16/10/2016

A Derrota dos comunistas

Por Ipojuca Pontes

Os comunistas foram fragorosamente derrotados no plebiscito costurado na Ilha Cárcere para livrar a cara das Forças Armadas Revolucionarias da Colômbia (Farc), bando narcoterrorista que há mais de cinco décadas vem detonando a vida da Colômbia e da América Latina. Para quem ignora os fatos, as Farc atuavam (e atuam) como braço armado do Partido Comunista Colombiano. De início, eram apenas um projeto esboçado durante os motins de “el Bogotazo”, em 1948, mas tornado trágica realidade dezessete anos depois sob o comando de Manuel Marulanda Velez, o “Tirofijo”, índio astucioso que entrevistei no final dos anos 1960 para documentário produzido pela TV alemã sobre as guerrilhas virulentas que, já então, tomavam conta do noticiário internacional.

(Uma pergunta: “Tirofijo” por quê? Bem, para desencadear a guerra de guerrilha na Colômbia, Marulanda e asseclas se apropriaram de um vastíssimo corredor de terras que atravessa boa parte do norte do país. Sua tática consistia em ocupar o alto dos morros próximos às estradas (“carreteras”). De lá, ele próprio, com incrível precisão, atirava nos motoristas que se recusavam a pagar pedágio. Dos que procuravam fugir da “contribuição”, Tirofijo, para dar o “bom exemplo”, cortava a garganta do recalcitrante e puxava a língua pela glote, compondo, no cadáver, uma máscara de horror. Depois de fotografá-los, mandava imprimir e distribuir cartazes de suas vítimas mundo afora).

Foi exatamente assim que as Farc, hoje uma das mais ricas e poderosas organizações criminosas do mundo, se impôs na América Latina.

Muito bem, voltemos à vaca fria. Como sabem todos, inclusive os comunistas, o que o povo colombiano repudiou no plebiscito não foi o badalado acordo de paz, sempre bem-vindo, mas, sim, a nefasta armação castrochavista bolada para fazer das Farc um arremedo do PT dentro da Colômbia. (Não esquecer que um dos primeiros atos de Juan Manuel Santos – presidente tido e havido como traidor – foi receber Hugo Chávez no Palácio Narino propondo, por baixo do pano, a legalização política do exército terrorista e sua transformação em organização partidária).

De fato, inculpar o bando terrorista dos milhares de crimes (hediondos)

cometidos ao longo de cinco décadas, e ainda por cima declarar seus integrantes como habilitados para

disputas eleitorais e o livre exercício do poder político seria o mesmo que cuspir na cara (e na alma) do povo colombiano.

Como esperado, os colombianos não se deixaram lograr pelas manobras fraudulentas de Santos e corriola. De fato, como poderia a população da Colômbia esquecer décadas de violência, sequestros, torturas, assassinatos em massa, narcotráfico, contrabando de armas, ocupação de terras pela força, roubo de cargas, bombardeios, incêndios, pagamento de pedágios, assaltos, estupros e devastações sem fim? Impossível. Passar por cima de semelhantes monstruosidades seria, no mínimo, um ato de alta traição. Assim, não derrotar pelo voto a farsa tramada em Havana (logo onde, meu Deus!) sob a orquestração capciosa de embusteiros fanáticos como Fidel, Raul, “Timochenko” e a anuência criminosa de Juan Manuel Santos – e, pior, sem um único representante do lado oposto – seria o mesmo que baixar a cabeça diante do algoz e aceitar como legais a perfídia, o logro e a servidão.

Conforme previsível, a mídia esquerdista mostrou-se frustrada com a vitória indiscutível do “não”. Diante do fato, foi de um cinismo colossal. Seus analistas e “formadores de opinião”, sem considerar a dor dos colombianos, torceram e distorceram tudo ao sabor das próprias aspirações ideológicas. E, tal como no caso do referendo em que o Reino Unido votou contra sua permanência na falida União Europeia, e derrotou na bucha a burocracia socialista de Bruxelas, a mídia amestrada cegou para a realidade mais elementar e desconsiderou o fato de que o colombiano devota desde sempre um profundo horror às Farc e ao Partido Comunista.

