30.5.2017

*

http://www.seminariodemusica.org/festival/

banner.jpg

*

Atenção:

18767452_10155296703337192_2145063551526836418_n

*

Atenção:
https://www.facebook.com/events/1923111737902399/

18485298_1176302655807732_1111460651221606861_n

*

Da página do Daniel Fernandes:

“Quanto mais superficial alguém for, mais provável será que ele ceda ao mal. Uma indicação de tal superficialidade é o uso de clichês.”
(Hannah Arendt)

*

Pela média da conduta moral hoje em dia, se você só cometeu pecados da carne e mais nenhum outro — não roubou, não oprimiu inocentes, não prestou falso testemunho, não sonegou a caridade a seus irmãos, não perseguiu santos e profetas, etc. –, você já é quase um santo. Só falta parar com essa putaria.

*

E essência do cristianismo:

“«Dite loro che perdonino sempre, sempre! tutto, tutto!»

(Alessandro Manzoni, “I Promessi Sposi”)

Alvim Neto Olavo de Carvalho Professor, o perdão tem de ser oferecido apenas quando a pessoa vem nos pedir? Já vi o senhor falando nisso por aqui no facebook, e estou com receio de ter interpretado errado. Poderia explicar-me?
Olavo de Carvalho O perdão pressupõe algum arrependimento, mesmo imperfeito. Mas pode ser oferecido antecipadamente como estímulo a um arrependimento que se anuncia inevitável.

*

Da página do Benedito Gomes Barbosa Jr. :

Então vejamos… Hoje tem Olavo de Carvalho no Danilo Gentili. Amanhã tem o Lançamento da Frente Parlamentar Armas Pela Vida na Câmara e sessão do O Jardim das Aflições em Brasília e sessão do Desarmados na ALESP. Pensem na choradeira esquerdista…

*

Honra seja feita ao Josias Teófilo e à sua equipe. Que filme brasileiro, desde que o cinema nacional existe, apresentou semelhante riqueza de temas, problemas e idéias? Desse ponto de vista, comparar “O Jardim das Aflições” com a filmografia nacional INTEIRA, incluindo o presunçoso “Cinema Novo”, é comparar uma catedral com uma toca de tatu. É POR ISSO — e não pelos pretextos políticos de última hora — que o filme é odiado. Ele espalhou por toda parte as dores de um insuportável — e plenamente justificado — complexo de inferioridade.

18739837_10155296813452192_5593257887948030065_n

*

Artigo excelente, leitura altamente recomendada

https://www.revistaamalgama.com.br/05/2017/resenha-o-jardim-das-aflicoes-documentario-olavo-de-carvalho-josias-teofilo/

*

Rodolpho Loreto com Roxane Carvalho e outras 7 pessoas.

Aluno é uma palavra de origem latina que significa “a” (sem) “lumni” (Luz). Tomando aqui luz no sentido de ciência, todo aluno precisa necessariamente de alguém que ilumine sua mente e também mostre o caminho certo a percorrer.

Me causa estranheza o tanto de gente a afirmar que não precisa de um mestre — aqui tomado como professor ou agente de educação/conhecimento. É como se todos nós fossemos anjos que já possuem o conhecimento das coisas de forma perfeitíssima. Tal “frescura” de não admitir a submissão a alguém que lhe é anterior e em cujos ombros você subiu — ou ainda sobe — para enxergar o horizonte mais distante que sua porca capacidade te permite é algo simplesmente repugnante.

Não é novidade pra ninguém que nesta principiante caminhada na vida intelectual tenho referências de muito valor e peso, como o professor Ricardo da Costa, o professor Sergio De Carvalho Pachá, o professor William Bottazzini Rezende, etc. E também não é segredo de que entre todas estas referências, quatro me são especiais e que eu reputo com orgulho ser discípulo — do latim discipulus, “aquele que toma”. São eles os professores Olavo de Carvalho, Sidney Silveira, Carlos Nougué e um quarto cujo nome não irei citar aqui por pedido deste, mas que todos os três anteriores conhecem muito bem.

Receber um elogio de um desses grandes homens, como é o caso do gigante Olavo de Carvalho, é melhor que qualquer diploma universitário de qualquer “PUC que pariu” da vida. Quero agradecer ao professor este gesto tão generoso para com este néscio que muito mal sabe escrever e ler com deficiência, mas que busca em sua sabedoria as melhores maneiras possíveis de desbastar este matagal imenso que é a filosofia tomista. Sem o senhor, professor, bem como os demais supracitados, jamais conseguiria dar um passo sequer em direção à luz de CRISTO.

https://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10155296102817192

Obrigado do fundo do coração.

