27/1/2017

*

http://nypost.com/2017/01/11/mark-zuckerberg-is-pissing-off-a-lot-of-people/

*

A pergunta que o Trump tem de fazer aos governantes latino-americanos é simples:
–Afinal, você quer que eu ajude os seus compatriotas a viver melhor no seu país ou a fugir dele para não morrer de fome?

*

A mensagem dos presidentes latino-americanos ao Trump também é simples: “Eu sou incapaz de governar esta bosta. Tome lá os meus eleitores para você cuidar.”

*

*

Vejam só que lindeza são as pessoas que lideram essa merda:

http://www.wnd.com/2017/01/womens-march-speakera-kidnapper-murderer/

*

No meio da epidemia de ataques terroristas, agressões, estupros e outros crimes praticados pelos “refugiados” islâmicos, as autoridades alemãs estão PREOCUPADÍSSIMAS com uma vila de duas dúzias de malucos que cantam canções nazistas, têm saudades do Führer e até agora não mataram nem mesmo um gato sarnento.

*

Já que tanto querem comparar Trump com Hitler, deveriam notar o traço mais saliente, que é uma analogia inversa. Hitler tinha tropas de agitadores armados para atemorizar e agredir os inimigos dele. O Trump tem tropas de inimigos armados para atemorizar e agredir os seus amigos.

*

Um idioma está em bom estado quando soa com igual naturalidade nos três estilos da retórica clássica — elevado, moderado e simples (popular). A paródia kitsch do estilo elevado é a eloquência parlamentar, forense e eclesiástica brasileira.

*

O jornalismo nos países de fala hispânica sempre teve uma linguagem mais solta que a do nosso. Uma vez vi na primeira página de um jornal chileno uma caricatura do ex-presidente Jorge Alessandri sentado num peniquinho, com a legenda:
— DON JORGE VOLVERÁ?
E na outra linha:
— NI CAGANDO.

*

Vejam só que lindeza são as pessoas que lideram essa merda:

http://mobile.wnd.com/2017/01/womens-march-speakera-kidnapper-murderer/

*

Posso estar enganado, mas o verso bem traduzido deve dar a impressão de ter sido pensado e escrito originalmente na língua do tradutor. Como escreveriam Dante, Leopardi, Mallarmé, Rimbaud, William Butler Yeats e Gerard Manley Hopkins se tivessem nascido em Portugal ou no Brasil? Era a pergunta que não me saía da cabeça enquanto traduzia o Canto I do “Inferno”, trinta anos atrás.

*

A inversão revolucionária se tornou tão habitual e corriqueira que já ninguém repara quando um sujeito confunde cabeça e cu. As SA de Hitler eram tropas de malucos surubeiros empenhados em fazer arruaças e violências para assustar os inimigos do chefe. A turninha da Hitlery Clintoris faz a mesmíssima coisa e diz que quem age igual ao Führer é o Trump.

*

Um exemplo do que a língua portuguesa do Brasil conseguia fazer, nos bons tempos: “Sonetos gêmeos”, de Augusto Meyer:

I

Gota de luz no cálice de agosto,
Sabe a lúcida calma o desengano.
Em vão devora o tempo o mês e o ano:
Vindima é a vida, vinho me é o sol-posto.

Cobre-se o vale de um rubor humano.
Um beijo solto voa no ar, um gosto
De uva madura, um aroma de mosto
Desce da rubra luz do céu serrano.

Vem, noite grave. E assim chegasse o outono
Meu, tão sutil e manso como agora
Mesmo subiu a sombra serra acima…

Tudo se apague e a hora esqueça a hora,
Que só do sonho eu vivo, e grato é o sono
A quem provou seu dia de vindima.

II

A quem provou seu dia de vindima
Votado ao outro lado, ao eco, ao nada,
Grata é a sombra mais longa e o fim da estrada
Começo de um descer, que é mais acima.

Grave, de uma tristeza inconsolada
Mas fiel, a minha sombra é a minha rima.
Princípio de um além que se aproxima
É o fim, talvez limiar de outra morada.

Gosto amargo e tão doce de ter sido
Poroso a tudo, alma aberta às auroras
Que hão de nascer, e ao lembrado e esquecido!

Saudade! mas saudade em que não choras
Senão cantando, o próprio mal vivido…
Que as horas voltem sempre, as mesmas horas!

*
Vinte anos atrás, escrevi: “A única diferença entre a educação nacional e o crime organizado é que o crime é organizado.”
Quando até o crime virar bagunça, estará tudo acabado.
*
O Trump faz uma piadinha doze anos atrás sobre “arrastar as mulheres pela buceta”, e vira um monstro. Esta dona apregoa que quer ARRANCAR A BUCETA INTEIRA de uma sobrevivente de mutilação genital e, é claro, se torna uma heroína dos direitos humanos.
*
Um concertista ou músico de orquestra consegue tocar e pensar os nomes das notas ao mesmo tempo? Eu responderia “Nem cagando”, se cagar enquanto faz essas duas coisas não tornasse tudo mais difícil ainda.
Você se torna um escritor de verdade quando, tendo estudado a retórica clássica, esquece os nomes das figuras de linguagem e começa a usá-las como se fossem notas musicais.
Olavo de Carvalho P. S. – Como traduzir “Nem cagando” em inglês? “Not even pooping”?
Luis Pereira “No fucking way”, ou “No freaking way”
*
O texto é realmente perfeito. Repete todos os chavões politicamente corretos, enxerga tudo como a professora mandou e revela uma leitora fiel da Folha de S. Paulo:
*
Quantos crimes de “intolerância religiosa” foram cometidos no Brasil nas últimas cinco décadas, especialmente por cristãos contra fiéis de outras religiões?
Por que fazer barulho em torno de um problema praticamante inexistente?
O que a Folha e o Enem fazem é criminalizar o cristianismo, justificando antecipadamente a violência islâmica que desejam ardentemente introduzir no Brasil.
A garota é usada num esquema que, coitada, nem chega a compreender.
*
Esse prêmio é a repetição mecânica de algo que já aconteceu em 2008. Leiam os parágrafos finais deste artigo:
*
Na mesma página em que noticia o prêmio do ENEM, a Folha confessa o motivo da premiação:
16195048_10154919436092192_6460766349714759986_n
*
Só disse a verdade:
*
Aviso
16195492_10154919473262192_3337257289220922027_n
*
O antitrumpismo tem um novo paladino: Arruinaldo Azevedo. É o fim do governo Trump.
*
*
A ÚNICA comunidade religiosa do mundo que sofre perseguições, agressões, boicote e genocídio são os cristãos. É de estranhar que a garota premiada do ENEM, tão preocupada com “intolerância religiosa”, omita justamente esse fato, esse PEQUENO detalhe?
*
Voto popular, o caraio:
*
*
Para mim, ESTE foi o casamento do século:
16388061_10154919844052192_1653265018887284002_n.jpg
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s