Simples assim.

PS – Segundo a contabilidade da oposição, as Farc, que já financiaram com polpudos dólares do narcotráfico as campanhas presidenciais de Lula e Hugo Chávez, via o “embaixador” Olivério Medina, têm escondidos e não declarados, por baixo, só em Cuba, mais de US$ 250 bilhões.

Se quiserem, compram a Petrobras, avaliada hoje em US$ 120 bi. E em dinheiro vivo.

*

Paris: imigração em massa = destruição em massa:

http://www.zerohedge.com/news/2016-10-14/scenes-apocalypse-mass-immigration-ruins-streets-france

*

Olavo de Carvalho Foi ordem do Putin.

http://endingthefed.com/pope-francis-shocks-world-endorses-donald-trump-for-president-releases-statement.html

*

*

Um currículo criminal digno de fazer o Lula parecer um mero comedor de cabritas:

http://nypost.com/2016/10/15/the-hillary-emails-reveal-a-life-full-of-deceit/

*

O homem medíocre se escandaliza mais com pequenos deslizes do que com os grandes crimes, porque estes ultrapassam a capacidade da sua imaginação moral.

*

A lista de livros sobre os crimes dos Clintons não acaba mais. Você pode passar o resto da vida lendo. Destaco só um, por ser curto, grosso e já antigo: Melrose Larry Green, “Why The Clintons Belong In Prison”, de 2004.

*

Sempre instrutivo:

*

A idéia da “vida cotidiana” como uma sucessão de dias “normais” é uma ilusão hipnótica criada pela rotina de trabalho e lazer na sociedade industrial. As sociedades antigas desconheciam essa noção e por isso ninguém ali tinha dificuldade em aceitar como coisa natural toda sorte de crises e emergências, que aterrorizam os nossos contemporâneos ao ponto de que, quando não conseguem negar-lhes a existência, eles têm enfartes, crises hipertensivas etc. A sociedade industrial fez da falta de imaginação — que é uma forma extrema de idiotice — um dever do bom cidadão.

*

EVENTO EXCLUSIVO PARA INSCRITOS! #Webnário @bonifacio_filme @MVenturaAlves https://t.co/RNfGhmlIp1

*

Por que o Putin tem boas razões para se cagar de medo da Hillary. A mulher é uma granada sem pino.

Tiago Barreira Olavo de Carvalho, a política externa belicista e idealista de Hillary representaria um retorno ao neoconservadorismo de George W. Bush, não? Os democratas moderados e os republicanos moderados estão há tempos unidos neste projeto.
Olavo de Carvalho Sim, e é por isso que tantos republicanos estão contra o Trump.

*

“Milton Santos” é um fake devotado a espalhar lendas grotescas a meu respeito. Mais um.
Milton Santos https://instagram.com/p/BKHky7RAKe2/

*

Não tenho nenhuma simpatia pelo Vladimir Putin e não preciso dizer o quanto me opus à estratégia “eurasiana”, mas o fato é que, no momento, tudo o que o governo russo está fazendo é se precaver contra agressões que mil vezes a Hillary anunciou e prometeu.
É tão fácil quanto imbecil julgar candidatos pela sua imagem imediata e, vendo as exibições de macheza do candidato republicano, interpretá-las como ameaça guerreira, contrastando-a com a figura da “mulheh” e “progressichta” do outro lado, quando de fato a belicista é comprovadamente a Hillary, ao passo que o Trump, com seus imensos interesses comerciais na Rússia, seria objetivamente o último a desejar uma guerra.

*

Não tenho a menor dúvida de que o Putin está agora lidando, mais ou menos engenhosamente, com a bomba-relógio que recebeu da KGB: políticos americanos pró-soviéticos que não teriam a menor hesitação em fazer o mundo voar pelos ares só para dar cabo do “Grande Satã”. Treinado desde criança no pensamento dialético, ele tem duas estratégias simultâneas, aposta nas duas e espera que o curso das coisas decida qual vai prevalecer: deixar que a máquina siga o curso lógico do seu funcionamento ou, com a entrada de um novo personagem na presidência americana, desmontar a engenhoca e mudar tudo na política internacional.

