A nossa exata medida

“Eu não quero julgar o Frithjof Schuon, sem dúvida foi um grande homem, mas parece que ele achava que era um pouco maior ainda. Porque tem isso. Tem o sujeito que não é nada mas acha que é alguma coisa, e tem o sujeito que é muita coisa mas acha que é mais ainda. É loucura uma coisa, como é loucura outra. A gente tem obrigação de saber a nossa exata medida.

(True Outspeak, 26-03-2007)”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s