23/08/2016

 

Pedi ao Alessandro que perguntasse ao Jeff Nyquist sua opinião sobre este meu post de ontem:

(1) Segundo o depoimento do físico Tom Fife, do qual não tenho motivo para duvidar e que é bem coerente com muitos outros dados biográficos confirmados, Obama foi colocado na política americana pelos russos, no tempo do comunismo.
(2) Na presidência, ele promete ao presidente Medvedev facilitar as coisas para os russos no mandato seguinte.
(3) No decorrer desse mandato, ele faz constantes provocações militares aos russos ao mesmo tempo que desmantela e debilita as Forças Armadas americanas.
(4) Aí o Vladimir Putin aparece na TV dizendo que, se houver guerra, a culpa será dos EUA (e a vitória, subentende-se, dos russos).
Faz todo o sentido do mundo. Só não vê quem não quer.

A resposta veio hoje. É a seguinte:

Dear Alessandro,

Yes, Olavo’s points should be kept in mind as we watch Russian military movements along the borders of Ukraine and the Baltic States. There are also aggressive Chinese moves in the Pacific. We must not forget that Iran and Syria, North Korea and Cuba are also part of this equation. Many military analysts are becoming alarmed, but their warnings are generally ignored by a distracted and enervated public, whose delusions owe much to a rotten press corps.

It is indeed suspicious that Obama once attempted to pick a fight with Russia over Syria, and this danger is not over. It is even more curious that events in Ukraine turned out to serve as a switch for the preparation of the Russian public for world war. Looking back at recent events and reflecting on the predictions and analysis of A. Golitsyn and Jan Sejna, we might well conclude that the deception strategy of 1987-1991 has finally done its work, that the military balance has been shifted in favor of the communist bloc, and so the leading country if the bloc has engaged for 28 months in developing a casus Belli.

Just as Hitler blamed the Jews for the coming Second World War in his Reichstag speech of 30 January 1939, Putin has already made his case for blaming the United States. A nation cannot go to war without a publicly accepted mythology of blame. To make war without such a mythology is courting destruction. The population must make sacrifices, soldiers must lay down their lives, and orders must be obeyed in the meanwhile. Also, vengeance must be taken against the “blameworthy” nation. (This last point has not been fully appreciated.)

The socialist and Communist operatives inside the US Government do not understand the full logic of global revolution. Their understanding is limited. Perhaps there are a few, whose hatred of America allows them to see — and feel the thrill — of America’s impending downfall. But most of them are as clueless as Trotsky, Zinoviev, Kamenev and Bukharin when Stalin’s great axe fell. When the American left’s usefulness has ended, and it is time to sweep away the American global system, it will not be enough to have set up parallel international organs to supplant those currently in operation. Millions of human beings, who will see Russia’s moves as a betrayal, will have to be swept away. Therefore it would be extremely dangerous to allow America to exist in any form whatsoever. A revived America, even under socialist auspices, would inevitably become a rival of the other two great socialist powers. A simple socialist takeover of America, which may have already happened, is far from satisfactory for the Russians and Chinese. They must destroy and annihilate America as Rome destroyed and annihilated Carthage. And it is no small thing that Alexander Dugin has referred to America as Carthage and, by way of imitating Cato the Elder, has publicly declared that America must be destroyed.

This is all very logical, and helps to explain the new Russian missiles and warheads, tanks and submarines. Tools for the job of extermination are needed. The West, of course, is asleep; and those who would sound the alarm will not be heard over the commercial din. Besides, the Americans already know everything. They already have everything. There is no reason to question what is known. Such is the standard of foresight today. And unless the Russians bungle their next moves, there will be no reassessment until we are starving in the rubble of our own cities.,

Jeff

 

*

*

Repito este post porque ele expressa o MAIOR e na verdade O ÚNICO problema urgente do Brasil : Por que continuamos obedecendo a instituições como o STF, cujos membros merecem na melhor das hipóteses uns chutes no(s) cu(s)?

No último livro do célebre exorcista Pe. Gabrielle Amorth, Judas Iscariotes, falando diretamente do inferno e forçado por Nossa Senhora a dizer somente a verdade ainda que a contragosto, explica uma das razões do sucesso do diabo no mundo contemporâneo:
— Nunca as pessoas obedeceram tanto quanto hoje. A obediência está na moda.
Pensem nisso, por favor, vinte e quatro horas por dia.

Celina Vieira Judas do inferno usando o termo moda?

Olavo de Carvalho Qual é o problema? No inferno eles assistem a Rede Globo.

*

Depois do caso da OAS, vocês entendem agora aonde queriam chegar aquelas criaturas engomadinhas que pregavam acima de tudo o “respeito às instituições”?

*

*

Após várias experiências decepcionantes com a medicina mais avançada do mundo, estou conseguindo pouco a pouco vencer a minha diabete com plantas compradas em lojas de macumba no Brasil…

*

Nada mais lógico:

https://www.lifesitenews.com/news/breaking-leaked-e-mails-show-george-soros-paid-to-influence-bishops-during?utm_campaign=socialflow

Francisco Augusto Rabelo Júnior Olavo de Carvalho, desculpe por mudar o assunto, mas queria saber se o senhor examinou aquela revista eletrônica que lhe sugeri há uns meses (http://revista.hegelbrasil.org/), para ver se há algo de interessante por ali, já que estou estudando Hegel atualmente

Olavo de Carvalho Francisco Augusto Há ali trabalhos muito bons, mas nada de particularmente interessante.

*

É um alívio saber disto. Pelo menos um deles já foi enrabado.

http://br.blastingnews.com/politica/2016/08/hugo-chavez-e-nicolas-maduro-foram-amantes-revela-jornalista-venezuelano-001075069.html

*

Quando você pertence a uma comunidade marginalizada e perseguida, é difícil resistir à tentação de responder com quatro pedras na mão a qualquer coisa que pareça, mesmo de longe, provocação. Mas um dos segredos do sucesso é saber utilizar inteligentemente a raiva em vez de desperdiçá-la em explosões emocionais inúteis e muitas vezes injustas.

*

Vi muito disso entre católicos pré-conciliares. Todo mundo com muita fé no coração e uma tremenda neurose na cabeça.

*

Bravo!

*

Olavo de Carvalho Artur Flaminio Arruk DE Souza O Feliciano apoiando o Mais Médicos? Isso é verdade?

Olavo de Carvalho Que caraio!

*

http://sensoincomum.org/2016/08/22/guten-morgen-george-soros-pensa-voce/

*

Aquecimento para a Book Friday – 48% de desconto no livro “O Jardim das Aflições”. Vai logo lá que está acabando !!

https://www.amazon.com.br/…/8567394511/ref=gbps_img_s-5_910…

Daniel Araújo Pinheiro Professor, eu já tenho as novas edições de “A Nova Era e a Revolução Cultural” e “O Jardim das Aflições”, mas falta a nova edição de “O Imbecil Coletivo” para completar a trilogia. Vai sair a nova edição? Se sim, o senhor tem alguma previsão de quando será lançado? Ficaria grato se me tirasse esta dúvida.

Olavo de Carvalho No ano que vem.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s