16/12/2016

 

*Se você ainda duvida…

http://www.wnd.com/2016/12/investigators-find-source-for-obamas-online-birth-certification-image/

*

O Brasil não precisa de uma nova Constituinte. Precisa é de uma sucessão de plebiscitos — e precisa de autoridades que obedeçam as decisões do povo.

Geraldo Ribeiro Como será possível plebiscitar sem comunizar?
Olavo de Carvalho Uai, o general de Gaulle governou durante anos na base do plebiscito.

*

Cortesia do Jorge Feffer:

http://dailysignal.com/2016/12/15/facebooks-reliance-on-liberal-fact-checkers-means-your-news-is-about-to-be-censored

*

Onde compro os livros dele?

*

Conselho de quem aprendeu com a experiência: Nunca, nunca, nunca na sua porca vida confie no Snopes.

*

Repito pela enésima vez: Vão na frente. Os militares, se for preciso, os seguirão. As dimensões da massa popular talvez substituam perfeitamente o apoio faltante das organizações da sociedade civil. É apenas uma possibilidade, mas em qual outra se pode apostar hoje em dia?

*

Também repito: 1964 não foi uma “intervenção militar” Foi um movimento eminentemente CIVIL, já perfeitamente formado e organizado quando os militares, por fim, aderiram. E eles nem pensavam ainda em agir quando de repente um deles, o general Mourão Filho, se adiantou e tomou a iniciativa. Não esperem que os militares comecem nada. Parem de convocá-los e façam a sua parte. Eles farão a deles quando for preciso.

Priscila Garcia CONTINUO insistindo que a diferença não é esta: em 1964 HAVIA liderança, e hoje NÃO HÁ.
Olavo de Carvalho A liderança em 1964 veio da classe política e do empresariado, não dos militares. Hoje a classe política está contra e o empresariado está amorfo. Ou o movimento popular cria suas próprias lideranças, ou fodeu tudo.

*

É verdade que em 1964 houve o apoio de vários governadores de Estado, da Câmara, do Senado, do STF, da grande mídia, do empresariado etc. Hoje não temos nada disso, mas a revolta popular é muito maior do que naquela época, e este é o fator no qual se pode razoavelmente apostar.

Por isso é que a coisa mais urgente é organizar a massa.

*

Puta que pariu! Nem a Al-Jazeera acredita na Dilma.

*

A pergunta do prof. C. J. Borge é coisa de gênio: se o espaço é vazio, como pode ser “curvo”? Como pode o nada ter alguma forma? Não sei se o resto da teoria dele está certa, mas só essa pergunta já o elevou no meu conceito.

*

A falta de lideranças no movimento popular não é “causa sui”. Em 1964 todos os líderes vieram da classe política e do empresariado, não dos militares, nem da massa. Hoje a classe política está contra e o empresariado está amorfo. Ou a massa cria os seus próprios líderes, ou fodeu tudo. Aqueles que num primeiro momento despontaram como líderes em potencial foram facilmente absorvidos pela classe política.

*

Para cada linha que publiquei no Facebook, coloquei pelo menos cem nas minhas aulas, livros e artigos. Quem tem preguiça de ler jura que só digo palavrões, não explico nada e não cito fontes. Vão tomar no(s) cu(s).

*

Après moi, le déluge de merde.

*

Guilherme Serran Que argumento o senhor daria para a esposa de um brasileiro (vou ter que voltar daqui a pouco) que mora nos EUA e deseja comprar uma arma (e a esposa não quer)?

Olavo de Carvalho Compre primeiro e argumente depois. E compre várias.

*

A BBC disse a verdade. Só tenho armas de caça, não de matar gente. Atirar num ser humano com uma 458, 416 ou 375 H&H seria como atropelar uma formiga com um trator. Uma vez, na pressa, atirei numa cobra com uma delas. O bicho desmaterializou.

*

O nobre Eduardo Bolsonaro foi o único parlamentar que representou a população Brasileira contra a lei da mordaça. Pena que em um país de ignorantes poucos reconheçam a nobreza dessas pessoas.

*

Todos esses são garotos de programa: cobram para foder com a população.

http://falandoverdades.com.br/2016/11/02/megapacote-de-aumento-para-juizes-deputados-senadores-ministros-e-mp-vai-custar-58-bilhoes-de-reais-pro-povo/

*

A “dama grisalha” está pagando caro por anos e anos de falso jornalismo:

http://www.zerohedge.com/news/2016-12-16/new-york-time-will-vacate-8-floors-its-headquarters-generate-significant-rental-reve

*

Sindicato mundial da mentira:

http://www.wsj.com/articles/fakebook-1481914459

*

Imaginem quem vai pagar a brincadeira.

http://www.breitbart.com/big-journalism/2016/12/16/soros-finances-group-helping-facebook-flag-disputed-stories/

*

Certíssimo:

http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/outros/16867-2016-12-16-18-01-50.html

*

Não deixem de ver:

*

O Brasil não precisa de uma nova Constituinte.Precisa é de uma sucessão de plebiscitos — e precisa de autoridades que obedeçam as decisões do povo.

*

Desde logo, uma coisa é fazer uma intervenção militar com apoio nas classes dominantes, como em 1964. Outra coisa totalmente diferente é fazê-la contra elas. Me expliquem como vão lidar com essa diferença, se é que chegaram a pensar nela.

*

Em 1964 tratava-se apenas de derrubar um governo. Agora, filhinhos, é LUTA DE CLASSES: o povo contra a classe política e seus parceiros. Eu sei que é foda, e por isso mesmo é que estou dizendo para começar a pensar no assunto.

*

Uma intervenção hoje em dia, seja popular, seja militar, seja as duas coisas, não será apenas uma intervenção, não será nem mesmo um simples golpe de Estado. Será um REVOLUÇÃO. A mudança integral do sistema de poder.

*

Estou com O SACO CHEIO de gente argumentando que a intervenção militar é justa, é constitucional, é necessária etc. etc. Parem de elogiá-la e me expliquem como fazê-la.

*

Chega de anúncio, eu quero ver é o produto.

*

Idéia sublime:

https://www.facebook.com/cruzadapelaliberdade/videos/974559985983536/?hc_ref=SEARCH

*

Leitura obrigatória: https://t.co/vYVHQ45Tru

15622428_750710325081044_1976151314908694954_n

Bruno Solís O senhor lê mais de 1 livro por dia, professor?

*

Cortesia da Beth Santoloni

*

É bem possível — embora eu não possa garantir — que a previsão deprimente apresentada nos parágrafos finais deste artigo seja certa:

http://giveusliberty1776.blogspot.com.br/2016/12/time-once-again-and-bring-pressure-to.html

*

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s