5/1/2017

AVISO: Sábado que vem, 7 de janeiro, retomamos as aulas normais do COF.

*

O Partido Democrata, financiado pela Arábia Saudita e por um grupo de celerados globalistas cheios de dinheiro, só deu proteção a terroristas e genocidas, mostrando inumano desprezo pelas suas vítimas.

*

Já xinguei a ONU pelo que fez hoje. Esta aqui é adiantamento para a próxima vez.

14702355_10210885574792523_977056680587280848_n.jpg

*

O Rei do Confisco:

http://www.mrctv.org/blog/obama-seizes-land-3x-size-texas-8-yearshttp://www.mrctv.org/blog/obama-seizes-land-3x-size-texas-8-years

*

Quatro jovens negros torturam um branco, forçando-o a gritar “Foda-se Trump” e “Fodam-se os brancos”– e qual a conclusão que a CNN tira desse fato? “A CULPA É DO TRUMP”!

*

Maravilhas do desarmamento civil na capital do obamismo:

http://www.infowars.com/54-people-shot-during-first-four-days-of-2017-in-gun-controlled-chicago/

*

Obama dá a si mesmo uma medalha de “Melhor Servidor Público”:

http://www.infowars.com/president-obama-awards-himself-a-distinguished-public-service-medal/

*

Em 2008 eu já havia entendido que o senador e candidato presidencial John McCain era um traidor abjeto, uma putinha barata. Os feitos desse bosta nunca cessaram de confirmar o meu diagnóstico. Agora ele já começou a boicotar ativamente o governo Trump.

*

Existem homens justos e injustos. “Sociedade justa” é um ovo cúbico.

*

Heinrich Himmler chorava de dó de si mesmo, vítima dos malvados judeus que o obrigavam a matá-los. O espírito de Himmler baixou na CNN.

*

O movimento intervencionista em peso, que até agora não conseguiu destruir nem mesmo o Kim Katakokinho, descobriu finalmente um inimigo contra o qual acredita que pode fazer alguma coisa: a Joice Hasselmann. Acham que ela é a Maçonaria, o establishment, a esquerda e o globalismo somados. Vão demolir tudo isso de uma vez.

*

Seria ótimo se os intervencionistas mais assanhadinhos parassem de chamar de “socialista fabiano” qualquer um que não se entusiasme com a volta dos militares ao poder. Usar catalogações ideológicas como puros xingamentos, destruindo portanto o seu poder descritivo, é coisa de demagogos de botequim que nem têm idéia do que estão dizendo.

*

Excluídos os casos raríssimos de maturação intelectual prematura (e eu mesmo nunca fui um deles), o jovem, quando se mete a ler sobre política, religião e sociedade, NUNCA está buscando um conhecimento da realidade objetiva. Está buscando, isto sim, VALORES E IDEAIS que ajudem a definir a sua personalidade perante o mundo. Desse egocentrismo ideológico decorrem as duas tendências que caracterizam o estilo juvenil de discussão: (a) o amor aos termos classificatórios mais abstratos e gerais: (b) a compulsão de tudo julgar positivamente ou negativamente, de “tomar partido” mesmo ante hipóteses remotas ou possibilidades inexistentes.
Que esse fenômeno se observe sobretudo entre os jovens não impede que apareça também entre adultos que não chegaram à maturidade intelectual.
Noto isso na quase totalidade dos opinadores hoje em dia, mas eu gostaria, neste momento, de chamar a atenção para o caso dos intervencionistas. Cada vez que abrem a boca, é para DEFENDER a intervenção militar, sobretudo no campo jurídico e moral, NUNCA para explicar COMO fazê-la, material e objetivamente, muito menos para investigar como, depois de feita, ela posicionaria o Brasil num cenário internacional maciçamente hostil.
Ou seja: estão apenas definindo-se a si mesmos mediante a opção por um ideal e valor, e não estão dizendo NADA sobre a realidade das coisas.

*

Nova Declaração dos Direitos Humanos

Art. 1 – Você não tem direito a porra nenhuma.

Art. 2 – Se possível, não se foda demais.

*

Em meio século de jornalismo, nunca vi uma cagada destas proporções: noticiando a “Marcha das Mulheres para Washington”, marcada para o dia 21, o Washington Post Express, tabloide distribuído gratuitamente pelo grande diário a milhões de pessoas na capital americana, colocou na capa o símbolo do sexo masculino em vez do feminino. Horas depois, com sorrisinho amarelo, o jornal confessava: “Estamos envergonhados.”

