Anti-petismo, poder e Ayan

De uns dias pra cá venho acompanhando os pitis do Luciano Ayan contra o Olavo de Carvalho e as pessoas que respeitam o professor. De uma forma mais sutil (porque o Luciano Ayan não é bobo) está fazendo a mesma coisa que muitos fazem, ou seja, desqualificando o Olavo de Carvalho em certos aspectos para ganhar mais fama (não tenho outra explicação ainda). Eu entendo, o Luciano está escrevendo um livro, não é mesmo???

O Luciano Ayan é bom em ensinar a guerra política com suas táticas e estratégias, mas não pode achar que só ele conhece o assunto e outros não estão vendo ele usar justamente do que ensina para enganar os desavisados (não é meu caso).

Fato é senhor Luciano Ayan que o professor Olavo nunca disse que era contra o impeachment da Dilma (eu nunca vi). O que ele disse é que não basta o impeachment (caso milagrosamente aconteça). O problema no Brasil é muito mais profundo e complexo. É cultural, é resgate de valores. Ter cautela e não desperdiçar todas as energias com o impeachment achando realmente que basta a Dilma¹³ cair e todos os nossos problemas estarão resolvidos, isso para ser delicada, seria ingenuidade. A faxina é bem maior.

Afirmar que todos os que seguem e respeitam o professor são contra o impeachment é uma das mentiras mais deslavadas que vi até agora vindo de quem se diz de direita. E é o que você está fazendo. Fato é que os que seguem e admiram o Olavo querem é o PT fora para começar a desbancar o Foro de SP. Tanto faz se virá por impeachment, cassação, intervenção civil ou militar, até invasão alienígena está valendo. O que não se pode é depois disso relaxar e achar que agora o país estará a salvo. Não estará e o Olavo tem razão goste você ou não.

Outra coisa, essa de dizer que tirar o PT do poder de qualquer jeito é uma idéia autoritária, nada mais é que vigarice. Estamos sendo governados por psicopatas e histéricos (que reproduzem o comportamento psicopático). Pessoas normais tem seus defeitos, cometem erros e é justamente por isso que nunca teremos uma sociedade perfeita, mas têm os sentimentos no lugar, possuem freios morais, se importam com outras pessoas. Entre pessoas normais a divergência acontece sem que se mande alguém para o paredão. Não é o caso de psicopatas. Portanto, tem que tirar o PT do poder e de quebra cassar todos os direitos desse partido recheado do que há de pior na face da Terra. Assim como o nazismo é crime (a não ser que você ache autoritário demais Luciano Ayan), o comunismo em todas as suas vertentes também é. Ou, preciso lembrar de Lenin, Stalin, Mao, Fidel, Chavez, Maduro, Morales e por aí vai???

Não sei quanto a você, mas eu não deixaria um psicopata cuidar da minha família. Então por que cargas d’água eles podem governar uma nação??? Em nome de um puritanismo democrático?? Justamente eles que a última coisa que querem é democracia e justamente você defendendo isso quando fala sobre estratégias e táticas políticas?? Francamente!

É o seguinte: Continua estudando e ensinando sobre estratégias políticas, pois é necessário, mas pára com a vigarice e não seja soberbo em achar que só você conhece esse jogo, ledo engano. Como eu disse antes, você usa as táticas que aprendeu para impor teu pensamento e pior, tenta calar quem não concorda com uma tática simples: a desqualificação.

Tipo: Alguém dizer que o Olavo tem razão já o coloca na qualidade de direitista fundamentalista. Isso é pura vigarice.

Agora ninguém mais pode concordar com o Olavo?? Só com você?? Sob pena de ser colocado no conceito de extremista?? Tenha a Santa Paciência! Você não precisa arrumar treta com o Olavo para fazer sucesso. Busque-o por si mesmo e não use os outros de trampolim que é muito feio.

Aceite o fato que o Olavo sozinho tirou milhões da ignorância aqui no Brasil (eu incluída), o resto veio depois e sim, o Olavo tem razão, só o impeachment não basta, mas lutemos por ele. E, se o impeachment vier tenhamos em mente que será só o começo. Ok???

Vamos colocar as coisas na justa perspectiva.

Vai batendo e desmoralizando o PT que dá mais lucro.

Bravíssima, Carla Pola !

Eu não sabia que o Luciano Ayan estava com essas frescuras. Sempre falei bem dele.