*

Trump, com seus imensos interesses comerciais na Rússia, seria objetivamente o último a desejar uma guerra.

*

Minhas amigas Paula Felix e Nancy Galvão, pessoas muito queridas, mostram-se perplexas, perguntando “por que” coloquei aqui alguns posts contra o evangelismo nacional. A pergunta não tem qualquer má intenção, mas pode ser interpretada como se a iniciativa do ataque fosse minha. A explicação que elas buscam está na área de comentários da minha fan-page, onde não posso usar a expressão “Nossa Senhora” sem que despenque sobre mim uma tempestade de xingamentos e maldições, sempre na base do biblismo mais tosco e imbecil. No dia de Nossa Senhora do Rosário a coisa ultrapassou todos os limites do tolerável, e decidi reagir.
Não é a primeira vez que a defesa assume ares de ataque, e os atacantes o de vítimas inocentes.

Paula Felix Professor Olavo, ontem à Rubia Mackin me ligou da Flórida pra me explicar o ataque torpe que lhe vez a Paula Marisa. Eu não estava sabendo, e jamais endossaria semelhante patifaria, muito embora tenha sido uma surpresa pra mim que essa moça fizesse coisa tão maligna. Mas o que mais me espanta é que, diante de agressão gratuita e odienta, que se estendeu à sua família!, tenha havido protestantes que a defendessem! Em nome daqueles que buscam obedecer aos mandamentos por amor a Cristo, eu peço o seu perdão.

*



Se, à primeira mágoa ou frustração, você se fecha e sai de campo, sua luta não vai durar nem uma semana. Se quer mudar o curso das coisas, prepare-se para engolir não um sapo ou dois, mas infinitos sapos. Leia a vida de Napoleão. Veja como esse homem, um dos maiores comandantes militares de todos os tempos, sabia aceitar humilhações, transigir, negociar. Será você mais importante do que Napoleão?”

*

A idéia da “vida cotidiana” como uma sucessão de dias “normais” é uma ilusão hipnótica criada pela rotina de trabalho e lazer na sociedade industrial. As sociedades antigas desconheciam essa noção e por isso ninguém ali tinha dificuldade em aceitar como coisa natural toda sorte de crises e emergências, que aterrorizam os nossos contemporâneos ao ponto de que, quando não conseguem negar-lhes a existência, eles têm enfartes, crises hipertensivas etc. A sociedade industrial fez da falta de imaginação — que é uma forma extrema de idiotice — um dever do bom cidadão.

*

A experiência me diz que tratar as pessoas COMO SE fossem inteligentes as ajuda a tornar-se inteligentes de verdade ou a fortalecer a inteligência que já tem. Todo o segredo da educação está nisso.

*

Quando um sujeito é um pouco menos inteligente do que você, ele pode perceber a diferença e fazer algo para compensá-la. Mas, se ele é MUITO menos inteligente, com certeza ele vai achar que o burro é você.

*

Todos falam de guerra mundial, mas ninguém a teme verdadeiramente, porque ela ultrapassa a sua capacidade de temer, que é comproporcional à sua imaginação. O homem típico dos nossos dias tem mais medo de broxar no motel que da destruição do mundo.

*

Quando eles MATAM cristãos, tudo bem. Mas quando eles FALAM em matar gays, a polícia vem correndo.

https://www.thesun.co.uk/news/1988145/muslim-islamic-school-that-taught-pupils-gay-men-should-be-killed-shut-down-after-pupil-exposed-its-extremist-beliefs/

*

Não conheço um só idiota que, ao menos no fundo invisível da sua cabeça oca, não creia piamente na eternidade do mundo.

*

Visitas lindas: Marya Olimpia Ribeiro Pacheco com as filhas Sarah e Ester e a sobrinha Ana Sofia. Horas de conversa inteligente.

14650487_10154578482812192_8595678339846741787_n
André Lucas Esser Que livros cinzas são esses na estante de cima, Professor?
Olavo de Carvalho Obras completas de Eric Voegelin.
*
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s