Socioconstrutivismo

 

O fracasso retumbante das nossas crianças no aprendizado da leitura e da escrita não resulta de nenhum equívoco acidental ou anomalia administrativa, mas da escravização sistemática da pedagogia nacional aos cânones do MARXISMO. Socioconstrutivismo É MARXISMO. Pior: é marxismo soviético no sentido mais oficial e burocrático do termo. Luria, Vigotsky, Freinet, Emilia Ferreiro — os gurus máximos da educação brasileira — são todos devotos comunistas empenhados em produzir, “per fas et per nefas”, uma psicologia e uma pedagogia fiéis aos cânones do materialismo dialético,. Não têm como alvo a inteligência das crianças, mas a utilização delas como “agentes de transformação social”.

Todos os responsáveis pelo socioconstrutivismo imperante devem ser expulsos de seus cargos e proibidos de ensinar, a não ser que façam um “mea culpa” em regra. Isso é mais urgente do que botar petroleiros e mensaleiros na cadeia.

Por isso é que sou contra o uso da palavra “doutrinação” para descrever o que se passa nas nossas escolas. Doutrinar é incutir idéias e crenças, o que pressupõe uma mente capaz de recebê-las. O socioconstrutivismo age num nível muito mais profundo, desmantelando a inteligência das crianças na sua raiz mesma, no plano dos reflexos inconscientes e não das convicções. Sua adoção por todas as faculdades brasileiras de pedagogia foi um CRIME MONSTRUOSO, muito pior do que mil Petrolões,

Se vocês pensam que só no Brasil o socioconstrutivismo fez estragos, leiam Charlotte Iserbyt, “The Deliberate Dumbing Down of America”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s