*

Luciano Ayan mente desavergonhadamente ao dizer que sou “contra o impeachment” e mais ainda ao afirmar que “Olavo de Carvalho defende a cassação dos direitos políticos de seus oponentes”. Quanto ao primeiro item, o que afirmei, aqui mesmo, foi que a campanha pelo impeachment não é a melhor das estratégias, mas que faz volume na luta anti-PT, e que portanto não deve ser nem aplaudida entusiasticamente nem boicotada, mas ajudada com moderação. Isso é ser “contra”, seu merdinha? Quanto ao segundo item, é claro que jamais preguei a cassação dos direitos políticos de “meus oponentes”, mas dos envolvidos em organizações criminosas. Deformando completamente o meu pensamento, Ayan se aproveita disso para me qualificar de “autoritário” e posar, em contraste, como um primor de democrata. Se, para espalhar essas mentiras sórdidas, ele as faz preceder de alguns elogios banais, informo que elogios de gente desprovida de qualquer qualificação intelectual notável nada acrescentam à minha reputação, assim como intrigas de moleques não a diminuem.

*

Como todo fofoqueiro de botequim, Ayan busca psicologizar minhas atitudes para depreciá-las, e nem percebe o ridículo em cai com esse expediente boboca. Diz que só denuncio o Foro porque fiquei “ressentido” por não terem dado atenção… às mesmas denúncias! É a acusação mais idiota que já li.

*

Aviso a quem não sabe: Antipetismo não é currículo.

*

Depois de me acusar de querer a cassação dos direitos políticos de “meus oponentes”, e tendo lido minha resposta de que defendi somente a cassação dos direitos políticos de envolvidos em organizações criminosas, Ayan tenta se explicar e torna a mentira mais sórdida ainda ao dizer que tento “qualificar meus oponentes como criminosos” e impor sua cassação por meios extralegais. Isso já é abusar do direito de ser canalha.

*

Há motivos LEGAIS mais que suficientes para fechar o PT e cassar os direitos políticos de seus dirigentes. Foi o que eu SEMPRE disse, ao contrário do que insinua o porco Ayan:

http://www.olavodecarvalho.org/semana/141028dc.html
http://www.olavodecarvalho.org/semana/150317dc.html

Definitivamente, o Ayan NÃO QUER que os petistas paguem pelos seus crimes. Quer continuar concorrendo com eles “democraticamente”, como se fossem cidadãos decentes, separados dele só por uma “diferença de idéias”. Tudo o que escape disso é “autoritarismo”. Ele não o diz, mas é a conseqüência inevitável das acusações que me faz.

*

“Discussão tática” com Luciano Ayan? É muita presunção dele. Qual o currículo de combates vencedores que ele pode apresentar, seja na cultura, seja na política? Um blog?

*

O sujeito me imputa a autoria de um crime — pregar o uso extralegal da força — e depois diz que isso não é briga, é “discussão tática”! Vá à merda, moleque, você não sabe nem avaliar o sentido do que você mesmo diz.

*

No Brasil é assim: um moleque imaturo xinga você, o acusa de crimes e depois ainda diz que é uma discussão educada.

*

Para mim, chega. Ayan não passa de um Punheteu embonecado.

*

Ayan é um desses chupins que fazem carreira à minha sombra e na primeira oportunidade revelam sua verdadeira natureza de fofoqueiros e difamadores. Assim que garantiu a publicação do seu livrinho pela editora do meu aluno Rodrigo Simonsen, pôs as manguinhas de fora. É outro Gustavo Nogy, nada mais.

*

Sempre estimulo os autores principiantes, recomendo-os a editores, falo bem deles em público, ajudo com crowdfunding, e depois levo o regulamentar pé-na-bunda que a ética brasileira exige.

*

O que neste país está rolando em matéria de tramas de gabinete para salvar o PT sob aparência de “oposição” não está no gibi.

*

Ontem mesmo escrevi que a coisa mais repugnante, para um escritor, é discutir com “porta-vozes” de movimentos, de partidos, de igrejas, de grupos. O debate intelectual só existe entre mentes bem desenvolvidas e individualizadas, mas no Brasil de hoje elas INEXISTEM. Só existem “porta-vozes, que, justamente por sê-lo, não merecem que eu lhes dirija a palavra, exceto para mandá-los tomar no cu e depois esquecê-los.

