3/2/2017

Sempre que aparece um casamento nos filmes de Hollywood, tem todo o jeitão de ser apenas um homicídio adiado.

*

Fico impressionadíssimo com as tragédias domésticas que aparecem nos filmes porque a filha deu uma trepadinha com um colega de escola. Parece que, na imaginação de Hollywood, nenhum pai ou mãe no mundo sabe dizer apenas: “Vá à Igreja, confesse e não saia mais dando por aí.”

*

Postei na página do Donald J. Trump:

Universities that show no capacity to prepare their students for rational democratic debate should be deprived not only of federal funds, but of federal ACCREDITATION.

*

Aí é que enfoderou de vez: A esquerda, tendo perdido todas as batalhas, agora clama abertamente por um golpe militar. Só que os militares estão do lado do Trump.

http://www.infowars.com/soros-insider-demands-military-overthrow-trump/

*

Outro dia escrevi que George Soros era o único problema sério dos EUA. Vejam:

http://www.infowars.com/the-soros-watch/

*

*

Nenhum brasileiro tem o direito de estar brabinho porque o Trump expulsou meia dúzia de muçulmanos dos EUA. O Brasil nem mesmo existiria se o rei Afonso Henrique não tivesse expulsado TODOS os muçulmanos de Portugal.

*

É tudo contra o “óudiu”:

http://mashable.com/2017/02/02/threatening-posts-secret-service/#ZUt8wxhr75q9

*

Uma coisa interessante é que aqueles que hoje esmolam diante dos quartéis como mocinhas indefesas que pedem socorro ao homem fortão NUNCA FIZERAM NADA, durante os trinta anos de hegemonia esquerdista, para defender a honra das Forças Armadas, diariamente achincalhada na mídia. Eu fiz alguma coisa, e não estou pedindo nada a milico nenhum.

*

A piada vira realidade:

http://www.infowars.com/feminists-openly-calling-for-wife-beating-killing/

*

Hoje, sábado, 4 de fevereiro, aula normal do COF.

*

Os sujeitos mais detestáveis do mundo são os fracotes que puxam briga confiantes em que na hora H algum fortão vai defendê-los.

*

ois eu profetizo: O Maestro Chupa Bagos não morrerá. Nem de câncer, nem de AVC nem de coisa nenhuma. Entrará no próprio cu e ali permanecerá, imortal e invisível, pelos séculos dos séculos.

*

Os democratas querem importar mais alguns destes:

http://www.wnd.com/2017/02/muslims-raid-church-meeting-rape-women-snatch-pastor/

*

16508243_10154939530177192_6789282350421326433_n

*

Apelar aos militares é o que você faz quando não sabe o que fazer:

*
As produtoras de cinema dos EUA (e da Europa também) fizeram mais filmes contra o cristianismo, e especificamente contra a Igreja Católica, do que contra o comunismo ou o islamismo. É verdade que fizeram muitos contra o nazismo, mas a quase totalidade foi DEPOIS DE EXTINTO ESSE REGIME, utilizando portanto a imagem hedionda do defunto para pintar com ela o rosto de algum vivente — de preferência, é claro, o cristianismo e a maldita “direita”. Também é verdade que os protestantes, que criaram e disseminaram durante cinco séculos todo o discurso da propaganda anticatólica mais maliciosa e rasteira, acabaram tendo de provar do seu próprio veneno nos filmes de Hollywood, onde a imagem dos pastores não é melhor que a de nenhum Marcial Maciel. A série “True Detective” é um exemplo flagrante. Investigando uma onda de crimes rituais hediondos, dois detetives acabam descobrindo que é tudo obra de motoqueiros vagamente neonazistas, mas a serviço de um bam-bam-bam da igreja evangélica.
*
Não cuspa no rosto do seu irmão, porque acertará na mesma buceta de onde você veio.
*
nformação talvez útil. O antijudaísmo da direita francesa vem da I Guerra, quando os judeus tinham fama de espiões alemães. O da esquerda é mais antigo, começou com Voltaire e Diderot.
João Emiliano Martins Neto Ainda o antijudaísmo. São Paulo, em carta aos filipenses, engajado na evangelização, chama de cães, àqueles que queriam judaizar o Cristianismo.
Olavo de Carvalho A orientação dos papas quanto aos judeus sempre foi: xingue-os, mas proteja-os contra toda violência. Hoje em dia nem xingá-los faz sentido.
*
Alain Pascal, em “La Trahison des Initiés”, prova por A + B que os judeus não tiveram influência nenhuma na Revolução Francesa. Se obtiveram com ela alguma vantagem, tendo por exemplo acesso aos cargos públicos que antes lhes eram proibidos, foi por pura sorte, sem ter contribuído em nada para isso.
*
Ironias da História. Na I Guerra, os judeus alemães apoiaram entusiasticamente a onda nacionalista local, que vinte anos depois se transmutaria em nazismo e se voltaria contra eles.
*
Max Weber foi, sob muitos aspectos, um gênio cretino. Sua campanha contra o Kaiser ajudou a criar a república suicida de Weimar, que resistiu tão bem ao nazismo quanto hoje os governos europeus resistem à invasão islâmica.
*
Quem estava certo, na época, era, vejam só, o nosso Otto Maria Carpeaux, então ainda Otto Karpfen: ele sabia que só um governo provisório autoritário poderia resistir simultaneamente à investida comunista e nazista.
*

Contribuição do Karim Sebti: programa de governo do candidato esquerdista na França:

 16473849_10154941034462192_6744100291987062851_n
*
Gentil mensagem do Maestro Chupa Bagos:
16508815_10154941185357192_4415340247865832496_n
*

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s