou santidade, sua reação imediata é tentar destruí-lo, mas, se isso for impossível, ao menos depreciá-lo para rebaixá-lo à sua própria estatura. Nem sempre ele recorre, para isso, à difamação direta, principalmente quando teme represálias. Às vezes segue uma via que lhe parece mais sutil, apropriando-se do objeto do seu ódio por meio da familiaridade fingida que o banaliza e emascula.

*

Foi essa e somente essa a motivação do boicote ao filme do Josias Teófilo. Os pretextos políticos não passaram de tentativas vãs de embelezar ideologicamente a inveja mais porca, o filistinismo mais grotesco.

*

Os vinte festivais que tentaram impedir um sucesso inevitável comprovaram à saciedade a inépcia, incultura e a falta de profissionalismo dos seus responsáveis. É preciso parar mais que depressa esse obsceno desperdício de dinheiro público que se repete todos os anos para a vanglória de incompetentes e invejosos.

*

Não me venham falar de Aquaquaquarius. “O Jardim das Aflições” merecia não só ser exibido, mas PREMIADO em todos os festivais brasileiros. NUNCA se fez um filme melhor neste país.

*

Como personagem e assunto do filme, eu teria todos os motivos do mundo para ranhetar, para me fazer de superior, para fingir insatisfação, para dar uma de fresco como é o hábito geral das celebridades neste país. Mas tenho de me render aos fatos: o Josias Teófilo e sua equipe fizeram um trabalho maravilhoso.

*

O Jardim das Aflições, Brasília.

18813945_826488127498542_4030655692770588175_n

*

Tem carinha que vai assistir a “O Jardim das Aflições” como quem vai escondido à boate gay. Não conta nem para si mesmo.

*

Parece brincadeira, mas o filme estreou justo no dia do aniversário da Roxane. Fomos ao Cabelas para mostrar aos meninos os bichos empalhados e tiramos esta foto na sala de armas.

*

https://www.facebook.com/ojardimdasaflicoes/photos/a.672560512873574.1073741828.617393518390274/1213876375408649/?type=3

*

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s