*

Não “debati” nem debaterei com Luciano Ayan. Defendi-me de uma imputação criminal monstruosamente injusta que ele me fez, e nada mais tenho a dizer a esse bicho desprezível.

*

O anti-olavismo é a doença infantil da direita nacional.

*

Quem não vê que no fundo dessas poses de democrata impoluto em confronto com um “autoritário” há um claro intuito de criminalizar o Olavo de Carvalho como apóstolo de violências e enviá-lo à cadeia na primeira oportunidade?

*

Ayan é, nesse ponto, o colaborador direitista da Jandira Feghali, que se antecipou a ele na prática desse truque sujo.

*

E não venham me dizer que em nome da “unidade da direita” tenho a obrigação de responder a acusações criminais com afagos. Se a direita exige isso, aprendeu com os princípios da “lealdade revolucionária” comunista.

*

Se, para derrotar um governo sustentado no apoio de apenas um por cento da população, ainda é preciso recorrer aos bons préstimos da mesma classe política que legitimou alegremente a eleição fraudulenta que o constituiu, isso mostra, da parte das lideranças populares, uma fraqueza e um espírito de servilismo que contrastam de maneira patética com a bravura que as massas demonstraram nas ruas.

*

Entre petistas e certo tipo de antipetistas, a lealdade maçônica impede que o conflitio vá além de um certo ponto. Acima de tudo deve prevalecer o “espírito fraterno” e a “concorrência democrática”

*

Para encerrar o caso Ayan: Não devo esclarecimento nenhum a quem me acusa de crimes que não cometi. Ele é que me deve desculpas. Mas, mesmo que as apresentasse, ele continuaria desqualificado para QUALQUER debate comigo por não ser capaz de distinguir entre a resistência popular pacífica que venho pregando e o autoritarismo que é obviamente o oposto dela.

*

Antipetismo ou antidilmismo estão ao alcance de qualquer Luciano Ayan ou Marco Antonio Villa. Análise política é para quem estudou.

*

Não tenho a capacidade de explicar nada a alguém que não compreenda instintivamente, imediatamente, que o impeachment REFORÇA O PODER DA CLASSE POLÍTICA,

*

A “estabilidade das nossas instituições”, ou, melhor dito, “pax maçonica”, é a consolidação do poder do “estamento burocrático”. Há duas maneiras de preservá-la: (a) com Dilma, (b) sem Dilma. Há muita gente interessada em que todo o presente conflito se reduza a isso. O povo, como sempre, será devolvido à condição de espectador ou, na melhor das hipóteses, de massa de manobra. É o bom e velho “espírito de conciliação” descrito por Paulo Mencadante em “A Consciência Conservadora no Brasil”, com o qual o estamento sobrevive intacto a todas as crises.

*

A Maçonaria não tem tanto poder quanto se imagina, nem é constituída de demônios, mas, que ela é o maior breque-de-piroca que já existiu neste país, ah, isso ela é.

*

Ouvindo o Arnaldo Jabor hoje, fico feliz de que ele compreenda a ligação íntima de comunismo e corrupção, em vez de tratar do assunto com a usual assepsia ideológica obrigatória nas nossas classes falantes.

*

Quando algum ramo podre egresso do olavismo cultural está para lançar um livrinho, dizer umas bobagens quaisquer contra o Olavo é promoção na certa. Espalha um frisson dos diabos.

*

A revolta popular, em março, foi contra todo o “sistema”, contra toda a classe política. Os impeachmentistas e peregrinos brasilienses trataram de desviá-la para um alvo único, a insignificante sra. Dilma Rousseff, salvando a classe política que, autora do impeachment, sairá do episódio como heroína da história e salvadora da pátria. Se não for possível conseguir mais nada, o impeachment será sempre alguma coisinha, um prêmio de consolação.

*

*

No Brasil só se diz que um sujeito é humano em duas circunstâncias: (a) quando ele é um criminoso cruel o suficiente para parecer desumano; (b) quando se quer atribuir a ele algum erro.

*

.@LucianoAyan mente desavergonhadamente:

*

Como todo fofoqueiro de botequim, @LucianoAyan busca psicologizar minhas atitudes para depreciá-las.

*

Há motivos LEGAIS mais que suficientes para fechar o @ptbrasil e cassar os direitos políticos de seus dirigentes.

