8/12/2016

É só vexame:

http://www.zerohedge.com/news/2016-12-07/washington-post-apends-russian-propaganda-story-admits-it-may-be-fake

*

Censura irresponsável:

http://www.infowars.com/facebook-already-blocking-links-to-fake-news/

*

Até quando deixaremos que esses celerados nos imponham os seus caprichos psicóticos?

http://www.wnd.com/2016/12/boys-haircut-gets-boy-booted-from-class/

*

O Obama acha REALMENTE que o fato de ser preto o dispensa de ter documentos autênticos. Sempre que alguém lhe exige os documentos, ele diz que é ataque racista — e, evidentemente, não mostra documento nenhum.

*

O Obama incita os soldados a criticar o novo presidente, mas os que fizeram isso durante a administração dele foram presos.

http://www.cnsnews.com/news/article/susan-jones/obama-reminds-troops-they-have-right-protest-against-authority-and#.WEg_zyWbU7M.facebook

*

Um exemplo entre muitos:

http://usnews.nbcnews.com/_news/2012/04/25/11394219-marine-who-criticized-president-obama-on-facebook-to-be-discharged

*

Este foi esperto: renunciou primeiro e criticou o Obama depois:

http://www.thepoliticalinsider.com/breaking-army-general-exposes-barack-obama-in-a-big-way-after-resigning/

*

Mais um punido por exercer o que o Obama diz ser um direito:

http://www.breitbart.com/national-security/2014/08/02/navy-seal-punished-for-criticizing-politicization-of-military-seeks-accountability/

*

Façam a lista das organizações poderosíssimas que apoiaram ativamente a intervenção militar em 1964 (OAB, ABI, Federações das Indústrias e do Comércio, Igreja Católica, Maçonaria, a grande mídia INTEIRA) e perguntem quantas delas estão dispostas a fazer o mesmo agora. Por isso é que não levo os intervencionistas muito a sério, a despeito de reconhecer suas intenções patrióticas. O fato nu e cru é que até agora não fizeram NADA para conquistar simpatias e alianças nessas organizações. Isso mostra que simplesmente NÃO SABEM como produzir o efeito que desejam.

*

Todas as neuroses começam com a frase: “Eu acho que não vou agüentar.”

Francisco Augusto Júnior Professor Olavo de Carvalho, o que o senhor pensa a respeito dos antidepressivos no mundo de hoje ?
Olavo de Carvalho Funcionam, se a depressão é puramente endógena.

*

A Hillary está esbravejando contra as “notícias falsas”. Mas não foi ela mesma quem espalhou que as denúncias contra a Fundação Clinton eram plantadas pelo serviço secreto russo, quando na verdade vinham diretamente do FBI? “Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é.”

*

Diálogo com esquerdistas? Topo. O diálogo é assim:
ELES : Patati-patatá, nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem, mimimi, mimimi, mimimi.
EU: Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu. Tomar no cu.

*

“Todos os nossos problemas provêm de que antes de ser adultos fomos crianças.”(René Descartes)

*

Desde a infância, a coisa que mais me atormenta na vida é ter de ouvir conversa chata de véias fofoqueiras sem poder, por algum motivo, sair da sala. Só nessas horas tenho vontade de morrer.

Pedro Henrique Medeiros Olavo, o senhor já viu o filme “A Beautiful Mind” (Uma Mente Brilhante)?
Olavo de Carvalho É triste demais.
Ricardo Almeida Menos Wolfstein.
Olavo de Carvalho Larguei esse vício maldito uns vinte anos atrás.

*

Choradeira de bêbados e de loucos eu agüento bem. Já carreguei muitos deles para suas casas.

*

Conheci um sujeito, aliás inteligentíssimo, cuja profissão era inventar jogos para as fábricas de brinquedos. Eu o considerava a pessoa mais infeliz do mundo.

*

Pablo Daniel Mendes Zárate Mestre, o senhor já praticou alguma arte marcial?
Olavo de Carvalho Sim, mas só de curtição.
*
Na idade adulta, só cinco diversões são dignas do ser humano do sexo masculino: sexo, crianças, arte, equitação e caçadas. Algum hobby que exija dispêndio de força física, como artes marciais ou carpintaria, também pode ser.
Olavo de Carvalho Nem pensar.

*


Ou a direita mundial aprende a responder agressão com agressão, ou que vá logo recitando o verso de Rimbaud: “Par délicatesse j’ai perdu ma vie,”

*

Chanson de la plus haute tour

Oisive jeunesse
A tout asservie,
Par délicatesse
J’ai perdu ma vie.
Ah ! Que le temps vienne
Où les coeurs s’éprennent.

Je me suis dit : laisse,
Et qu’on ne te voie :
Et sans la promesse
De plus hautes joies.
Que rien ne t’arrête,
Auguste retraite.

J’ai tant fait patience
Qu’à jamais j’oublie ;
Craintes et souffrances
Aux cieux sont parties.
Et la soif malsaine
Obscurcit mes veines.

Ainsi la prairie
A l’oubli livrée,
Grandie, et fleurie
D’encens et d’ivraies
Au bourdon farouche
De cent sales mouches.

Ah ! Mille veuvages
De la si pauvre âme
Qui n’a que l’image
De la Notre-Dame !
Est-ce que l’on prie
La Vierge Marie ?

Oisive jeunesse
A tout asservie,
Par délicatesse
J’ai perdu ma vie.
Ah ! Que le temps vienne
Où les coeurs s’éprennent !

*

Idle youth
Enslaved to everything,
By being too sensitive
I have wasted my life.
Ah! Let the time come
When hearts are enamoured.

I said to myself: let be,
And let no one see you:
Do without the promise
Of higher joys.
Let nothing delay you,
Majestic retirement.

I have endured so long
That I have forgotten everything;
Fear and suffering
Have flown to the skies.
And morbid thirst
Darkens my veins.

Thus the meadow
Given over to oblivion,
Grown up, and flowering
With frankincense and tares
To the wild buzzing
Of a hundred filthy flies.

Oh! the thousand bereavements
Of the poor soul
Which possesses only the image
Of Our Lady!
Can one pray
To the Virgin Mary?

Idle youth
Enslaved by everything,
By being too sensitive
I have wasted my life.
Ah! Let the time come
When hearts are enamoured!

May 1872

– As translated by Oliver Bernard: Arthur Rimbaud, Collected Poems (1962).

*

Canção da mais alta torre

Inútil beleza
A tudo rendida,
Por delicadeza
Perdi minha vida.
Ah! que venha o instante
Que as almas encante.

Eu me digo: cessa,
Que ninguém te veja:
E sem a promessa
Do que quer que seja.
Não te impeça nada,
Excelsa morada.

De tanta paciência
Para sempre esqueço:
Temor e dolência
Aos céus ofereço,
E a sede sem peias
Me escurece as veias.

Assim esquecidas
Vão-se as Primaveras
Plenas e floridas
De incenso e de heras
Sob as notas foscas
De cem feias moscas.

Ah! Mil viuvezas
Da alma que chora
E só tem tristezas
De Nossa Senhora!
Alguém oraria
À Virgem Maria?

Inútil beleza
A tudo rendida,
Por delicadeza
Perdi minha vida.
Ah! que venha o instante
Que as almas encante!

Rimbaud, maio 1872
tradução por Augusto de Campos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s