17/3/2017

Quando existe num país o debate político entre intelectuais qualificados, as várias correntes militantes se definem mais ou menos segundo as linhas de fronteira que os separam, o que dá ao conjunto da disputa política uma certa clareza e racionalidade. Quando a vida intelectual desaparece ou é substituída por uma caricatura grosseira, os grupos militantes passam a criar identidades falsas nas quais meras antipatias pessoais ou o apego idiossincrático a símbolos, cacoetes e modas se expressam enganosamente na linguagem das ideologias. Aí toda luta política se torna um desperdício de energias, que não vai levar a parte alguma senão ao aumento da confusão e da impotência geral.

*

No presente momento, tanto a direita quanto a esquerda, no Brasil, se encontram em pleno estado de decomposição mental.

*

“Cuan dificil es
cuando todo baja
no bajar también.”
(Antonio Machado)

*

O sujeito que luta pelas causas financiadas por George Soros, Bill Gates e os Rockefellers e se acha “de esquerda” só porque quer o casamento gay ou as quotas raciais e porque odeia a moral cristã, está, evidentemente, no mundo-da-lua ideológico.

*

Antigamente só meia dúzia de malucos, nas universidades, achava que “o sexo anal derruba o capital”. Hoje isso já virou política de governo.

*

Ninguém desconfia, nem de longe, que só quem ganha com isso é a pica do capital.

*

Isaac: Uôuing in mai íou (roaring in my ear).

*

A civilização “científica” esfarelou a consciência da ação divina numa poeira de causas intermediárias, de modo que mesmo os crentes mais devotos vivem num mundo de forças naturais e históricas reais ou imaginárias no qual Deus só aparece como hipótese explicativa remota e quase inconcebível, exceto no caso de algum milagre evidente e chocante. Os não-crentes, por seu lado, apegam-se desesperadamente à mera possibilidade de alguma causa intermediária — ainda não descoberta, na maioria dos casos — como se fosse a final e cabal demonstração da inexistência de Deus. Hoje, mais do que nunca, a fé depende de um extraordinário poder de concentração que só pode vir como dom do Espírito Santo. E pedir esse poder extraordinário depende de um exercício extraordinário da concentração ordinária.

*

As vias que se abrem à humanidade ocidental hoje em dia são:
1) Um capitalismo científico em que tudo é quantificado, contabilizado, taxado e administrado. Isto é, um socialismo com nome de capitalismo.
2) Uma revolta anticapitalista conduzida por um partido de massas com o auxílio das forças armadas, culminando numa sociedade militarizada, comunista ou fascista.
3) A ocupação islâmica seguida da instalação de uma ditadura teocrática.
Respectivamente, o reinado dos vayishia, dos kshatriya e dos brâhmanes.
Nisso consiste a nossa liberdade hoje em dia: a liberdade de escolher qual casta vai nos enrabar.

*

*

Quando a porra toda estava apenas começando (eu sou o menorzinho).

17342616_798194366999306_1938145289498935775_n

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s