*

Definitivamente, o @LucianoAyan NÃO QUER que os petistas paguem pelos seus crimes.

*

Para quem queria a destruição total do esquema comunopetista, o impeachment da Dilma é apenas um prêmio de consolação, mas até essa migalha está difícil de obter, porque, dependendo inteiramente da boa-vontade daquela mesma classe política que aprovou sem discussões a eleição fraudulenta, ela foi inventada precisamente para ser difícil de obter.

*

Por que alguns olavettes, como o Felipe Moura Brasil, o Rafael Falcon ou o Carlos Nadalim — para citar só uns poucos — conseguem criar um verdadeiro espaço pessoal, no qual não dependem de mim para coisa nenhuma, e ali brilham com luz própria sem me encher o saco, enquanto outros só sabem fingir independência por meio de ranhetices?

*

COMO SER UM PICA-DAS-GALÁXIAS:
1) Entre no espaço político-cultural que o Olavo de Carvalho abriu sozinho e a duras penas, e ali ocupe uma área com um diâmetro aproximadamente igual ao do seu cu.
2) Cite alguns autores conservadores que viu mencionados pelo Olavo de Carvalho, mas faça-o no tom de quem os conhecia desde 1910.
3) Faça amizade com olavettes no Facebook.
4) Escreva um projeto de livro e, apresentando-o a algum editor amigo do Olavo, peça um adiantamento para escrever o livro.
4) Quando se sentir preparado, pegue uma opinião qualquer e, atribuindo-a ao Olavo de Carvalho, diga que ela é errada, fascista, esquerdista ou merda semelhante.
5) Olhe no espelho e declare-se o Pica das Galáxias. Pode acrescentar “Mãe, ói eu”, mas não é necessário.

*

É evidente que muitas pessoas entraram no plano do impeachment de boa fé. Mas é mais evidente ainda que ele foi inicialmente concebido nas altas esferas para tirar das massas a iniciativa e transferi-la à classe política, transfigurando o bandido em mocinho e, de quebra, dando ao PT a oportunidade de mil adiamentos e desconversas. É preciso ser MUITO burro para não perceber isso.

*

Se Lula e Dilma fossem apenas larápios individuais, sem respaldo no movimento comunista internacional, seriam facilmente destruídos com um peteleco, como o foi o Collor de Mello. Espero que ninguém leve mais de dois segundos para entender isso.

*

Sejamos magnânimos: Se o Mauro Lasi assinar uma declaração de que não quis matar ninguém, de que só queria mesmo era chupar uma piroca, nós o perdoamos.

*

Respondendo à pergunta do Olavo de Carvalho, que certamente foi retórica, pois ele sabe a resposta melhor que eu: o Felipe Moura, o Carlos Nadalim e eu assumimos algumas responsabilidades profissionais, correspondentes a alguma técnica que dominamos e exercemos para o bem comum. Sabemos o que podemos e o que não podemos fazer. Em outras palavras, atingimos pelo menos a sexta camada da personalidade, conforme descrita pelo mesmo Olavo. Gente como esse Luciano Ayan, por outro lado, está lá na quarta camada, lutando pela atenção e respeito dos coleguinhas na internet. O simples fato de um semi-analfabeto meter-se a fazer análises políticas já mostra que ele não sabe quem é e o que realmente está em seu poder.

*

O Rafael Falcon tem razão : Uns fulanos estão tentando passar da Camada IV para a V por meio do meu cu.

*

Dado histórico importante: A conversa de intervenção militar apareceu DENTRO DA MAÇONARIA, mais de dez anos atrás. Mas os irmãozinhos não devem ter aprovado, aí a coisa pifou.

*

Carlos Eduardo Amaral Olavo, Lula é maçom de qual loja ou de qual potência, pelo menos?

Acabam de me informar que não é.

*

Adolescentes bobocas que nunca tiveram uma idéia original na vida nem a terão depois de adultos podem facilmente posar de “pensadores independentes” mediante o simples expediente de ranhetar um pouco contra alguma opinião do Olavo de Carvalho, que aliás nem precisa ser dele mas pode ser copiada de algum olavette de segunda mão ou ser inventada pelo próprio interessado para esse fim. O tal Ayan é o enésimo e vale tanto quanto seus antecessores.

*

2 comentários sobre “Anti-petismo, poder e Ayan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s