21/2/2017

*

 

*

*

Follow the money:

*

A melhor maneira de fazer um sujeito parecer agressivo é agredi-lo constantemente.

*

O paralelo que o novo prefaciador da “Filosofia da Crise” traça entre a obra de Mário Ferreira dos Santos e a Enciclopédia de Diderot é com certeza a coisa MAIS IMBECIL que já li sobre o filósofo paulista. A É-Realizações especializou-se na arte da incultura embonecada, e não hesita em instrumentalizar para esse fim a memória do maior filósofo brasileiro de todos os tempos.

*

João Cézar de Castro Rocha, quaisquer que sejam os seus méritos em outros domínios, que eu seria o último a negar, não tem A MENOR QUALIFICAÇÃO para ser expositor de Mário Ferreira dos Santos, mesmo porque o pensamento deste é inalcançável sem uma sólida formação escolástica que falta por completo a esse prefaciador. O tom de condescendência acadêmica com que ele fala do “philosophe” (sic), nivelando-o aos beletristas revolucionários do século XVIII, expressa apenas a INFERIORIDADE INTELECTUAL MONSTRUOSA dos círculos acadêmicos paulistas, que, após terem fracassado em compreender mesmo de longe o alcance da obra do Mário, tentam agora apossar-se dela como patrimônio seu, glorificando-se na mesma medida em que, do alto do Olimpo em que imaginam residir, jogam elogios ao filósofo com a parcimônia de quem atira migalhas aos cãezinhos. Já dizia Leibniz: “Elogiar sempre com moderação é sinal de espírito mesquinho.”

*

O traço mais desprezível no que ele escreve sobre o Mário é a sua insistência de papagaio mecânico no “topos” uspiano do contraste entre o “rigor” acadêmico e a liberdade anárquica do mero “ensaísmo”. Pois o que caracteriza a obra do Mário é justamente o seu DOMÍNIO TÉCNICO de questões filosóficas que escapavam e escapam ainda à compreensão de meros beletristas treinados na arte de macaquear a linguagem do academismo francês.

*

Parafraseando o que Aristóteles disse de Platão: Mário Ferreira dos Santos é um pensador tão imenso e nobre que nenhum medíocre tem o direito de elogiá-lo.

*

A pedra que os construtores rejeitaram NÃO DEVE tornar-se a chave de abóbada de um puteiro chique. Esquecida no chão, ela conserva mais dignidade.

*

Sugestão aos meus alunos: simplesmente NÃO COMPREM essa edição.

Pedro Henrique Medeiros Se for um presente ganhado, arrancar as páginas do prefácio seria suficiente?
Olavo de Carvalho Mas não as use para limpar o cu.

*

Comparar a “Enciclopédia” do Mário com a coleção “Primeiros Passos” da Brasiliense e fazer dele um precursor dos Três Patetas é o insulto MAIS BRUTAL que já se fez à memória do filósofo. A reputação intelectual do João Cézar jamais se refará dessa queda na iniqüidade.

*

Mais valeria, a título de prefácio, simplesmente reproduzir as duas páginas da Enciclopédia Filosófica do Centro di Studi Filosofici di Gallarate consagradas ao filósofo. Pelo menos o autor do verbete, Carlo Beraldo, sabia do que estava falando.

*

Alimentando-se até hoje do catálogo que laboriosamente criei para ela, e pelo qual não recebi jamais um tostão, a É-Realizações especializou-se em catar no lixo tudo quanto é anti-olavette disponível e compor com essa matéria-prima uma aparência grotesca de movimento cultural.

*

http://www.wnd.com/2017/02/americans-rally-for-impeachment-of-travel-ban-judges/

*

*

*

http://www.infowars.com/reddit-censors-pro-trump-content-in-new-crackdown/

*

Tudo neste mundo é relativo e escorregadio. Os franceses, que por tradição sempre foram muito mais anti-semitas que os alemães, nunca pegaram o vício de matar judeus.
Pensar por estereótipos é o maior dos crimes do espírito.

*

Pelo menos nisto o Brasil foi pioneiro…

http://www.infowars.com/college-writing-center-declares-american-grammar-a-racist-unjust-language-structure/

*

Xingar entre esgares de ódio, com trejeitos e cara de doido, às vezes é muito persuasivo. A imaginação da massa não chega a conceber que alguém possa odiar sem motivo, e chega invariavelmente à conclusão de que o xingado deve ser mesmo um mau sujeito.

*

Princípio fundamental da retórica contemporânea: Quando o seu adversário luta por uma causa justa, dê a ela o nome de alguma coisa feia e combata esta última sem jamais mencionar a primeira.

*

Os fascistas de antigamente tinham tropas de arruaceiros armados de porretes para bater nos seus adversários. Hoje você é chamado de fascista quando apanha de uma tropa de arruaceiros armados de porretes.

*

O dogma saussuriano-desconstrucionista de que a língua é um sistema fechado sem conexões com a realidade é o mais lindo pretexto que já se inventou para poder dizer qualquer coisa sem a menor conexão com a realidade.

*

Se as palavras não significam senão palavras, a diferença entre mentira e verdade se torna irrelevante.
Ou até inapreensível.

Ana Caroline Campagnolo Professor Olavo de Carvalho, assista minha fala na Câmara, em Brasília, sobre aquele assunto que contei uma vez:

https://www.youtube.com/shared?ci=7ge2t1Hz3zE

Olavo de Carvalho Já assisti e aplaudi.