*

Brado de alarma:

18740156_10155296846172192_8559379845850169871_n.jpg

*

Há muitas almas puríssimas que, vendo os resultados do meu trabalho, rolam na cama entre lágrimas e dores, perguntando:
— Por que Deus escolheu esse filho da puta e não nós, que somos tão santinhos?
Têm razão. Deus não me escolheu pelos meus méritos, mas justamente pela falta deles. Ele sabia que eu precisava fazer algum servicinho bem feito para Ele ter ao menos uma desculpa razoável para me salvar.

*

Se eu fosse escrever os meus livros numa língua estrangeira, seria o latim. Não há outra, exceto ele e o português, em que o estilo nobre e o vulgar combinem tão harmoniosamente. E essa combinação é precisamente o meu sonho de escritor.

*

Em inglês você não pode escrever “shit” sem que metade do público saia correndo.

*

Escrevo em francês correto e falo espanhol razoavelmente, mas sinto que os palavrões nessas línguas são muito agressivos, rebeldes a um uso puramente cômico que é o que sempre tenho em vista. Os do italiano talvez servissem. Leio nessa língua sem dicionário, mas não a domino o suficiente para escrever. Romeno só consigo ler com dicionário.

O alemão é uma língua mágica e primitiva, para conversar com fadas e duendes.

*

O Filipe Trielli tem razão: mimar as crianças não lhes faz mal nenhum. O que faz mal é superproteger, botando medo. Meu padrinho de batismo, que foi como que um segundo pai para mim, me dava literalmente tudo o que eu queria, tornando a minha infância excepcionalmente doce, apesar da doença que me atormentava. Mas, tão logo me vi capaz de correr e pular, ninguém me impedia de entrar em qualquer brincadeira maluca, daquelas em que os garotos sentiam que estropiar-se era a coisa mais divertida do mundo.

*

Uma vez provado e bem provado pela Dra. Judith Reisman que as pesquisas sexológicas de Alfred J. Kinsey foram nada mais que falsificações criminosas, o fato é que ATÉ HOJE não existe nenhum estudo abrangente confiável sobre a conduta sexual da população americana. É o reino do achismo mais desvairado.

Matheus Andrade Professor Olavo de Carvalho o Hugh Hefner disse que construiu seu império baseado nos estudos do Kinsey?
Olavo de Carvalho Por aí você já avalia o quanto a coisa era científica.

*

Regras de conduta que não visam à ordem social, mas a um resultado espiritual supramundano e mesmo “post mortem”, não constituem propriamente uma “moral”, exceto metonimicamente. São antes uma TÉCNICA ASCÉTICA, uma antecâmara da vida mística. Cada linha que leio no Pe. González Arintero me leva a essa conclusão.

*

Cada vez que entendo uma coisa óbvia que torna tudo mais claro, pergunto a mim mesmo: — Por que raios ninguém me avisou disso antes?

*

Dizer que a moral cristã é a base da ordem social me soa totalmente ridículo. Ela destruiu o Império Romano, caramba! E de que serve o Império Romano — ou qualquer ordem social deste mundo — em comparação com a salvação eterna de milhões de almas?

*

18767530_1213353488794271_199609573558173833_n

https://www.facebook.com/ojardimdasaflicoes/photos/a.672560512873574.1073741828.617393518390274/1213353488794271/?type=3&fref=mentions

18237992_1185395181590102_1094152522651075483_o

*

Monteiro Haroldo

O Ódio anti-Olavo de Carvalho é um vírus contagioso que não para de produzir aberrações de todas as espécies e matizes possíveis e inimagináveis! É um verdadeiro Apocalipse de camundongos corcundas se espalhando por todas as partes e meandros da internet e até fora dela, é uma enfestação infernal e grotesca! Putz!

*

O número de seguidores desta página aumenta em alguns milhares por semana. Se o número de enfezadinhos aumentar em dez por cento disso, eles já ocuparão um espaço monstruoso na internet, pois jamais sonegam à humanidade o conhecimento das suas opiniões. Não só as publicam, mas as enviam a um por um dos meus seguidores. É muita generosidade.

*

Que seria da cultura nacional sem as opiniões do Paulo Porcão, dos Veadascos, do Bundadelli e tutti quanti? Seria um deserto, uma devastação, o mundo pós-apocalipse.

Val Serelo Quem é o Bundadelli?
Olavo de Carvalho Quem não conhece o Pauno Bundadelli, o fiofólogo de São Paulo?

*

Alguém aí está conseguindo ver o programa do Danilo Gentili na TV aberta? Na TV a cabo? Na internet? Eu aqui não estou vendo nada.

*

Estou vendo pelo celular da Leilah.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s