13/11/2016

Será que se eu mijar nas fotos das mijonas é mijada de ódio?

*

Alguns representantes da grande mídia, nos EUA e por toda parte, estão fingindo arrependimento, confessando que pisaram na bola durante as eleições americanas. Lágrimas de crocodilo. Tentam dar a impressão de que mentiram pela primeira vez, quando estão mentindo SISTEMATICAMENTE, UNIFORMEMENTE em defesa do Partido Democrata pelo menos desde 2008, quando começaram a esconder, ou a depreciar como “teoria da conspiração”, as PROVAS IRREFUTÁVEIS de que os documentos de Barack Hussein Obama eram falsos. Ajudaram a colocar na presidência americana um falsário cínico, e em seguida voltaram todos os seus canhões contra o xerife Joe Arpaio pelo crime de haver denunciado o crime. Podem ter certeza: a encenação de arrependimento prepara novas cargas de mentiras ainda mais cínicas e letais.

*

Os jornalistas são os maiores inimigos do povo, seja nos EUA ou no Brasil.

*

Os sindicatos de jornalistas, no Brasil, nunca passaram de células do Partido Comunista. Não digo isso como força de expressão. Eu estava lá, eu vi.

*

Não mijo no Harry Reid, em efígie ou em pessoa, porque ainda tenho algum respeito pela minha velha pica.

*

Em março de 2015 a revolta popular era contra toda a classe política. Com a ajuda de pseudo-líderes feitos de isopor, o establishment conseguiu salvar-se, virando a ira das massas contra uns poucos alvos selecionados e inócuos. Hoje vemos que o povo estava certo, e os katakokinhos errados. Por favor, releiam:

http://www.olavodecarvalho.org/semana/150410dc.html

*

George Soros é deus e Chico Bergoglio é seu profeta:

http://www.sensusfidei.com.br/2016/08/27/o-chefe-do-papa-wikileaks-o-papa-e-soros-uma-alianca-profana/#.WCgE49z8-Ag

*

Estão cheios de amor para dar.

http://www.thegatewaypundit.com/2016/11/hillary-supporter-holds-rape-melania-sign-dc-protest-front-trump-hotel/

*

Entre as pessoas com uma posição estável na sociedade, ricas ou pobres, umas são boas, outras ruins. Entre os criminosos, quer se trate de assaltantes vulgares ou de políticos corruptos, nenhum é bom. Isso deveria ser óbvio para todo mundo, e o seria, de fato, se um esquema narrativo milhões de vezes consagrado pelo cinema não invertesse sistematicamente a ordem normal da percepção das realidades sociais.

*

Num é pa mi gambá, mas êta gente bonita. Pedro e Tiffany na festa dos Marines. https://t.co/pLKdROyEuI

15073359_10154669773412192_6017249195232032124_n

Não deixem de ver:
https://player.vimeo.com/video/188069004

*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s