*

No meio da adolescência, me vi sozinho no mundo, tendo de lutar pela vida e sem ninguém por perto em quem pudesse lançar as culpas. Tive de me virar como uma lontra na água e pular como dez mil cabritos, mas foi a melhor coisa que me aconteceu. Enquanto isso, meus colegas de geração mais afortunados se congelavam num vitimismo do qual acabaram por fazer uma norma de vida e uma profissão.

*

“Carrega a tua cruz”: Não há mandamento mais negligenciado e desprezado. Quase todas as pessoas que conheço, inclusive as melhores, baseiam o seu equilíbrio psíquico num permanente discurso interior de autodefesa que as imuniza contra o sentimento de culpa, impedindo-as de enxergar os seus pecados mais óbvios — fora, é claro, do domínio sexual, onde o temor da maledicência funciona eficazmente como um “Ersatz” de consciência moral.

Nat Prado Que é ersatz?

Olavo de Carvalho Um substitutivo inferior, um sucedâneo, uma cópia vagabunda.

*

Ninguém comete um adultério sem perceber, mas a ingratidão a um benfeitor — um dos cinco “pecados que bradam aos céus” — é docemente insensível.

Gustavo Costa Quais seriam os outros quatro pecados, profesair Olavo de Carvalho?

Olavo de Carvalho 1º Homicídio voluntário;

2º Pecado sensual contra a natureza;

3º Oprimir os pobres, órfãos e viúvas;

4º Negar o justo salário aos que trabalham.

 

*

Nada mais fácil do que envergonhar-se de pecados que a vizinhança enxerga. Mas no Juízo Final os que vão pesar mais são aqueles que só Deus enxergou, aqueles que você escondeu tão bem dos seus próprios olhos que jamais chegaram a atormentá-lo nem mesmo por um segundo.

*

A consciência moral usual não passa de um aglomerado de temores, preconceitos e subterfúgios. A consciência genuína só surge quando você começa a pedir insistentemente a Deus que lhe revele os seus pecados.

*

Pierre Boutang, que admiro cada vez mais, é um escritor dificílimo sem jamais ser obscuro. Tudo o que ele escreve é de uma claridade esplêndida, mas tão carregado de alusões literárias que para compreendê-lo é preciso um mergulho de décadas na história e na cultura da França. Não creio que ele jamais venha a ser lido fora do seu país natal.

*

Não digam que eu não tenho cultura de massas.

http://cyber-breeze.com/quiz-probably-cant-name-classic-actor-single-old-photo/

*

Quando os mortadelas do Soros clamam pelo ingresso de mais imigrantes ilegais, não é porque não sabem o que está acontecendo na Suécia, na Alemanha e na França. É porque QUEREM, DESEJAM ARDENTEMENTE QUE A MESMA COISA ACONTEÇA NOS EUA.

*

CADA autor publicado pela É, com exceção do padre gay e dos treinadores de RPG, está nos planos que fiz para a editora quando da sua fundação.
O Edson Manoel de Oliveira Filho era um jovem pé-rapado que aparecia nos meus cursos pedindo um espaço para montar a sua banquinha de livros.
Depois, por intercessão da sua sócia e minha então aluna Soraya Malafaia Gomes, ajudei-o a montar a editora, compondo o seu catálogo — com autores que ele não somente desconhecia mas seria incapaz de ler — e direcionando a ela todo o meu público de alunos e leitores, sem o qual a empresa não duraria dois dias.
Os autores brasileiros que constavam do catálogo, não apenas indiquei, mas apresentei pessoalmente ao Edson, recomendando como editor o ilustre desconhecido.
Na primeira oportunidade ele deu um pé na bunda de Soraya — que por motivos insondáveis tem raiva DE MIM até hoje — e outro na minha própria bunda.
Ecce homo.

Matheus Andrade Professor Olavo de Carvalho a Vide Editorial têm alguma relação com o senhor?Ela é sua ou de um conhecido seu?
Olavo de Carvalho A Vide é outra coisa. O Cézar Kyn e sua esposa Adelice são gente fina.

*

Finda essa etapa, o Edson decidiu tornar-se uma ilustração viva do ditado “Perdoamos aqueles que nos prejudicam, mas não aqueles a quem nós prejudicamos”. Passou a arregimentar cada anti-olavette que encontrava no lixo e a compor com eles um simulacro grotesco de movimento intelectual.
O João Cezar nunca foi um anti-olavette, mas, submetendo-se ao ridículo de pontificar sobre um autor que não entende, colaborou ingenuamente com a operação.
A edição É da “Filosofia da Crise” é um monumento à incultura paulista chique.

*

Eu jamais contaria essas coisas se o único prejudicado nessa história toda fosse eu mesmo. Mas permitir, quieto, que essa escória emporcalhe a memória do Mário Ferreira dos Santos está acima do meu nível de tolerância.

*

O Brasil é uma máquina onde entra uma obra de arte e sai um toco de bosta.

*

A vida intelectual paulista consiste em tocar punheta sem pinto nem mão.

Paulo Ramiro Madeira Prof. Olavo de Carvalho , o Sr. conhece a obra do filósofo Leonardo Polo ?
Olavo de Carvalho Sim. Homem competentíssimo.

*

A consciência de culpa — a cruz — é a espinha dorsal do ser humano. Ninguém fica de pé sem carregá-la.

*

Os 33 ossos da sua espinha dorsal são os 33 anos da vida de Nosso Senhor Jesus Cristo.

*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s