15826361_10154848896352192_851399612301209901_n.jpg

*

*

Um negão gozador colocou um vídeo no Youtube dizendo que a maior contribuição da Michele Obama ao movimento negro seria dar um show mostrando o pinto no Teatro Apollo.

*

A intervenção militar poderia até ser uma boa idéia, se fosse objeto de exame sério e não de masturbação mental patriótica.

*

Steve Pieczenik revelou COM ANTECEDÊNCIA quem passou as informações explosivas ao Julian Assange — foram pessoas descontentes DE DENTRO dos serviços de inteligência AMERICANOS. O Jeff Nyquist me disse a mesma coisa, também com antecedência.
Neste vídeo, o Peczenik confirma isso de novo:

*

Consegui comprar o livro do filósofo paranaense Arthur Barthelmess numa livraria de NORTH CAROLINA, caraio! No Brasil você não encontra isso nem na Estante Virtual.

*

Hillary, Obama, John Kerry e o atual diretor da CIA, John Brennan, entre outros, sabem que no próximo governo dificilmente escaparão de ser julgados, no mínimo, por CRIMES DE GUERRA. Por isso estão apelando a tudo quanto é recurso desesperado e grotesco para bloquear a posse do Trump ou pelo menos deslegitimar antecipadamente o seu governo.

*

A pedido do Lucas Alves, respondo a duas objeções que apareceram em
https://l.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3DGyfzsUeW_vo%26t%3D109s&h=_AQGgAhZ9

15826679_10154849221537192_5651884537025786453_n.jpg

4/1/2016

Em geral não suporto filmes de tribunal, mas a série francesa “La Loi d’Alexandre” me conquistou. O advogado dr. Alexandre Laurent é um baixinho gordo, cornudo, sujeito a crises de depressão e explosões de cólera, que se aproveita da sua própria confusão como estratégia judiciária, na qual não hesitaria em danar sua própria carreira para absolver um inocente. Histórias comoventes.

*

O hominho quer mesmo uma guerra:

https://www.thesun.co.uk/news/2531054/america-special-forces-russian-border-lithuania-obama-putin/

*

Quando ouço as nossas músicas populares dos anos 30 e 40 e comparo com o que temos hoje, não posso deixar de concluir: É, o Brasil não apenas foi para as picas, mas sentou-se nelas para nunca mais se levantar.

*

Quando você quer conquistar a confiança, respeito e admiração do público, que é que você faz? Já entra cagando regras, baixando ordens, dando esporro? Ou, ao contrário, trata de dizer alguma coisa interessante, sábia ou engraçada que atraia a atenção da platéia?
Não precisa nem responder.
Agora me diga: Por que raios é tão difícil entender que a mesmíssima regra se aplica à relação entre pais e filhos?
Se você quer que seus filhos o respeitem e obedeçam, a fórmula é uma só: Pare de ser chato. Diga coisas interessantes, e as crianças o seguirão até o fim do mundo,

*

Duas regras que, comigo, sempre funcionaram:
1) Evite dar às suas crianças mais de uma ordem por semana.
2) Quando der uma, seja intransigente. Se as crianças perguntarem “Por que?”, responda: “Porque eu sou seu pai e eu mando nesta merda.” Elas vão rir e obedecer.

*

Aprendi num filme francês esta resposta adequada para quando alguém atribuir a conduta criminosa à mera imperfeição humana:
— Ser imperfeito é roncar, peidar e coçar o saco. Crime é outra coisa.

*

A ONU é uma organização de MONSTROS inimigos da espécie humana.

*

Todos os povos têm o seu anjo guardião. O do Brasil deve ser um anjinho bebê, sem nenhuma experiência no serviço.

*

A Tiffany é como a minha avó Elisa ou a minha prima Marilisa: só está feliz quando está grávida, acaba de dar à luz ou está tentando engravidar de novo. A nora dos meus sonhos.

*

Antigamente a vida era mais fácil. O sujeito casado que comia a vizinha ia apenas à igreja confessar, fazia a penitência e saía novinho em folha. Hoje tem de fazer meses de terapia de casal, divorcia, casa com a vizinha, põe chifres nela com a ex-mulher e acaba pensando que no fundo é gay.

*

O antitrumpismo é não só uma doença mental, mas uma máquina de gerar crimes de ódio:

http://www.wnd.com/2017/01/f-k-donald-trump-f-k-white-people/

*

O próximo neném da Tiffany é MENINA. Acertei pela milésima vez.

Paula Felix Como se faz pra saber?
Olavo de Carvalho É o jeitão da mãe. Não sei explicar.
*
Andre Leal Já tem nome ?
Olavo de Carvalho Eu quero que seja Helen, mas nesta merda eu o último que fala e o primeiro que apanha.

*